5 coisas que eu aprendi em 5 anos nos Estados Unidos

Em Julho de 2008, eu desembarcava em NY com 2 malas gigantes, um visto de trabalho, e aquele frio na barriga de quem se muda sozinha, pela primeira vez na vida, pra um outro país.

Aconteceu tanta coisa (tão importante) nesse tempo, que não parece que faz só 5 anos e meio.

Resolvi parar e fazer um balanço. Aí o balanço virou uma lista, que virou esse post.

“5 coisas que eu aprendi em 5 anos nos Estados Unidos”

1. Qualidade de vida tem muito a ver com viver sem medo de violência.

Eu sei que é óbvio, mas, tendo morado minha vida toda em São Paulo, já tinha me acostumado a estar sempre naquele estado de alerta, a nunca andar com os vidros do carro abertos, a não usar jóias, a não deixar nada de valor exposto, a evitar andar sozinha à noite, aquela neura paulistana. Tudo isso era normal pra mim e, pra falar a verdade, eu nem me dava conta do quanto tudo isso era estressante. Era o meu “normal”. Aí me mudei pra Nova York. No começo, ainda andava desconfiada, olhando pra trás, porque demora a cair a ficha de que dá pra viver com mais segurança. Mas também, quando a ficha cai, o difícil é aceitar viver de outro jeito. Não que aqui não tenha crime. Tem. Mas é num outro nível. E o que acontece é que, aos poucos, a gente vai relaxando, vai mudando o modus-operandi (e o estado de espírito), e descobre o quanto se ganha em qualidade de vida quando você se sente seguro.

Quando dá saudade do Brasil (sempre) e a gente pensa em voltar (às vezes), esse é o maior motivo que me faz desistir. Meu filho tem só 2 anos, a vida toda pela frente, e enquanto eu puder escolher, não quero que ele tenha que aprender a viver no stress de uma cidade perigosa – muito menos, que ache isso normal.

PS.1: Moramos também em Miami e em Atlanta, que são cidades totalmente diferentes de NY (e diferentes entre si), mas que também oferecem essa sensação de segurança pra quem mora por lá, coisa que muitas cidades pequenas do interior do Brasil já não oferecem mais. Triste.

PS.2: NY já foi uma das cidades mais violentas do mundo. E nem faz tanto tempo assim. Esse texto tem um bom resumo do que foi feito nas últimas décadas pra reverter essa situação.

PS.3: No meu primeiro ano em NY, meu apartamento foi invadido. Aliás, meu escritório também. Por ratos! Este sim um problema que Nova York ainda não conseguiu resolver.

2. Pontualidade é sinal de respeito.

Simples assim.
Eu, que sempre fui atrasada, aprendi.
É simples mesmo. Reunião marcada pras 10:30 começa às 10:30. Aliás, também termina na hora marcada. Não importa se você é muito ocupado, muito importante, muito o-que-quer-que-seja, seja pontual.

E isso não vale só no trabalho, vale pra qualquer compromisso social. Happy hour, festa de criança, jantar com amigos…

Nos primeiros meses aqui, achava engraçado quando alguém me avisava que chegaria atrasado “uns 5 minutos”. E ainda se desculpava. 5 minutos de atraso, no Brasil, é chegar na hora, eu pensava. Hoje, não acho mais graça, acho sinal de educação. Taí uma coisa que eu aprendi com os americanos: Be on time. Pontualidade é sinal de respeito.

3. Nosso famoso “jeitinho brasileiro” sucks.

No Brasil, eu já escapei de tomar multa porque o guarda foi com a minha cara, já consegui mais prazo pra entregar trabalho na escola conversando “com jeito” com o professor, já menti idade pra entrar na balada, já tive carteira de estudante fake. Não estou me gabando, pelo contrário, mas essas coisas ilustram uma verdade brasileira: a gente sempre acha que dá pra dar um jeitinho, e nem percebe o quão nocivo isso é.

Nos Estados Unidos não rola. No geral, o americano segue a regra, é “by the book”. Essa falta de flexibilidade pode ser irritante, mas é melhor que seja assim, porque a regra vale, e é igual pra todo mundo. Você sabe o que esperar, é mais justo.

O jeitinho faz parte da cultura do Brasil e, às vezes, a gente até se orgulha disso. Somos flexíveis e criativos. O problema é que o jeitinho anda de mãos dadas com a malandragem, com a esperteza de levar vantagem em tudo, que, aliás, é a semente da corrupção e da impunidade, né?

Morar nos Estados Unidos me deu ainda mais certeza de que o nosso jeitinho brasileiro não tem nada de cool e nada de inofensivo. Hoje, sou bem mais a “falta de jeito” americana.

4. Quer casa, comida, e roupa lavada? Do it yourself.

Em São Paulo, eu tinha uma vida com luxos que nunca vou ter aqui. Tinha uma ajudante faz-tudo que me dava casa limpa, roupa lavada e passada, cama perfeitamente arrumada, e mais qualquer coisa que eu precisasse. Todo-santo-dia.

Aqui, esse tipo de serviço é bem caro, um luxo mesmo. Então, fazer o que, a gente mesmo se vira e põe a mão na massa pra deixar tudo (mais ou menos) em ordem. Ou seja, além da meta de “inbox zero”, a gente também tem meta de “louça zero” e “laundry zero” aqui em casa, rs.

Recentemente, vários amigos postaram esse texto que fala da relação direta entre lavar o próprio banheiro e poder abrir um laptop no ônibus. Eu nem concordo tanto assim que desigualdade social seja a única razão da violência no Brasil (vide NY, segura, apesar de desigual), mas tenho que admitir que “lavar meu banheiro”, de alguma forma, me tornou uma pessoa melhor.

Eu nunca tinha precisado ser tão “dona-de-casa” e fazer tantas coisas sem ajuda como aqui. Obviamente sinto falta da minha super-ajudante, mas, parando pra pensar, morar nos EUA me deu uma perspectiva de vida diferente, me fez perder algumas frescuras, me tornou mais prática, mais simples, mais resolvida e mais independente. E isso é bom.

5. Posso morar pra sempre nos Estados Unidos, mas o Brasil nunca vai deixar de ser minha casa.

Eu gosto de morar nos Estados Unidos, mas longe de só enxergar coisas boas e achar que tudo é melhor aqui. Sinto falta do atendimento médico mais humano do Brasil, acho a cultura exagerada do politicamente-correto daqui um saco, não acho muita graça do humor americano, preferiria um lugar sem risco de furacões e terremotos, e que não fosse alvo de terroristas.

Mas tudo isso faz parte da experiência de morar aqui. A gente aprende e cresce com as coisas boas e ruins.

Duro mesmo é conviver com a distância da família e dos amigos, não estar lá pra dar abraços de aniversário, não estar lá pra dar colo quando alguém precisa, enfim, não estar lá sempre que eu queria estar. Essa é a parte mais difícil. Porque eu vim pra cá “velha”, com 30 anos, quando as principais relações da minha vida já estavam formadas, e com 3 décadas de formação cultural/política/social vividas no Brasil. Ou seja, tenho referências e valores diferentes dos americanos e acho que isso, muito mais do que a diferença de idioma, faz com que eu sempre me sinta uma estrangeira aqui. Não significa que não me sinta bem ou que sofra preconceito, pelo contrário. Mas, por outro lado, acho que São Paulo (e o Brasil), com todos os seus problemas, vai ter sempre esse efeito em mim – o de me fazer me sentir em casa.

Advertisements

364 Responses to “5 coisas que eu aprendi em 5 anos nos Estados Unidos”


  1. 1 Leonardo Kasperavičius January 21, 2014 at 12:56 PM

    Parabéns pelo post e obrigado por compartilhar sua experiência.

      • 3 pedro January 26, 2014 at 9:46 PM

        Moro no Estados Unidos a quase 4 anos e concordo com todos os pontos, menos o terceiro. Existe sim, e bastante, todos esses exemplos que voce deu de jeitinho brasileiro aqui. Estou aqui como estudante, e quase TODOS (90%) dos meus conhecidos aqui ja tiveram carteira de identidade falsa para entrar nas boates, e olha que eu moro em uma cidade super “certinha”: Boston. De multa tambem, basta ser educado e falar com o policial com respeito e dizer que nao acontecera de novo, que voce nao recebe a multa. Inumeras vezes os meus professores e dos meus amigos deixam eles entregarem o trabalho mais tarde, e so falar com jeitinho tambem.

        Os exemplos dados por voce sao exemplos de coisas que pessoas jovens sempre fazem, em quallquer lugar. E obvio que voce ter uma familia e uma vida adulta sera diferente, em qualquer lugar do mundo, da sua vida de jovem.

        Mas fora isso, otimo texto.

      • 4 Maria Tereza Cabral Pereira January 27, 2014 at 6:50 PM

        Concordo totalmente com o Pedro, também sou estudante nos EUA e posso dizer que o que vc citou são coisas até bem comuns aqui. De fato, eu vou arriscar a dizer que é até mais comum ver jovem com carteira falsificada aqui do que no Brasil (pelo menos na minha cidade, os caras da balada/barzinho não tavam nem ai pra minha idade). Quando eu penso em jeitinho Brasileiro, penso em pessoas que procuram o caminho mais curto, nem que o mesmo significa colocar sua índole em questionamento. Por exemplo, “colar” na prova (nao que americano não cole, mas é algo que eu via muito mais na minha epoca de ensino medio no Brasil do que na universidade aqui; suborno; no geral, é bem comum ver um brasileiro descumprindo a lei “já que a justiça não funciona mesmo,” “já que todo guarda é corrupto” (desculpas muitas vezes usada pra tirar o peso na consciencia). Enfim..

        Mas fora essa observação, seu texto ta maravilhoso e expressa demais o que eu sinto pelos EUA.

      • 5 Veronica February 7, 2014 at 8:49 PM

        Gostei muito do seu texto. Moro aqui há 5 anos, sendo 3 anos em Massachusetts. E embora algumas pessoas tenham dito que há jeitinho brasileiro porque em
        Boston muita gente anda com documento falsificado, discordo. O jeitinho aqui nos EUA não funciona muito, mas é claro que sendo há exceções e eu diria que Boston é uma delas. Boa parte dos brasileiros que aqui estão, não tem documentação. O Estado de MA faz vista grossa pra situação. Digamos que é um estado friendly pro imigrante sem documentação. Aqui o pessoal trabalha sem problema, consegue até ter plano de saúde etc. Mas ainda assim é arriscado andar com documento falso, você pode ser preso e deportado, melhor andar sem a carteira de motorista. Já morei em Ohio e lá é bem diferente, jeitinho lá não rola mesmo.
        Também morava em SP, com empregada e faxineira. Mas foi super fácil me adaptar. Às vez a casa fica bagunçada, mas e daí? Adoro morar aqui, meus filhos são super felizes, a vida no dia a dia é mais simples. Temos mais tempo pras nossas crianças, pra família. Viver tranquilo sem violência é maravilhoso.

      • 6 Isabella Duarte May 4, 2014 at 6:08 PM

        Oi, acho que os pontos que citou no texto sejam bem informativos, então obrigada, de um jeito você ampliou a minha mente sobre os Estados Unidos. Tenho 13 anos, e meu sonho é ir estudar e morar aí, mas sempre encontro nos sites, dizendo que é preferível morar aqui no Brasil do que aí, o que eu nunca acreditei muito!! Estou tentando planejar, sabe? Sou daquelas pessoas que precisa estar tudo planejado, apesar de ter a vontade de começar a agir agora, mas tenho problemas como: sou de menor, (em ambos países), quando chegar já terei de arrumar um lugar para começar… E ás vezes tenho um pouco de medo, algumas pessoas dizem que aí há preconceito contra brasileiros, eu queria saber se isso é verdade!! Ah, e com certeza, a permissão dos meus pais, mas isso é de menos, pois eles já concordaram em deixar eu ir passar uns 15 dias nos EUA, mas tenho que organizar tudo, cada detalhe!! E fico preocupada um pouco, mas tudo se resolve!! Bem, enfim, eu queria lhe agradecer,( mais uma vez), por ter postado este texto!! Boa sorte em tudo que você fizer, carreira, família, etc… Beijos xBella

      • 7 Charles Soveral May 9, 2014 at 9:49 AM

        Gostei muito do relato sobre viver nos Estados Unidos. Como brasileiro me sinto com medo da violência. Penso nas minhas filhas e, se pudesse, eu trocaria de país. Também me sinto desconfortável com a falsa malandragem, a falta de educação (especialmente no trânsito) e me entristece muito a falta de perspectivas futuras de uma sociedade mais justa e equilibrada.

      • 8 Roseli April 14, 2016 at 2:13 PM

        Claudia, tudo bem? estou prestes a me casar com um americano e me mudar para os EUA. Estarei apta a me aposentar (SUS) dentro de 5 anos. Você acha que vai haver alguma problema porque eu estarei morando nos states?

    • 9 Odracir January 23, 2014 at 7:58 AM

      Tambem morei nos eua, por 10 anos em varias cidades…nao concordo com algumas coisas…exemplo: a violencia nos eua é maior ou igual ao do Br…somente que la, alguem que foi morto na porta da sua casa…vai aparecer 3 carros de policia em 15 mins apos alguem ligar..colocarao faixas plasticas amarelinhas, como nos filmes, isolando o local….e nada disso voce vai ver nos jornais, pois eles OMITEM a violencia.
      Tudo que é negativo pra imagem americana ele OMITEM as informações.
      As drogas sao vendidas em cada esquina, e drogas tao pesadas que vc nunca ouviu falar, cocaina e maconha sao para os fracos.
      Tem tanto drogado nos eua, que para ate pra ser faxineiro precisa fazer exame de droga para ser contratado.
      A comida parece de plastico, bonita e sem gosto algum…queijo é igual a comer papelao…e tudo muito gorduroso e cheio de glutamato monosodico e outras quimicas.
      As pessoas sempre tem um interesse na tua amizade…teu patrao gosta de vc, ate a hora que arrumar alguem melhor e mais barato ou puxa saco e beija cu…dai, um belo dia teu patrao mais mau humorado que o comum te manda embora sem aviso previo…igual aos filmes vc pega uma caixa de papelao poe tudo dentro e vai embora.
      Alem disso, americano é xenofobio e racista, gosta de dar ordens e nao gosta de trabalhar…americano gosta de ser patrao. E nao sabe e nem se preocupa em aprender, americano gosta de seguir regras…que outros estudaram e criaram, os medicos sao indianos, construção civil sao polacos e imigrantes, qualquer restaurante a cozinha é mexicana.
      E pra terminar os eua vendem guerra, armas e terror.
      Mentiram na guerra do vietna, mentiram na queda das torres gemeas ( eles mesmo impludiram), invadiram paises sem motivo, aonde pisam semeam a guerra e a discordia, acham que o modelo americano deve ser copiado no mundo todo e nao sabem falar nenhuma lingua, mesmo a turismo esperam que todo o mundo fale em ingles com eles.
      A policia eh uma protituta agressiva querendo arrancar seu dinheiro…
      Americano entra num bar, grita, bebe como um louco, as mulheres bebem ate que alguem ( homem ou mulher) leve pra casa e faça sexo com ela, no dia seguinte ela passa pela pessoa e nem diz ola, e ainda diz que o que fez ontem a noite, nao era ela mesma, pois estava alcolizada.
      Mulher americana gosta de dinheiro, quem gosta de penis e sexo é gay.
      Nos anos 60 e 70 era a bomba atomica (que eles criaram) que aterrorizava o pensamento do povo… nos anos 80 e 90 os comunistas que comiam crianças….hoje o terrorista que deixa a mala sozinha por 5 mins no aeroporto e faz todo mundo ficar apavorado….
      Eu sempre digo: Deus sai de férias e tem casa na praia no Brasil, o diabo sai de ferias e vai a disneylandia nos eua.
      Fica ai pra quem ja morou nos eua…e sabe o que eu digo.

      • 10 zyg@hotmail.com January 24, 2014 at 11:06 PM

        Onde vc morou, nos USA? Esse nao eh o pais q moro a 14 anos e onde me tornei cidada com muito orgulho!

      • 11 Magda Braga January 25, 2014 at 9:33 AM

        Odracir, as decisoes politicas de um governo nao representam 100% a voz da populacao americana. Tem muita coisa boa nos EUA e muita coisa que nao e boa, e assim e a humanidade. Gostei do texto da Claudia e agente realmente aprende muito com uma cultura diferente, seja ela americana ou nao. Ela tirou pra ela o que e bom e que aprendeu durante os 5 anos. Agente nao copia o que e ruim, ou pelo menos nao deveria. Sou de Sao Paulo tambem e entendendo este medo de que a Claudia falou, porque e um stress mesmo, e agente passa a achar normal viver assim, e nao e. Moro ha 15 anos nos EUA, tenho dupla cidadania. Ja me acostumei a morar aqui, vou sempre a Sao Paulo, tenho familia em Sao Paulo, minha filha nasceu aqui nos EUA,e assim caminha a vida. Pelo jeito a sua experiencia de 10 anos foi mais negativa que positiva, mas a sua unica experiencia nao representa a visao de outros.

      • 12 Vera Falcao January 25, 2014 at 10:56 AM

        E assim mesmo Odracir, moro aqui a 14 anos e a maioria das coisas que vc escreveu e a mais pura verdade. Infelizmente tem muitos brasileiros puxa saco aqui que so sabem meter o pau no Brasil e colocar os EUA nas alturas. Gosto muito de morar aqui mas amooo o Brasil e reconheco as qualidades dos dois paises.

      • 13 PeterM. January 25, 2014 at 3:00 PM

        Pôxa Odracir,deve ter 2 Estados Unidos no mapa,porque no que eu vivo há 26 anos não tem nada dessas desgraças que você mencionou,tou mais achando e’ que você foi deportado e está com dor de cotovelo…

      • 14 Maria Joanna January 25, 2014 at 9:49 PM

        Olha me deu até no na garganta de ler seu post, e pena… Por vc ser tão amargurado em relação aos EUA. Moro aqui a 6 anos e amo esse pais. Vc deve ter tido muita tristeza na vivência aqui, I’m sorry for that :(

      • 15 Renata January 25, 2014 at 9:56 PM

        Odracir certamente era imigrante ilegal…

      • 16 Luiz A. Bronaut January 26, 2014 at 12:36 AM

        Nao concordo com nada que voce escreveu, estou nesse pais desde 1967 e tenho o maior orgulho de ser cidadao brasileiro e americano. Pais perfeito? Nao existe nenhum pais perfeito no mundo. Voce e que cria a felicidade em volta de voce, em qualquer lugar do mundo. Mesmo que seja no Haiti…

      • 17 Janine January 26, 2014 at 2:30 AM

        Odracir, Eu moro em Washington DC ha 5 anos e meio e concordo com voce que as decisoes politicas dos EUA nao sao admiraveis. Leio e pesquiso bastante para me manter informada ja que a FOX news e todo programa de noticia eh praticamente igual a globo no Brasil. So transmite o que eh conviniente ja que as grandes emissores financiam lobistas e boa parte do senado. Drug abuse aqui eh realmente uma piada eu sou de Recife no Brasil e nas ruas de DC e Baltimore fiquei muito mais “familiarizada” com a existencia de gangues, drogas e trafico.
        Acho que os EUA encanta as pessoas pela beleza, pelo baixo custo de bens de consumo, e pela organizacao. Mas aqui como no Brasil tem pros e contras, mas confesso que gostei de finalmente ler alguem escrevendo um pouco sobre a realidade de um pais e de uma populacao que faz tudo o que for posssivel para esconder a verdade.

      • 18 Geralfo ferreira January 26, 2014 at 7:33 AM

        Odracyr, voçe naoconhece os numeros, a violencia nos Eeuu é de 3,5 assassinatos por 100 mil habitantes, no brasil é de 25 por 100 mil! Muito mais.

      • 19 bestchoicecs January 26, 2014 at 9:03 AM

        caraca….o cara foi deportado..so pode..rs tanto odio nesse coracaozinho.

      • 20 maria January 26, 2014 at 10:14 AM

        Odracir concordo com voce em genero,numero e grau.

      • 21 Fran January 26, 2014 at 11:07 AM

        Ricardo concordo com você. E tem gente não entende porque algumas pessoas não “babam” pelos EUA, e preferem dizer que a pessoa era ilegal ou foi deportada!!

        Magda Braga “a gente” no sentido de “nós”, se escreve SE-PA-RA-DO!! Doeu meus olhos!!!

      • 22 Sonia January 26, 2014 at 12:40 PM

        E diante desse cenário todo que vc descreveu, vc ainda morou lá por 10 anos?? Eu só descordei com ela na parte do “atendimento mais humano dos médicos”, mas no resto, sim! Amo o Brasil, mas pra passar férias!

      • 23 Babi Costa January 26, 2014 at 12:52 PM

        Meu filho, concordo com você em número, gênero e grau. País da liberdade uma ova!! Ninguém é livre nos EUA por isso que eles tem q repetir isso mil vezes. A maioria é prisioneiro das drogas e das regrinhas ignorantes que são impostas pra eles pelo sistema desde criança pra gerar medo a medida que crescem.. Vivi nesse país por 3 anos e agradeço a Deus por isso, pois além de ter aprendido muito, nunca valorizei tanto o meu Brasil como hoje. E tmb nunca senti tanta pena de uma sociedade inteira como sinto pena dos americanos e dos brasileiros que ali vivem.. Devemos sim aprender a conviver com as diferenças, mas acredito que para nós brasileiros em geral, conviver com as diferenças deles se torna simplesmente insuportável depois de algum tempo..pois já vimos coisa muito melhor, ao passo que eles não e nem sabe do que estamos falando. Sinto que os brasileiros que aguentam e ainda estão por lá, estão mais interessados em dinheiro e as coisas que ele pode comprar do que qualquer outra coisa, pois colocam isso em primeiro lugar na vida. Sou muito mais estudar, trabalhar bastante e viver livre contribuindo para o meu Brasil, rodeada de amor e qualidade de vida (pelo menos no meu caso), sentindo a presença do espírito santo a todo momento na maioria dos lugares que vou, sentindo a alegria real das pessoas e paz no coração.. Brasil, lugar onde as festas começam sem hora pra acabar, onde a alegria é contagiante e não existem regras ignorantes porque não precisamos delas.. a paz e o amor pro brasileiro é mais importante que tudo isso. Não vivemos do medo do próximo e não precisamos falar de guerra pra ser feliz. Não precisamos sair comprar e consumir e nem usar drogas pra buscar alegria. Hoje namoro um europeu e a Europa é o meu lugar depois do Brasil.. Se depender de mim EUA nunca mais! A não ser que seja pra ajudar de alguma forma esse povo que está lá crescendo em uma ignorância sem tamanho. Estados Unidos da América, país composto por seres humanos no qual o sistema é feito para transformá-los em robozinhos treinados para manter esse sistema caótico deles e do resto do mundo em que vivemos…pra manter a indústria das armas, da guerra, além da indústria de remédios e por aí vai… só eles que não conseguem ver isso e nem os brasileiros que vivem lá vislumbrados e cegos pelo material. Tudo o que o diabo gosta. Triste.

      • 24 Mia January 26, 2014 at 1:36 PM

        Moro nos Estados Unidos, mais precisamente New Jersey ha 19 anos sou casado com um Homem maravilhoso que por coecidencia e um Americano temos juntos quatro filhas maravilhosas… alem dos parentes do meu marido tenho muitas amigas e amigos Americanos todos pessoas maravilhosas… Na Disney ja fui oito vezes e nunca vi o Diabo por la o que vejo toda vez que vou sao familias felizes se divertindo e CRIANCAS sorridentes… voce esta generalizando e descreveu a sua experiencia eu sinto muito se voce viveu aqui rodeada de pessoas ruins que voce mesmo atraiu pra sua vida, espero que seja feliz seja la onde escolheu viver

      • 25 Barasileiro January 26, 2014 at 1:43 PM

        O que esse Ricardo escreveu merece um prêmio: Melhor ler isto que ser cego!

      • 26 Gustavo January 26, 2014 at 1:53 PM

        Odracir, você deveria viver em cuba ou na coreia do norte…

      • 27 Roberta January 26, 2014 at 3:00 PM

        Eu morei 12 anos e estou MUITO INFELIZ de ter voltado para o Brasil.
        Estados unidos é tudo de bom… Brasileiro mete o pau de inveja por
        que nosso pais NUNCA, MAIS NUNCA vai nem chegar perto do PRIMEIRO MUNDO!

      • 28 Ariana January 26, 2014 at 3:38 PM

        tambem morei em New Jersey,tudo que você falou é verdade..

      • 29 Ariana January 26, 2014 at 3:43 PM

        Odracir,tambem morei em New Jersey,tudo que você falou é verdade…

      • 30 lucia January 26, 2014 at 8:12 PM

        moro 27 anos nos EUA nao e um pais perfeito de maneira alguma, mais eu nao sei em que pais voce viveu, apesar de ter tudo que vc disse, tambem tem muitas outras coisas muito boas que no fim supressa as coisas que nao sao tao boas. Uma BRASILEIRA/AMERICANA com muito orgulho de meu dois paises.

      • 31 Denize Marques January 26, 2014 at 8:25 PM

        Nossa, com td isso conseguiu ficar aqui nos USA por 10 anos? Incrível! Adoro este pais e peço à Deus q não precise nunca voltar a morar no Brasil.
        Você exagerou demais, aliás, onde é q vc vivia, hein? E o q vc fazia? Pois as tuas experiências não condizem com a de uma pessoa normal, q vive uma vida honesta e em familia, pelo contrario, vc deve ter vivido em um gueto.
        E essa afirmação de que o próprio país tenha causado a tragédia das Torres, é uma afirmação muito grave, cuidado.
        Eu vivo aqui há 28 anos, sou cidadã e amo esse País, como alguém comentou abaixo, vc deve ter vivido aqui ilegal e foi deportado, porque o seu comentário mostra muita dor cotovelo.
        Q Deus te abençoe.
        Ah, e não se esqueça, é muito feio cuspir no prato em q comemos!

      • 32 Natal Jose. January 27, 2014 at 6:10 AM

        Odracyr…tu é louco mermão?? Morei em San Francisco por 5 anos… nada a ver com o que vc diz!!

      • 33 Sydnei JV January 27, 2014 at 7:22 AM

        Hahahaha eu nunca tinha lido tanta bobagem e babaquice num texto so! hahahah valeu pelas piadas, gostei!!

      • 34 ellen barros January 27, 2014 at 10:41 AM

        O seu nivel de vida e circulos onde frequentou foi completamente diferente da autora do texto! e do da minha tambem!
        Tenho pena de voce, perdeu 10 anos de sua vida. Nao conseguiu perceber a grandeza dos EUA, entrou pobre e voltou quebrado!

      • 35 Luiz January 27, 2014 at 12:23 PM

        É parece que nestes 10 anos que voce passou aqui nos EUA, voce só viveu como vivia no Braziu, me responda a pergunta: Se eu de repente aparecesse na sua casa, sem avisar e voce nunca ter me conhecido, e passasse a morar lá com voce, e começaria a fazer mudanças dizendo: Ei, na minha casa o sofa não ficava neste lugar, e a TV também, vou mudar tudo para que a sua casa se pareça com a que eu vivia. Como voce reagiria???? Isto é o que os braziuleiros fazem quando chegam aqui. Criminalidade americana é maior que a brasileira??? Em que buraco voce se escondia no Braziu??? Drogas nos EUA são mais usadas que no braziu??? Talvez, mas leve em consideração que nos EUA eles tem estatísticas de TUDO, no nosso braziuzinho, não se tem estatística de NADA!!! Voce que se escondia em um buraco qualquer e pelo visto continua se escondendo, nunca viajou ou conheceu o seu prórprio país, qualquer cidade brasileira, hoje em dia está infestada de drogas e crakudos espalhados por todo canto. Comida de plástico, sem gosto??? Prefiro isto do que comer coxinha feita com comida de cachorro ao invés de carne….e pagando um preço absurdo!!! Quanto a xenofobia, veja o primeiro exemplo que citei, o de morar na sua casa, aposto que até voce vai ficar com isto. Mentiram por várias guerras, isto é verdade, se voce estudar a história do Brasil, não q que eles contam por aí, vai ver que foram os EUA que iniciaram a derrubada do Presidente João Goulart e forma apoiadores da Resolução (pra mim aquilo não foi revolução) de 1964 que mergulhou o país em uma ditadura cruel por 25 anos. Polícia “prostituta” e “agressiva” que só quer arrancar seu dinheiro??? Caramba em que porra de buraco voce está escondido????????? Quanto a Deus passar suas férias e ter casa de praia no braziu, concordo com voce, alias não é só um deus, são vários, edir mais cedo, silas mau cai a saia, valdemiro só um trago, e outros. VAI O MANÉ, CONTINUA AÍ NO SEU BURACO, VOCE NÃO É BEM VINDO NOS EUA. Estou aqui há 28 anos, passei o ano de 2013 no braziu, e voltei para os EUA, se depender de mim, NUNCA MAIS PISO NESTA MERDA CHAMADA BRASIL!!! SOU AMERICANO NATURALIZADO, COM MUITA HONRA!!!

      • 36 Nilton January 27, 2014 at 1:42 PM

        Meu caro Odracir, só o fato de você colocar que os USA “implodiram” as torres gêmeas já é suficiente para desqualificar todas as suas opiniões desatinadas sobre esse país. Tenho residência nos USA há mais de 6 anos e discordo totalmente de praticamente todas as colocações feitas por você. Ou você morou em algum lugar muito ruim, ou só andou por lugares desqualificados, que existem em todos os países, pois os seres humanos sempre têm alguma similaridade em qualquer lugar, ou guarda algum ressentimento muito forte, decorrente das suas próprias atitudes e maneira de agir ou ver as coisas. Conheço mais de 60 países e considero que os USA tem o melhor modo e a melhor qualidade de vida do planeta, em termos gerais. Acho que você precisa rever as suas análises.

      • 37 Marilia January 27, 2014 at 2:42 PM

        Infelizmente, tenho que discordar deste comentário. Meu marido é Ameriano, professor universitário, muito educado e sempe respeitou os alunos ou qualquer pessoa de outro país. Morei em Virginia por 17 anos e agora estamos no sul do Brasil, porque ele sempre quis conhecer um pouco da nossa cultura. Nós dividimos o nosso tempo entre Brasil e estados Unidos. Gosto dos dois, mas prefiro a segurança e honestidade de lá. Aquí no Brasil a corrupçäo é geral, näo só na política. No sábado, no mercado tivemos um exemplo. um casal fazendo compras, o marido na fila do caixa, náo deixando ninguém passar, enquanto a esposa enchia seu carrinho de compras e quando terminou veio se reunir a ele e nós (fila enorme) esperando. Esse jeitinho é corrupçäo e desrespeito. Eu quis falar, mas ele educadamente me disse: Se ele acha que tem direito, vamos respeitar, mas no meu país isso nunca acontece. Mas tem outras coisas que adoramos no Brasil, nossos amigos, as praias, família. É só se ajustar ao meio em que se está. Sinto muito se a tua experiëncia nos Estados Unidos nao foi boa, mas no meio em que convivo, näo troco por nada.

      • 38 Tony January 27, 2014 at 7:42 PM

        Você estava indo bem, quando começou a falar em teorias de conspiração da internet do tipo que os EUA implodiram as torres gêmeas e babaquices do gênero, perdeu toda a credibilidade.

      • 39 Felipe January 27, 2014 at 9:49 PM

        há alguns dias aqui em Porto Alegre, um taxista foi morto numa tentativa de assalto… e ele nem reagiu, pelo que ouvi falar…. fora que quando eu fui assaltado, nunca tive esperanças de recuperar o meu baixo ou minha carteira…

      • 40 Mauro January 28, 2014 at 7:44 AM

        Você provavelmente foi deportado e, arrisco dizer, por motivo justo.

        Por isto você é cheio de mágoa por não ter se encaixado e/ou ter sido aceito numa sociedade e cultura muito mais evoluída que a brasileira.

        Uma pena, pra você.

      • 41 Viva Vida January 28, 2014 at 1:15 PM

        Go Odracir !! Vc eh demais..vc expressou tudo que eu tenho na ponta da lingua, vc nao deixou nada ..Voce eh demais. Eu tb morei nos EUA e nao vi nada demais alem de muito preconceito para com os imigrantes. Eles se acham AINDA os donos do mundo. Nao posso generalizar os americanos, assim como nao posso generalizar que todos os brasileiros sejam ruins ou bons. Isso vai do carater, mas infelizmente a maioria ganha e faz a imagem. Que vc garota aprendeu a ” por a mao na massa”, isso nao deveria ser motivo nenhum de orgulho. Isso eh ser util e competente. Concordo com TUDO que o Odracir falou. Garrafa de agua jogada na estrada? Noooooooooossa..um alvoroco , sera que o liquido vai explodir, sera que tem alguma coisa a mais nakela garrafa? Olha garota nao sei onde vc morou no Brasil, mas sinceramente me da pena dakeles que vem pra ca, so pra fazer umas compras em NYC. Me poupe !! Gastam muito mais de mil reais em passagem pra vir comprar uma blusinha da GAP ou ir conhecer o Rockefeller Center?? Trabalhar 24/7 com uma ou duas semanas no maaaaaaaaximo de ferias por ano?? Isso eh saudavel? Acorda Alice. Ainda tem muita gente que sofre de ilusao vindo morar aki. Corrupcao, jeitinho, malandragem, violencia, tem no mundo todo. Tenta se enfiar em algum bequinho aki e vc vai ver se tem violencia ou nao. E NYC nao esta fora disso nao. Eu so nao vou repetir o que o Odracir falou pq nem precisa. Mas como gosto nao se discute, entao se lamenta..Seja feliz !

      • 42 alexia January 28, 2014 at 2:30 PM

        excelente. Pode parecer meio “over” dependendo da interpretaçao de cada um, mas tem muita verdade tambem!

      • 43 Tatiane Soares January 28, 2014 at 2:42 PM

        Olha que nem consegui ler o post todo, pelos erros de português e simplesmente não concordar com nada que estava escrito.
        Morei nos EUA por 6 anos e não vi nada disso, acho que o lugar que você foi não era EUA ou você só se relacionou com pessoas erradas.

        Agora para aqueles que amam de paixão o Brasil mas estão morando no EUA, pq sairam do país???

        Acho o Brasil um país lindo e ponto, pena são seus moradores (infelizmente maioria) que não sabe cuidar de tal. Um país com tanto potencial mas com muita violência e insegurança e com tanta corrupção.

      • 44 gessica January 28, 2014 at 10:26 PM

        voce deve esta louco,qual o pais mesmo que voce mora? aqui tem violencia,mas nao chega nem o rasto do Brasil…

      • 45 Ana January 29, 2014 at 11:47 PM

        Nossa, que loucura, onde vc morou mesmo??? Moro ha 9 anos e nao sei do que vc esta falando????? A comida entao, vc pode comer maravilhosamente bem e muito mais barato ! Desconheco completamente e nao conheco nenhum brasileiro que mora aqui que sinta vontade de voltar a viver no Brasil!

      • 46 isabel January 30, 2014 at 12:24 PM

        Sinto muito mas não concordo c vc. Além disso dizer que eles mesmos implodiram as Torres Gêmeas, por favor que lavagem cerebral é essa? Existem problemas sim, mas muito menores e sem a corrupção e falta de vergonha na cara que existe no Brasil. Vem ver o que está acontecendo no Brasil, estão acabando com o país. Acorda!

      • 47 Carolina February 2, 2014 at 2:20 PM

        Bem isso, Odracir.

        Pais mascarado. Se nao fosse pelos bens de consumo baratos, diria que o pais e um lixo. E claro, tem algumas excecoes assim como qualquer outro pais. Qualquer lugar que se va, vamos nos deparar com coisas boas e ruins. Como alguem ai disse – “aproveitar o bom e jogar fora o ruim”.

        Enfim, a cada dia que passo aqui, mais amo o Brasil apesar de tudo.
        Triste pensar que ainda tenho mais um ano pela frente. Se nao fosse por um grande objetivo – alguns sacrificios tem que ser feitos, nem colocado meus pes nessa terrinha de gente robotica e pau mandada de regrinhas mediocres onde ate as arvores parecem artificiais, eu teria.

        Enfim, cada um tem suas experiencias e conviccoes. Opiniao deve ser respeitada assim como nosso proximo.

      • 48 Bruna April 25, 2014 at 9:20 PM

        Realmente qual lugar que voce morou aqui? Porque o EUA que conheço nao é assim, trabalho aqui e os americanos tratam a gente muito bem, tratam faxineiras como muuuitos brasileiros nao tratam eles veem a gente como pessoas, ate comer na mesa conosco eles comem , coisa que nao e mt normal no Brasil, faxineiro no brasil , e tratado como lixo , nao estou generalizando tem quem salva, mas muitos sao assim, e outra aqui tem sim muita violencia, mas a diferenca e que a lei funciona diferente do Brasil, a sua idade nn vai te salvar de ser preso , voce vai ter que pagar pelos seus atos, independente se voce tem 10 ou 90 anos de idade a lei vale pra todos. A questao de carteira falsa as pessoas usam mas quando a policia pega, a pessoa se ferra, eu sou menor de 21 , nao entro em nenhuma boate Americana , agora brasileira eles nem perguntam minha idade. Amo os EUA e amo o Brasil, agora o Brasil tem que correr demais pra chegar perto dos EUA , em questao a seguranca e educaçao, saude tambem, pois eu que nao sou americana so atendida em qualquer hospital publico, e muito bem atendida . O Brasil e um pais muito bom lindo, mas precisa de um governo de verdade pra fazer ele ser melhor, porque so beleza nao leva nada a lugar nenhum

      • 49 Bruna April 25, 2014 at 9:29 PM

        Ah e ja ia me esquecendo , é muito facil vim para os EUA trabalhar aqui e ganhar dinheiro, porque e um pais que te da oportunidade mesmo voce nao sendo americano.. E depois meter o pau no pais , voce tem que ver que o que voce tem no Brasil foi graças a esse pais o EUA, odeio esse povo que cospi no prato que comi, queria ver as pessoas que vem pra ca, ter o que tem no Brasil, so trabalhando no Brasil, tenho certeza que nao teriam, porque se vieram pra ca e porque a coisa nao estava boa no Brasil, se nao gostam daqui eu respeito ninguem e obrigado a gostar,mas pelo menos respeite , e valorize o país que te deu muito mais oportunidade do que o nosso de origem

      • 50 giovanna May 3, 2014 at 12:20 PM

        Agora vc disse tudo isso,falou mal,mais que tal comparar as coisas dos eua com o Brasil??
        A os politicos te roubando,a volência que tu nem pode sair na rua pra brincar com seus filhos,Esses salarios horriveis,Quase nem chance de entrar numa boa faculdade,O Racismo(nos eua tem,mas o brasil que e um pais de misturas de raças),Se vc não é rico no Brasil tu nãé respeitado nem dentro de um supermercado todos os “Riquinhos” te olhando de cima a baixo,O PREÇO DAS COISAS É UM ABSURDO NOSSO MISERO SALARIO MINIMO QUE NÃO DÀ PRA COMPRAR NEM ARROZ,Em frente a minha casa todo dia os caras usando drogas de manhã debaixo da arvore,Vc morre por causa de 1 real,OS HOSPITAIS DA VONTADE NEM DE COMENTAR O TANTO DE GENTE QUE NEGA ATENDIMENTO AS PESSOAS,É fala mal dos EUA mais eu prefiro MIL Vezes pegar UM AVIÃO E IR PROS EUA SER ATENDIDA LÀ DO QUE ESPERA PELO SUS 10 ANOS,TODA VEZ QUE ALGUÈM MORRE A FAMILIA PEDE “JUSTIÇA” E QUANTAS VEZES TEM JUSTIÇA???
        NO BRASIL OS BRASILEIROS FAZEM PROTESTOS CONTRAA CONTRA A PROPRIA POLICIA QUE NÃO GANHA UM SALARIO PRA ISSO,OS BANDIDOS INVADEM DELEGACIAS E ATIRAM NELES NEM MEDO DA POLICIA TEM MAIS,AS ESCOLAS…SEM COMENTARIOS EU AINDA SOU ESTUDANTE E SEI BEM COMO È,
        O PAÍS PREFERE GASTAR DINHEIRO PARA OS GRINGOS QUE VÃO VIR DO QUE PRA MELHORAR ELE PRA NÓS NOSSO PROPRIO DINHEIRO NÃO SERVE PRA GENTE.

        FALA MAL DOS EUA MAIS O NOSSO PAÍS QUE ESTÀ CAINDO AOS PEDAÇOS,É PERFEITO??
        COM CERTEZA EU NÃO QUERIA VIVER AQUI MAIS COMO O PAÍS È UM LIXO E TESTE PRA VIRAR PANICAT E MOSTRAR A BUNDA NA TV È MAIS FACIL QUE ENTRAR NA FACULDADE DE MEDICINA,NÃO POSSO GANHAR DINHEIRO PRA IR EMBORA DESSA B-O-S-T-A.
        OS ERROS DE PORTUGUÊS QUE TIVEREM DEVE SER PQ EU SOU ANALFABETA POR CAUSA DO GOVERNO!!

      • 51 MARIA CESARIO June 20, 2014 at 12:22 PM

        PENSO EU QUE VC VIVIA SEM TRABALHAR, E NO MEIO DAS POUCAS PESSOA QUE PRATICA A MALANDRAGEM AQUI, PQ EXISTE SIM ESTE TIPO DE PESSOAS, E POR INCRIVEL QUE PARECA, A MAIORIA SAO IMIGRANTES. PQ EU NAO SEI SE VC JA OUVIU O DITADO, DE QUE MENTE VAZIA E OFICINA DO SATANAS, QUEM TRABALHA NAO TEM TEMPO PRA VER TANTA COISAS RUINS COMO VC VIU AQUI,ESTE PAIS E PRA QUEM GOSTA DE TRABALHAR, PREGUICOSO AQUI, VAI ROUBAR OU VENDER DROGA. CONCORDO COM TD QUE CLAUDIA DISSE, DE MENOS NA AREA DA SAUDE, PQ AQUI NINGUEM MORRE NA PORTA, OU NUMA MACA NUM HOSPITAL SEM ATENDIMENTO. TEM 15 ANOS QUE ESTOU AQUI, E SO POSSO DIZER: I LOVE USA, NAO EXISTE NENHUM PAIS NO MUNDO, COMO USA. SO OS QUE NAO O CONHECE E OS INVEJOSOS NAO PODEM TE AMAR.

      • 52 Mike August 22, 2014 at 10:50 PM

        Eu vivo nos Estados Unidos ha muitos anos, com esposa americana e filhos americanos e o que voce descreve nao e’ esse pais que eu considero meu como de qualquer americano nascido aqui. Quantas vezes a gente dorme com as portas destrancadas sem problemas. Saimos a noite como se fosse durante o dia. As poucas vezes que vou ao Brasil, eu vejo as pessoas assustadas com violencia em quase todo lugar. Claudia esta correta embora haja problemas aqui tambem, mas nao se compara aos problemas do Brasil. .

      • 53 José Alvarez Vázquez November 3, 2014 at 10:31 AM

        Com certeza voce estava residindo ilegalmente nos EUA e foi deportado, por isso tem esse ranço pessoal contrav o país. É puro despeito e frustraçáo pessoal….é compreensível! Freud explica!

      • 54 jorge santos (@jorgeanvisa) September 13, 2015 at 1:08 PM

        Odacir, você deve ser um comunista empedernido, daqueles que andam com camisa do porco Chê, e só veem as coisas ruins dos EUA, ou um Zé arruela que tentou viver ilegalmente lá. A qualidade de vida americana salta aos olhos de qualquer um. O respeito com a pessoa, com horários, com o consumidor, nem se fala. Sem falar que estamos, há 13 anos, vivendo sob o domínio de uma quadrilha desqualificada, que jogou nosso país no buraco, coisa que, nos EUA, jamais aconteceria pelo rigor das leis e pelas oposições atuantes.

      • 55 Vinícius November 6, 2015 at 11:22 AM

        Você sofreu muito morando a contra gosto por uma década em um país tão ruim quanto os EUA. O governo estadunidense deveria te indenizar pelos maus tratos sofridos por você. O Brasil sim é o paraíso na terra.

      • 56 Erika November 26, 2015 at 11:29 AM

        Que horror! Também queria saber onde ele morou…. violência igual ou maior que o Brasil?! Aaaaa…. me poupe!!!! E ainda por cima, morou bastante tempo por lá e tem uma raiva enorme do país… o que será que aconteceu na realidade?

      • 57 Gabriela February 23, 2016 at 1:07 PM

        Odracyr , concordo com você!!! Tem muitas pessoas que reclamam do gosto da comida dos EUA.Tem gente que desqualificou seu comentário e despreza completamente o Brasil, espero que um dia eles não tenham que voltar para cá , mundo dá muitas voltas .

    • 58 Emerson estevam January 26, 2014 at 6:14 PM

      Eu e minha esposa viajamos muito aos estados Unidos já faz uns 10 anos viajamos umas 6 vezes ao ano, temos muitos amigos que moram tanto na Califórnia qto na Florida e realmente prejetamos morar nos estados unidos, segurança,educaçao,Respeito, e tudo muito organizado..agora existe violência sim,gangs,trafico mas não se compara aonde vivemos além de ter tudo isso 10 vezes mais, temos ainda que ser detonados por governos não importa o partido acabarem com nosso pais.
      Sou empresário e projeto daqui uns 5 anos me aposentar e viver na Florida.

      Parabéns Pelo post e sucesso com sua Familia e a todos que moram nos Estados Unidos ou outros Países mundo a fora.

      • 59 Carla January 26, 2014 at 9:22 PM

        Lendo o ponto de vista de todos uma palavra vem a minha cabeça pois acho que ela foi esquecida momentaneamente… respeito. Acho que ninguém pode querer que os outros pensem como você, seja você quem for. Cada uma carrega a sua história e cada um teve sua experiência feliz ou não, that’s it. Eu moro nos Eua há quase 3 anos, estou sempre vindo ao Brasil. Amo meu país. Meu marido trabalha na maior agência de informação do mundo e por isso sempre nos mudamos. Estou legalmente aqui e mesmo assim tive experiências boas e ruins. Morei em Miami e com quase 5 meses morando lá, o filho de um amigo nosso que morava em Aventura num condominio de classe alta foi morto com um tiro na cabeça isso em 2011, até hoje não acharam os culpados. Um menino de 20 anos, do bem, estudante, com namorada, caseiro e cheio de vida. Trabalham com a hipótese de que foi iniciação de gang. What? é isso mesmo, vc pode estar andando na rua e tomar um tiro do nada por nada. Também morei em Boston e agora NY há 9 meses, pois é, e como aqui “não tem violência”, relaxei e levaram meu Iphone e a polícia sequer se coçou e ainda fez pouco caso, tipo assim, Brasil… Apesar de tudo amei morar em Miami, pelo colorido, pelo tempo e pelos amigos que fiz… pois de fato existem coisas boas e ruins em ambos os países, mas procuro viver da melhor forma nos 2. Não posso dizer que amo os Eua, gosto. Amar eu amo o meu país. Experiências caros leitores, cada um tem a sua, cada um forma sua opinião com aquilo que vive, sendo ela boa ou ruim, isso é tudo e respeitar a opinião dos outros é um bom começo para que respeitem a sua também.

      • 60 Felipe January 27, 2014 at 10:12 PM

        há alguns dias aqui em Porto Alegre, um taxista foi morto numa tentativa de assalto… e ele nem reagiu, pelo que ouvi falar…. fora que quando eu fui assaltado, nunca tive esperanças de recuperar o meu baixo ou minha carteira… nunca viajei ao exterior, mas quando eu leio alguma notícia do tipo no Brasil ou até quando aconteceu comigo, eu não me senti muito mais que um número… nos inclusive nos sentimos com sorte por não ternos sido mortos no assalto… consideramos sorte isso… foi então que eu cheguei a conclusão de que isso eh errado…. a gente não deveria agradecer por não matarem a gente ou achar normal alguém tirar o que conquistamos e as pessoas ao redor falarem que a culpa foi nossa porque vacilamos…. e eh simonense
        simplesmente isso que eu odeio no Brasil…. uma certa falta de esperança que as coisas podem andar certo para as pessoas que fazem certo…

    • 61 Claudia Manrique January 29, 2014 at 6:47 AM

      Você conseguiu colocar em palavras os sentimentos de brasileiros que vão morar no exterior de forma clara e objetiva. Meus parabéns!
      A sua experiência é com EUA e a minha é em Paris e as coisas não mudam muito por lá. Acho mesmo que o Brasil é um grande país porém essas questões que você colocou, tão bem, estão tão arraigadas por aqui que não consigo ver uma mudança significativa.
      Mesmo com toda a influencia da globalização, a facilidade de estarmos em contato com outras culturas parecem não serem suficientes pra mudar esses comportamentos e atitudes do brasileiro.
      Hoje tenho família nos EUA e na França quando chegam ao Brasil notam logo a diferença. Eles dizem: os brasileiros falam alto, chamam a atenção, fazem muito barulho!
      Sabemos que nessa nossa terra de vira latas pelo menos fomos preparados para nos adaptar em qualquer lugar.
      Mais uma vez parabéns!

      • 62 Luca January 29, 2014 at 11:11 AM

        Primeiramente, gostaria de parabenizar a autora do blog por dividir sua experiência conosco. Que você continue sendo feliz e tenha sucesso em sua empreitada aqui nos EUA.
        Bem, eu sou recém-chegado, estou há apenas dois anos vivendo aqui. Minha esposa é americana. Quando me mudei, não esperava encontrar um país perfeito, isento de problemas, isso nem os países nórdicos são, a Suécia por exemplo vem enfrentando problemas com estupros coletivos entre jovens, a Dinamarca vive com altos índices na taxa de suícidio e por ai vai. Por que seriam os EUA isentos de problemas?
        O que algumas pessoas não entenderam no texto muito bem escrito pela autora, é que em nenhum momento ela exalta os EUA e diminui o Brasil. ELA escreveu as impressões que teve, e a opinião dela é um direito que ela possui de expressar as impressões que teve.
        Concordo com a autora sobre o ” jeitinho brasileiro”, isso é irritante. Se existe “jeitinho americano”, não duvido que exista, porém depende muito o estado onde você mora. Moro na Carolina do Norte, e quando fui parado pela polícia aqui, policial nenhum aliviou o meu ticket porque eu pedi desculpas e disse que não iria fazer mais. Ah, mas você é estrangeiro. Bem, meus amigos americanos passaram pela mesma situação e todos tiveram que ou pagar os tickets ou ir para a corte.
        Tenho praticamente a mesma idade e a mesma experiência da autora, 3 décadas da minha vida foram em São Paulo, e me identifico muito com o que ela escreveu. São Paulo sempre será onde irei me sentir em casa, porém sou muito feliz aqui, e não pretendo voltar mais ao Brasil para morar (claro que nunca sabemos o dia de amanhã, porém, se Deus permitir que eu faça essa escolha, quero ficar por aqui). Realmente a qualidade de vida é impressionante. Violência? Claro que existe, mas em índices muito menores que o Brasil, sem dúvida. Ainda tenho as neuras de quando morava no Brasil, nunca deixo meu carro aberto, sempre aciono o alarme, enquanto meus vizinhos americanos, deixam até Ipad dentro do carro. Pode ter um furto? Claro, muitas vezes a ocasião faz o ladrão, mas na realidade deles que sempre viveram com tranquilidade pelo menos aqui onde moro, isso é difícil de acontecer.
        Com relação ao que mencionaram sobre o americano, trabalho numa empresa que tem funcionários de vários países, inclusive brasileiros. Sinceramente, é mais díficil lidar com o ego dos meus compatriotas do que com os americanos. Eles são muito mais tranquilos do que os brasileiros.
        Com relação ao problema de drogas que uns mencionaram aqui, bem esse é um problema mundial, não é um problema americano. Tenho amigos no Japão e na Europa, e todos dizem que os índices de jovens envolvidos com drogas é cada vez maior.
        Por fim, não acho que quem teve uma experiência negativa nos EUA seja um ilegal ou alguém que foi deportado, como também não acho que quem é feliz vivendo aqui é um puxa-saco dos EUA e adora criticar o Brasil. Cada um tem impressões e experiências diferentes. Porém, se o nosso Brasil fosse tão bom como alguns pensam que é, não precisaríamos ter deixado a nossa pátria, nossas famílias e nossos amigos para trás.
        Quem ama o Brasil de verdade, quer vê-lo crescer e o Brasil só vai mudar quando o povo deixar de ser acomodado e tolerar o jeitinho brasileiro, a corrupção, etc.

      • 63 Paula June 13, 2014 at 8:52 PM

        Claudia, acho uma falta de respeito de sua parte falar que o Brasil é uma terra de vira latas. Acho que pessoas como vc não deveriam voltar ao Brasil, muito menos passar férias. O Brasil não precisa de pessoas como você ou sua família.

    • 64 Eddie Batista January 29, 2014 at 6:06 PM

      O quinto ponto não me parecau um ponto que possa ter sido aprendido durante 5 anos num país estrangeiro. Além do mais, não entendo “atendimento mais humano” esperar numa fila de posto de saúde por horas, e mesmo assim nao ser atendido. Mesmo os privilegiados com planos de saude, penam pra marcar consultas que geralmente levam 5 minutos de duração (seguradoras pagam uma miseria pros medicos, portanto tem que produzir).
      O politicamente correto é uma questão de hábito e exercício.Geralmente incomoda quem não se beneficia do mesmo.
      Tem humor mais chato do que apenas chacotar de gays e fazer sotaques regionais? Acho o humor americano mais abrangente, regional e menos preconceituoso que o brasileiro (minha opiniao).
      No mais, parabens pelo blog.

    • 66 Cenira March 20, 2018 at 8:03 AM

      Você é um ser humano admirável! Todas ás vezes que conheço brasileiros com histórias parecidas com a sua, não tenho dúvidas de que é mais um em que o espírito/alma (Brasil) se fundiu a um corpo aparentemente forte (USA)! Parabéns por praticar o que aprendeu! Seja feliz com suas conquistas!

  2. 67 Cibelle January 21, 2014 at 1:21 PM

    Me identifiquei com tudo aqui! Loved it!

  3. 69 Gisele January 21, 2014 at 1:35 PM

    Às vezes acho que nasci no país errado. Tipo agora, depois de ler seu post, sabe? d-.-b

    • 70 Claudia Obata January 21, 2014 at 1:40 PM

      Solução: muda pra cá, Gi! :)

      • 71 Lucas Bolzan January 26, 2014 at 8:37 PM

        Claudia Obata, sinceramente isso passa muito pela minha cabeça. Já fui assaltado em SP (assim como minha esposa), tenho um primo que já sofreu um sequestro relâmpago e todas as vezes que alguém abre alguém comentário a respeito daí enfatizando principalmente o fator segurança (e a qualidade de vida que isso ocasiona – como foi feito nesse post), penso em “como eu poderia ir para os EUA e morar aí” para poder dar algo para a minha família que infelizmente não se acha mais no Brasil. O problema é COMO FAZER ISSO?

        Como vocês permanecem aí de uma maneira legal? Como conseguem permanecer aí por tanto tempo?

        Abraço!

      • 72 Fer January 27, 2014 at 7:56 PM

        Lucas, a maneira mais fácil de conseguir morar aqui é arrumando um trabalho antes de vir. Dessa forma você tem a permanência atrelada ao seu emprego e pode ficar. Normalmente a permissão é de 3 anos e pode ser extendida pra mais 3. Depois disso, sua empresa pode pedir o greencard pra você. Assim pode ficar por tempo indeterminado.

    • 73 Lucas Bolzan January 27, 2014 at 10:13 PM

      Primeiramente muito obrigado pela resposta Fer.

      E isso vale para qualquer trabalho? Poderia me indicar alguma empresa/meio de conseguir esse trabalho daqui?

      Abs

  4. 74 Odair January 21, 2014 at 2:34 PM

    Achei interessante a relação violência e qualidade de vida, no Brasil no nosso nível temos qualidade de vida, acesso, boas coisas, mas a violência nos limita e restringe de uma tal forma que o lado ruim mata o lado bom. Mas vc está correta a segurança, principalmente para quem tem filhos, é questão primordial na vida. Muito bom, gostei. Bjs

    • 75 Claudia Obata January 21, 2014 at 3:08 PM

      Exatamente, Odair. Acho que o fato de termos acesso a tantas coisas boas no Brasil mascarava um pouco a minha percepção sobre o stress da insegurança da cidade. Precisei vir pra cá pra perceber o impacto que se sentir seguro tem na nossa vida.

      Brigada por ler o post ;) Beijo.

  5. 76 maria aparecida January 21, 2014 at 3:32 PM

    OI CLAUDIA, É A TIA CIDA, MÃE DA ANDREZZA. FICO MUITO FELIZ DE SABER Q VC. E SUA FAMILIA ESTÃO BEM AÍ. COLOCO-ME NO LUGAR DE SEUS PAIS, POIS SEI POR EXPERIENCIA Q NAO É FACIL TER UM FILHO LONGE. ANDREZZA MOROU AÍ POR 3 ANOS E DEVE VOLTAR AINDA ESTE ANO. CLARO Q QUEREMOS O Q É MELHOR P/ VCS. MAS ISSO NÃO DIMINUI A SAUDADE E FALTA FISICA Q VCS. FAZEM. DESEJO TUDO DE BOM À VCS. E REALMENTE QDO. PIZAR EM CUMBICA, NUNCA DEIXE DE SE SENTIR EM CASA. BJS.

    • 77 Claudia Obata January 21, 2014 at 5:52 PM

      Oi tia Cida! É verdade, a saudade é mesmo grande. Meus pais sentem falta principalmente de conviver com o neto! Por sorte, hoje em dia, a gente consegue se comunicar por Skype, email, mensagem no celular, essas coisas. Não é a mesma coisa, mas ajuda um pouquinho, né? Beijo grande pra toda a família.

  6. 78 Beatriz Agnelli January 21, 2014 at 3:55 PM

    É isso… Eu amo o Brasil porque aqui está minha família, meus amigos, minha raíz e meus amores. Mas só. Não consigo mais ler um jornal, tentar entender de política (chama a síndica), ser atendida por tanto serviço ruim (e falando em respeitar horário, quem nunca ficou hooooooras num consultório médico esperando pra ser atendida no horário MARCADO?), ter medo de andar na rua de dia, à tarde, de noite, ser desrespeitada, não conseguir ter uma rotina. Mas como falei, aqui estão todos os amores, as lembranças boas, o passado, o presente, o futuro. É aqui que nascemos, é provavelmente aqui que vamos quase todos morrer. Mas o globo é tão grande que vale a pena dar uma pisadinha em outras terras, conhecer novas culturas e trazer o melhor de volta. Quem sabe um dia a gente aprende… excelente post :)

    • 79 Claudia Obata January 21, 2014 at 6:02 PM

      Oi, Beatriz. É isso mesmo, né? O Brasil nos tira do sério, mas não dá pra não querer bem o país onde estão as nossas raízes e onde moram tantas pessoas que a gente ama. Quanto a rodar o mundo pra conhecer novas culturas e trazer o melhor de volta, não poderia concordar mais com você ;)

  7. 80 Heloisa Perobelli January 21, 2014 at 5:27 PM

    Adorei o sua nota Clau! A gente que é expatriado sempre pode ver melhor o Brasil e quais são os pontos onde pode melhorar ou nao.

    Agora, tem alguns pontos que em minha opiniao, o Brasil ainda é melhor que os EUA:

    1) Comparado com o norte americano, acho que o brasileiro da mais valor as coisas já que é bem dificil conseguirlas.Vejo os precos das coisas aqui e principalmente quando estao em “sales” e é impresionante. Comprar um carro aqui nao é tao dificil também. Isso faz com eles mudem facilmente… .

    2) Por sorte o Brasil não sofre ataques de terroristas. Temos todo o problema com o narcotrafico é certo… Mas acho que isso pode ser mais “gerenciado” que o outro. Tb nao temos, pelo menos nao tantos quanto aqui, ataques enloquecidos de estudantes matando os outros.

    3) Somos mas abertos. Talvez o Nova Iorquino seja um pouco mais diferente porque aqui vive diferentes culturas. Mas o brasileiro sempre tem um prato de arroz e feijao a mais para qquer um. Isso nao acontece em todo EUA (ex.: Texas).

    4) Corrupcao de diferentes niveis existe em qquer pais. Acho que de algum nivel tudo o que trouxe o Snowden de alguma manera tb nos mostra como os EUA pode roubar todos os tipos de informacao e fazer o que eles quisierem com todos….

    5) Por sorte o Brasil nao tem tormentas de neve, furacoes (nao na gravidade que tem os EUA), etc… Sim, temos imundacoes e tdo o que acarreta disso mas que pode ser super controlaveis pelo governo.

    Bom finanlizando, nao estou em desacordo com o que voce diz e, é minha humilde opiniao depois de viver quase 10 anos fora do meu pais/cidade maravilhosa (SP). Como o país onde estou vivendo (Argentina) nao esta passando por um bom momento, meu marido e eu estamos colocando na ponta do lapis todos os pros e contras dos dois paises. Por equanto vem ganhando o Brasil. Espero estar na minha cidade natal pronto!

    Bjo congelado desde NY,
    Helo

    • 81 Claudia Obata January 21, 2014 at 6:53 PM

      Xi, Helô, pelo visto você está por aqui nessa semana gelada!
      É verdade, essa história toda de NSA e espionagem é difícil de engolir. Quanto aos casos de tiroteio nas escolas, acho que a grande loucura é o porte de armas ser legal em tantos estados americanos.
      Não tem mesmo lugar perfeito. Nem EUA, nem Argentina, nem Brasil. Acho que a gente tem mesmo que avaliar os prós e contras e ver onde faz mais sentido estar agora, né?
      Beijo e stay warm!

  8. 82 Misuzu Yoshiyasu January 21, 2014 at 5:57 PM

    Gostei muito deste seu blog , Mari. Deu para perceber o quanto você está
    evoluindo, como pessoa. Parabéns! Estou orgulhosa da minha sobrinha.
    Continue assim se somando , absorvendo o lado bom das coisas.

    No Brasil, país tão maravilhoso, infelizmente, a impunidade continua a imperar,e como consequencia vemos o aumento de roubos, crimes, etc.

    Mas, como a esperanca é a última que morre, esperemos por dias melhores

    Beijos da tia Mi.

  9. 84 Ana Paula January 21, 2014 at 8:27 PM

    Como sempre um texto impecável, amiga! Adoro lê-los. Saiba q vc é nosso orgulho. Afinal, quem diria q daria certo vc se virando sozinha por aí! Rs
    Ah, e vc me fez rir lembrando do episódio da multa na estrada!
    Saudades sempre. Bjs Ana

    • 85 Claudia Obata January 22, 2014 at 10:38 AM

      Hahaha, Aninha, você lembrou do episódio da multa! Lembro perfeitamente da indignação do guarda comigo: “Como assim ‘qual sinal vermelho’? Aquele ali que você acabou de ultrapassar! Estava vermelho, vermelho-tomate!”
      Saudades, querida. De você e das nossas viagens :)

  10. 86 Lucas Henrique January 21, 2014 at 8:58 PM

    Olá Cláudia, por acaso o seu texto veio parar no meu feed no facebook e ele faz TODO o sentido do mundo, sou estudante universitário e vim para Athens, GA fazer um estágio de férias na universidade aqui por meio de uma bolsa que recebi da minha universidade. Estou aqui há 41 dias e ficarei ainda por aqui por um pouco menos de um mês. Gostaria de agradecer por você falar um pouco por nós, brasileiro que viemos pra cá. Acho que você também vê quando chega aqui que morar nos EUA é ótimo, mas não é o conto de fadas que geralmente aparece na tv, não é? E realmente, o Brasil, com todos os defeitos nunca vai deixar de ser nossa casa, casa essa que confesso que não vejo a hora de voltar!

    • 87 Claudia Obata January 22, 2014 at 10:43 AM

      Oi Lucas. Que legal. Eu estive aí em Athens pra conhecer a cidade e o campus, na época em que morava em Atlanta. Parabéns pela bolsa! Aproveite muito que esse último mês vai passar voando e, logo logo, você vai estar em casa.

  11. 88 hsordili January 22, 2014 at 5:36 AM

    Claudia,
    acho legal seu ponto de vista e, exceto pelo item 1, eu já vivo assim aqui em São Paulo.
    Dispensei qualquer ajuda (menos a do marido), sou mega pontual (chego a ser chata), odeio o jeitinho brasileiro e amo o Brasil! hehe Mas é legal ver você se desconstruindo e reconstruindo.
    Sem dúvida gostaria de estar numa cidade mais segura, tendo uma vida mais livre com os meus filhos, mas ainda não consigo ficar longe dos meus… Família e amigos são minhas prioridades!
    Quando viajo curto cada detalhe, mas quando volto pra casa eu penso: aqui é o meu lugar mesmo.
    beijão e parabens pelo baby, ele está LINDO!
    Helena

    • 89 Claudia Obata January 22, 2014 at 10:53 AM

      Oi Helena! Tem certeza que você é brasileira? :)
      Brincadeiras a parte, admiro quem consegue, sem sair do Brasil, estabelecer um estilo de vida diferente, sem babás e empregadas, respeitando horários e rejeitando esse vício do jeitinho. Tiro meu chapéu!
      Beijo pra você e pra sua family. Nossos mesticinhos são mesmo lindos, né? #corujice

      • 90 Otaviano January 28, 2014 at 7:08 AM

        Claudia; seu texto está muito bem escrito e redigido, gostei. Nunca estive nos EUA, mas acredito em tudo o que você escreveu. Li os outros comentários e é lógico que os pensamentos sejam diferentes. Penso que o nome do país já mostre sua filosofia e linha política, são estados unidos regidos por um governo central mas cada qual com sua própria legislação. Provavelmente cada um expressou sua opinião em função do local onde viveu e como viveu. De qualquer forma valeram muito suas observações e principalmente sua demonstração de amor ao país de origem.

  12. 91 Tania January 22, 2014 at 2:57 PM

    Moro em Los Angeles e poderia ter escrito o mesmo. Concordo 100%! Adorei.

  13. 92 priscilaferreira January 22, 2014 at 9:46 PM

    Olá! Adorei seu post!!!
    Expressa muito do que penso e sinto!! Me mudei pra New York a 17 meses e todos esses pensamentos estão sempre rondando a cabeça!
    A parte de segurança é algo que mexe muito com a gente… Ainda não tenho filhos, mas penso em como vai ser já que aqui vejo crianças passeando sozinhas com seus cães, e no Brasil a gente nem pode deixar as crianças brincarem sozinhas maisI (algo que eu fazia quando criança…)
    E a praticidade que temos aqui, limpar a casa é um saco, mas com todos os acessórios que temos aqui se torna algo rápido e prático!
    Vou seguir seu blog pra trocarmos ideias :)

  14. 93 Aline Danieli January 22, 2014 at 11:37 PM

    Parabéns Claudia! Excelente teu texto! Eu e meu marido moramos em NY há 3 anos e tu conseguistes escrever exatamente o que comentamos, com bastante frequência, com amigos… Essas pequenas grandes diferenças que nos fazem amar novos lugares, mas nunca nos deixam esquecer de onde viemos… :)
    Bju e escreva mais! ;)

  15. 94 Clarissa Dias January 23, 2014 at 10:31 PM

    Claudia, I would love to see this article in English so I can share with all my friends who does not speak Portuguese. Sometimes, they do not understand why I like here so much and you have articulated it perfectly. Muito bom!!!

  16. 95 Renata January 24, 2014 at 7:41 AM

    Nossa esse texto me chegou na alma porque igual que vc, aos 30 e em 2008 me mudei de mala e cuia pra España e tudo mas tudo mesmo que vc fala, concordo, chega me emocionei!!! O que acontece é que quanto mais o tempo passa mas me sinto estrangeira aqui e no Brasil quando vou de férias pior, a gente fica sem referencia, sem tino, nessa de, nossa quem sou e aonde pertenço? É uma loucura!!! Mas uma coisa é certa, nao me arrependo nem um minuto da decisao que tomei, eu posso dizer que nasci no Brasil, vivi 3 décadas mas a España e o estilo de vida Europeu me fizeram a pessoa que sou hoje, muito mais madura e com outros valores! Renata

  17. 96 Raquel Moritz January 24, 2014 at 10:58 AM

    Adorei seu texto, de verdade. Quero muito a experiência de morar fora pra ver essas coisas e viver essas coisas. Quem sabe um dia? :)

  18. 97 Ananda Lima January 24, 2014 at 9:09 PM

    Adorei! E concordo com tudo. xoxo

  19. 98 Gabi January 24, 2014 at 9:48 PM

    Oi Claudia…moro em Boston ha quase onze anos e concordo em genero, numero e grau com tudo que voce falou no seu post….Nao existe bom sem defeito (ainda morro de saudades da familia/amigos e principalmente da “ajudante do lar” rsrsrs). Tenho uma filha de 8 anos e confesso que seguranca e educacao me prendem muito aqui… e o marido Americano tambem rsrsrs Bjs e Deus te abencoe!

  20. 99 Edson January 25, 2014 at 6:43 AM

    ola, gostei do seu texto. Eu morei 1 aninho somente no Canada (Ontario) durante o meu doutorado e ja percebi a grannnnde diferenca de qualidade de vida. Noticias policiais na cidade que eu morei era algo do tipo “essa semana teva uma tentativa de roubo de uma bicicleta…” ja na minha cidade aqui no Brasil é morte, atropelamento, agressao, etc….. Venho pensando na possibilidade de mudar para o Canada de vez, mas isso tudo envolve a familia… entao fica complicado! Parabens pelo texto!!

  21. 100 Juliana January 25, 2014 at 7:58 AM

    Bom dia Cláudia.
    Bom concordo com vc em genero e número pois morei em Washington DC por 3 anos, e o meu maior arrependimento foi ter voltado para cá embora ame o Brasil e meus familiares, mais amava DC, e não posso dizer absolutamente nada contra os EUA, só posso dizer que DC é linda, limpa e exemplo de capital, as coisas ruins preferia nem saber como faço aqui. A diferença é que aqui parece que brasileiro gosta de ver desgraça e lá não…isso não é mascarar, na minha opinião é poupar. Adorei seu post, boa sorte em NY, tb amo lá e se Deus quiser ano que vem estarei novamente por ai. Bjo

  22. 101 Fabia January 25, 2014 at 8:09 AM

    ola, gostei demais do seu post. Me identifiquei com muitas coisas. Moro em NJ ha 8 anos e e isso mesmo. Agora nos conhemos dois mundos culturais diferentes e sempre vai ter aquela coisa tipo: Aqui e bom mas e ruim e o Brasil e ruim mas e bom :)

  23. 102 Lenice January 25, 2014 at 9:01 AM

    Bom dia Claudia ,já estive em NY e fiquei decepcionada com a sujeira que vi aí.Eu a imaginava uma cidade super limpa.,recentemente estive na Philadelphia e constatei que o crime e a violência la não deixa nada a desejar de São Paulo.os TL jornais de la parecem o programa do Datena.
    Concordo com você que o tal jeitinho brasileiro é a porta aberta para a corrupção, mas só achamos que os políticos são corruptos ,aqueles recibos falsos para o imposto de renda é uma bobagem. Quanto a segurança você tem razão novamente ,só agora ,um ano depois de me mudar para uma cidade do interior ,depois de morar 60 anos em São Paulo (que alias amo de paixão ) é que sinto a diferença na minha saúde física e mental ,como o estresse da violência me afetava.A droga é o grande mal da nossa época ,é ela que gera toda essa violência .O triste de ser um imigrante é que nunca teremos uma pátria verdadeira .Estando aí você tem saudades daqui,se voltar terá sempre saudades daí.Bjs e felicidades para você.

  24. 103 val January 25, 2014 at 9:51 AM

    Texto 100% bem escrito! Estamos nos preparando aqui em casa para passar uma temporada aí nos EUA a partir de março próximo. Estamos ansiosos porque tudo será diferente e certamente, em muitos aspectos, pra melhor. Esperamos tirar o melhor proveito dessa estada aí e seu post só corroborou meus sentimentos e expectativas! Muito obrigada!

  25. 104 Deborah Nogueira-Yates January 25, 2014 at 9:59 AM

    I shared this post on my facebook page. Concordo plenamente. Sai de São Paulo com 25 anos. Estou na América do Norte desde 2003. Morei em Toronto (Canadá), Orlando (Flórida) e nos últimos 6 anos estou em Athens, Geórgia (1+ hora de Atlanta). Aqui violência é quase inexistente. Eu moro em 12 acres, minha casa não tem portão, não tem cerca, minhas portas tem vidro e nem sempre estão trancadas. Quando meus pais, que ainda moram em São Paulo, vem visitar, eles ficao morrendo de medo que alguém vai vir do meio da floresta haha. Também, ambos há tiveram um arma apontada pra eles na frente de casa em São Paulo, o medo é parte da vida deles.
    Eu não me sinto em casa no Brasil, eu sinto muitas saudades da familia, dos amigos e de Ubatuba :), mas eu tenho limite de quanto tempo eu consigo ficar por lá, especialmente em São Paulo, naquele transito infernal e sem verde na cidade. A única parte que eu sinto falta são as padarias, e a pizza, e as esfihas, enfim, a comida brasileira que da de dez a zero na comida por aqui (ainda bem que o sushi aqui e bom, e tambem tem os Mexicanos). O senso de humor eu discordo, Americano tem vários tipos de humor, eu gosto que nem tudo é sobre sexo que nem no Brasil. Nossa, esse é outro tópico. Como tudo no Brasil tem malícia, e as crianças são expostas ao sexo na teve e não tem regra pra nada. Depois tem a educação. Escola publica aqui funciona. Bom, vou parar por aqui. Pra deixar numa nota positiva sobre a nossa patria amada salve salve, Brasileiro tem mais pique, é mais social, sorri mais. E eu prefiro os médicos no Brasil também, tanto que fui pra São Paulo quando tive que ter uma cirurgia. Gosto de ser tratada como human being.
    Ótimo post, love it!

    • 105 Magda January 25, 2014 at 2:40 PM

      Deborah, e verdade muita coisa que falou, mas esta conversa vai longe. Tambem vim pra os EUA aos 25 anos de idade. Estudei, casei, tive filhos, sou de Sao Paulo e acho que tem coisas boas e ruins dos 2 lados. Voce tem que ver o que te faz mais feliz e segura, gostei do que escreveu!

  26. 106 Marco Correia January 25, 2014 at 1:47 PM

    Oi Cláudia, legal seu post. Acho que teríamos assunto para muitos bullets ainda, mas ficou sucinto e bem legal. Também fui expatriado para cá(Miami) a 3 anos. Sinto muito diferença, inclusive nas relações comerciais. Atender um “gringo” em nossa empresa no Brasil, é diferente de fazer a mesa reunião aqui em US.

    Acho que no geral, tem uma coisa característica dos países desenvolvidos que não tem por exemplo no Brasil: Cidadania e respeito ao próximo.

    No Brasil o “povo” não entende que queimando Ônibus para protestar, quem não vai conseguir se locomover no dia seguinte, é ele mesmo.

    Não existe respeito ao cidadadão, nem pelo próximo e muito menos pelo governo. Principalmente pelo governo que é omisso e extremamente despreparado no Brasil.

    Devo confessar que em alguns pontos o Brasil melhorou muito, mas em outros vejo até retrocessos. Esses 3 anos de cultura americana da Flórida, que é diferente de NY, de Houston, de Omaha etc, me fez ver que no Brasil, quem tem uma situação um pouco melhor, não vive, se adapta, e com isso levanta as mãos aos céus.

    Enfim, teríamos assunto, como disse, para páginas e páginas, mas o que ainda me fascina dia a dia aqui em US, é o acesso que todos tem a tudo. Simples assim!

    Tem problemas aqui? Tem, claro! tem assalto, morte? Evidente, mas as escalas são diferentes. Acho que seria comparar maça com laranja,não dá!

    Parabéns popr sua percepção, e que continuemos com essa vontade diária de sair, e trabalhar aqui em US. E CARP DIEM!!

    Abs

  27. 107 Luiz Bastos January 25, 2014 at 3:53 PM

    Vivo aqui nos Estados Unidos desde 1971 e concordo plenamente com Claudia. Parabens pelo seu Post!!!

  28. 108 Magali Lima January 25, 2014 at 5:03 PM

    Olá Claudia…
    Não sou muito de ler post, mas li e amei td q escreveu.
    Eu estou vivendo aqui nos EUA há dois anos…muitas coisas q vc descreveu me identifico.
    Tb sou de São Paulo e confesso não tenho nenhuma saudade… a falta da família é suprida qdo minha mãe vem me visitar. Meus amigos… sim sinto muita falta pois aqui não se tem uma relação de amizade como podemos ter no Brasil. Talvez com mais tempo aqui eu ainda venha encontrar pessoas bacanas para ter essa relação.
    Ainda esbarro na questão do idioma, mas logo logo vou estar mais craque…
    Outro ponto interessante… vc acha q veio velha para cá? kkkkk Vim para cá com 40 anos e te digo q realmente me sinto idosa… kkk e muitas vezes analfabeta, entrando no mobral. rs
    Mas a vida está me dando uma chance de fazer td diferente, conhecer pessoas novas, cultaras novas e vou te dizer q nunca estive tão feliz quanto estou hj.
    As vezes penso que sou muito mais americana do que brasileira, me sinto literalmente em casa e se Deus permitir vou continuar aqui enquanto eu viver.
    Muito grata por compartilhar sua experiência… me deu mais força… para continuar e seguir.
    Um forte abraço e boa sorte para nós…
    Magali Lima

  29. 109 mariamaiaclarke January 25, 2014 at 7:08 PM

    Nossa, gostei muito do seu blog. Interessante essa 5 coisa que você aprendeu. Claro que quando tem que acontecer algo, não importa onde, mas, achei muito bom seu jeito de encarar os fatos. Sou professora e jornalista no Brasil e sofro também com esse tal ‘jeitinho brasileiro. Acho que eu iria sofrer aí porque não consigo ser muito pontual aqui, rs. Abraços.

  30. 110 André January 25, 2014 at 7:33 PM

    Também moro fora, em Lisboa, e também aprendi muitas coisas boas sobre a vida e sobre o valor do Brasil. Penso que o brasileiro, em geral, tem uma idéia esteriotipada sobre a vida no exterior, que não condiz muito com a realidade.
    Bom post, obrigado por compartilhar. Quem mora fora do país de origem entende bem as dificuldades e vantagens da experiência.
    Obrigado,

  31. 111 Meg Lima January 25, 2014 at 8:25 PM

    Adoro gente inteligente, com português bom e texto dinâmico. Minha relação fora do Brasil é toda voltada pra Europa, mas um dia ainda conheço NY – meu sonho. Mas me identifiquei demais, pq morar fora ainda é muito recompensador. Seja lá o que fazemos, temos sempre retorno. Parabéns e valeu por compartilhar da tua experiência e, sobretudo, de maneira tão gostosa.

    Não sei o que vc tem passado, nem o que vc tem vivido, mas Deus é um Deus de recomeço, um Deus que nos ama incondicionalmente. E peço que ele te guarde, te proteja e te ajude a trilhar um caminho lindo com a família que vc construiu! Beijos,

  32. 112 Marco Correia January 25, 2014 at 10:34 PM

    Na verdade, esse Odracir = Ricardo, nunca morou em US. …tá vendo muito filme, isso sim!!

  33. 113 Julia Eastment January 26, 2014 at 12:49 AM

    Moro em Long Island – NY ha’ 20 anos e me lembro que escrevi uma carta para os meus pais (Internet estava a caminho), listando as coisas que eu gostava e que nao gostava. Quase igual a sua lista com um final diferente. Que o Brasil e’ o pais onde eu nasci, mas que USA e’ a minha casa! Porque aqui eu me sinto gente, me sinto humana…Tudo de bom pra vc e sua familia. xoxo

  34. 114 Antoinette Hille January 26, 2014 at 1:43 AM

    Very interesting comparison of the US and Brasil. Many observations of the US that I never considered.

  35. 115 SORAIA SAID January 26, 2014 at 5:52 AM

    Oi Claudia, parabéns pela forma simples e direta com que descreveu as realidades dos dois países. Tenho 36 anos moro em Guarulhos, e estou vivendo essa fase de descobrir que o estress diário e o medo fazem parte do meu dia a dia e que isso anda me fazendo muito mau … tanto que eu e meu marido decidimos abandonar tudo o que nos prende aqui ( trabalho, casa, família ) e estamos de mudança para uma cidadezinha de praia no litoral norte de SP. Passamos 40 dias nos EUA e mesmo estando na condição de turistas, pudemos perceber o quão nosso país é involuido no sentido de civilidade e respeito ao próximo e aos direitos individuais de cada um. O simples fato de esquecer sua câmera em um restaurante e ter certeza de que se voltar lá no dia seguinte, mesmo com o restaurante lotado, sua câmera está guardada te esperando me deu uma inesquecível sensação de bem estar, respeito e segurança ! Em NY ficamos hospedados no Queens em Little Neck na casa de uma amiga brasileira e nosso trajeto diário de pegar o trem pra Manhattan também nos deu uma pequena mostra de como viver com essa sensação de segurança nos faz bem e como vivemos inseguros aqui no Brasil, pois voltávamos várias vezes mais de 1 da manhã, e subíamos da estação de trem à pé até a casa de minha amiga na maior tranquilidade, com bolsa, compras e sem medo. Bom, poderíamos ficar horas debatendo esse assunto, mas em minha pequena experiência de vida minha conclusão é a seguinte: temos 3 problemas gravíssimos, falta de educação, corrupção e impunidade. Precisamos tirar nossas crianças das ruas e coloca-las em escolas em tempo integral, e fazer com que nossos políticos sejam cobrados e responsáveis por seus atos e que principalmente deixemos de ser um país de impunidade e corrupção. Temos empresa aqui e nossa luta é diária para sobreviver e conseguir pagar os impostos que são absurdamente altos e ainda temos que pagar por nossa conta por nosso própria segurança pessoal ( alarme, monitoramento, seguros e por aí vai ) , saúde, transporte e educação porque o governo nos cobra, nos cerceia de todas as formas e não nos dá nada em troca … amaria viver nos EUA sou apaixonada por esse país e por essa língua desde que me conheço por gente, mas infelizmente não surgiu em minha vida uma oportunidade para que eu fosse viver aí e acabei não criando essa oportunidade também, mas ” maybe one day, who knows” ! Então por enquanto vou fazendo minha parte por aqui, tentando não fazer parte do sistema de corrupção que muitas vezes é inerente ao nosso dia a dia, e tentando viver de uma forma mais civilizada possível e passando esses valores para meus sobrinhos. Peço à Deus que nos proteja à todos, onde quer que estejamos e que ilumine os nossos políticos para que percebam o quanto estão fazendo mau ao nosso lindo e querido país ! Boa sorte à você aí, e se quer um conselho: não volte ! Beijo e feliz 2014 !

  36. 116 Nailton Lantyer Filho January 26, 2014 at 7:49 AM

    Parabéns pelo texto. Cada experiencia é diferente. A sua, com certeza, tem muitas diferenças em relação a minha. A California é um outro pais dentro dos Estados Unidos. O que realmente diferencia os EUA em relação ao Brasil é a EDUCAÇÃO e infelizmente meus filhos não vão poder ver isso avançar pelas terras tropicais… imagine eu com 49. Mas definitivamente não temos como comparar os EUA com o Brasil, o lado norte do planeta ganha disparado. Excedendo a família e os amigo que ficaram por lá o resto é TUDO melhor por aqui. Boa sorte para você e sua família.

  37. 117 guilherme January 26, 2014 at 7:58 AM

    Bom dia, Claúdia
    Achei muito bacana o que você postou, a verdade dói,mas tem quer dita.
    O mundo deve muito ao capitalismo americano, por isso alvo de ataques terroristas e com as normas que os americanos ditam: trabalhou….ganhou, errou….vai pagar, cometeu crime,,,,cadeia, etc
    Já pensou como estaria o planeta com os terroristas que os americanos eliminaram ?
    Ninguém é perfeito, como também as nações não são, mas a tentativa de aprimorar deve sempre ser utilizada.
    Os antiamericanos que me perdoem, mas vão para Cuba, Sudão, etc

    Até o próximo post !!

  38. 118 Jaime Mâncio Neto January 26, 2014 at 8:06 AM

    Amei o seu texto. Tive a oportunidade de viver 12 INESQUECÍVEIS ANOS nos EUA. Vivi a maior parte deles em San Francisco (cidade que sou apaixonado) e em Orlando. Concordo com tudo o que você disse, mesmo sabendo, que os EUA não é um país perfeito mas é o paraíso para nós que vivemos em um país caótico e violento, sem educação e saúde como o Brasil. Infelizmente, Infelizmente voltei a morar no Brasil. Sinto muita falta da cidade, do país e dos amigos que deixei ai. Tenho uma vontade quase que mortal de voltar a viver ai. Passei por situações maravilhosas, de risco de morte por problemas de saúde MAS EM NENHUM MOMENTO ALGUM RISCO POR CAUSA DE VIOLÊNCIA, DISCRIMINAÇÃO OU RACISMO … Eu me sentia um verdadeiro CIDADÃO cumprindo as leis que eu sabia e tinha noção de que eram importantes para serem seguidas … Eu agradeço o texto que você compartilhou e pedir que você não se importe com alguns comentários que tentaram ofuscar o brilho de seu comentário … A maioria dos brasileiros é invejosa … Fala mal de tudo e se diz orgulhoso de ser brasileiro. Gostaria que eles tivessem a oportunidade de viver em um lugar que não tivessem as mesmas mazelas e olhasse de fora do Brasil o que é viver nesse país caótico … Um grande abraço …

  39. 119 Camilla January 26, 2014 at 8:43 AM

    Olá, Cláudia! Adorei o seu post. :) Estou com planos de ir estudar e trabalhar nos EUA (e espero que dê certo). Me agradou muito tudo que li. É sempre bom ler sobre experiências de outras pessoas que estão vivendo em um lugar onde você deseja ir.

    Queria fazer algumas perguntas. :) O seu visto de trabalho inicial foi de quanto tempo? É fácil para renovar? Gostaria de passar 2 anos estudando e trabalhando mas, tenho muitas dúvidas sobre visto e permanência.

    Obrigada desde já. :)

  40. 120 Paula Colaneri January 26, 2014 at 10:06 AM

    Adorei seu texto! Moro na Alemanha e os pontos positivos são os mesmos.
    Mas acho o pessoal aqui extremamente frio e egoísta. Não dá pra comparar!

  41. 121 cebus2012 January 26, 2014 at 11:29 AM

    Parabens pela experiencia Claudia, concordo em algumas coisas, eu moro em NY tambem, mas no Bronx, e a cara deste bairro nao tem nada a ver com Manhattan (onde trabalho). Conheco bem o Queens (onde moram meus “in laws” e meu parceiro foi criado). Morando no Bronx entendo muito mais a mistura que e essa cidade, a farsa, a mascara. Olha que na falo em sentido estrictamente pejorativo: da para aproveitar o melhor dos dois mundos: Manhattan e maravilhosa, segura e pontual: o Bronx ( e boa parte do Queens) sao caoticas, “latinas” ou “indianas” (outra cultura totalmente diferente!!!), inseguras e escorregadias. Mas a sua visao geral dos EUA nao esta longe da minha nos quesitos seguranca, pontualidade e inclusive das coisas nao-tao-boas. Mas discordo com um aspecto fundamental do seu post: Brasil NAO E Sao Paulo. Eu sou de uma cidade pequena do interior da Bahia e sinto-me tao estrangeira (e discriminada) em Sao Paulo como tenho me sentido muitas vezes em NYC. E a minha cidade, embora careca de milhares de coisas, e mil vezes mais segura que SP. Eu ando de janela aberta, ando na rua, na praia, na boa. Igual que aqui. Logico nao sou boba, nem la nem ca: se Vc tem pinta de turista e anda de bobeira em qualquer lugar do mundo corre o risco de sofres as consequencias. Em fim, so queria dizer que a visao da maioria das pessoas de SP e que o Brasil e tudo igual ao que eles conhecem: pois nada mais longe disso. Abracos e sucesso!!

  42. 123 Karla January 26, 2014 at 11:33 AM

    Parabéns pelo post. Concordo com td q vc escreveu. Estou ensaiando minha ida de vez para os US há um certo tempo. O q ainda me prende aqui são meus pais, não sei se eles aguentariam viver longe de mim e de minha filha, principalmente minha mãe q é mais idosa q meu pai e tem alguns problemas de saúde. Acho q ela entraria numa depressão mt profunda e tenho medo q aconteça algo mt grave com ela. Com certeza me sentiria culpada por isso. Tenho família e amigos em Orlando q me incentivam mt a ir. Ao mesmo tempo penso q não sou mais tão novinha assim e qto mais eu adiar essa mudança, mais difícil será pra mim. Tenho a aproveitar enquanto minha filha ainda é criança, acho q será mais fácil pra ela se adaptar. Enquanto isso vou planejando, pensando no q faço.

  43. 124 Daiane January 26, 2014 at 11:57 AM

    As experiências são sempre válidas, nunca saímos delas do mesmo jeito. Mas o fato é que eu ainda estou procurando os EUA do seu relato. Eu esperava um outro mundo, mas não vi nada disso. Mas independentemente dos problemas sou feliz aqui e lá. O que não dá é pra ficar comparando, cada um tem suas peculiaridades, o legal é sabermos ser éticos, sermos felizes dentro da realidade atual que cada um vive. E viva os americanos, e viva os brasileiros, no fim todos são seres humanos.

  44. 125 Camila January 26, 2014 at 12:06 PM

    Tem sempre pessoas que olham os lados positivos das coisas e lugares, e pessoas que nao…. se o pais deixou uma ma experiencia pra Odacyr ou qq outro o que ficou muito evidente eh que ele tem raiva e eh o eterno nao satisfeito, pra pessoas assim nenhum lugar nunca sera bom! as vezes se for demitido ou deportado apaga-se o que se viu e viveu de bom em 10 anos? nem tudo sao flores e nem sempre a voz da revolta vence, alias, pega ate mal, aparemente soh se grita quem nao tem argumentos ou cultura pra se expressar com educacao e com ponderancia.

  45. 126 wagner January 26, 2014 at 12:07 PM

    Concordo com muita coisa dos EUA(Educacao eles são otimos) mas vi quando ai estive na televisao um senhor baleando outro por motivo futil escolas sendo alvejadas de tiro gente dentro do MCdonald sem fazer nada por horas, mas não julgue o Brasil por são paulo sou de SP, agora moro no interior e estou vivendo muito bem, com piscina publica praças para andar, ando de carro aberto e só o fecho quando vou para sp e muitos daqui deixão os seus carros abertos, saude publica estamos tendo o necessario, mas sinto muito não deixo o meu Pais jamais aqui eu nasci vivo com a minha simplicidade que nasci, pois o que interessa é progresso e espiritual e não material pois um dia vamos embora e não o levaremos.Trabalho em uma Empresa Americana aqui no Brasil e sinto muito eles são arrogantes pensam que nos somos nada e temos que aceitar tudo.

  46. 127 Camila January 26, 2014 at 12:11 PM

    Adoreiiiiiiii o texto, Claudia. Concordo 100%. Quem discorda, ou nao consegue aceitar tuas observacoes, e’ porque viveu numa perspectiva diferente e desfavoravel. Moro em Boston ha’ 1,5 anos (vim fazer mestrado)com uma familia onde a mae ja’ e’ cidada e a filha e’ illegal. A filha passa por mazelas, exploracao, sub-emprego, preconceito e, portanto, odeia o pais (nao sei o que ainda esta’ fazendo aqui). Eu, que tenho status legal e acesso a tudo o que isso proporciona, consegui ter uma adaptacao muito mais rapida e consistente em 1,5 anos do que ela ha’ mais tempo. O fator lingua tambem influencia…tanto melhor for teu nivel de ingles, mais amizades faras’, mais acesso a recursos teras’ e mais facil sera’ tua vida. Enfim, adorei o post, mas, infelizmente ele nao representa a realidade de quem opta por viver fora da lei. Estou aprendendo muito e adorando a experiencia aqui!

  47. 128 Eduardo Fox January 26, 2014 at 12:21 PM

    Ola, achei muito legal o post, e a discussao embaixo dele tambem. Eu hoje moro na Suica, e devo me mudar depois para a Inglaterra. Eu estive em NY em 1997, e senti a cidade muito violenta, mas acho que eh uma fase superada. Eu concordo com tudo que dizes, e nunca fui muito brasileiro (apesar de ser atrasado, rsrsrs). Me adapto bem aqui na Europa, mas sinto falta da intimidade, do calor, dos brasieiros. Infelizmente tb concordo com muito do que o colega que “descascou” os EUA acima, e isso eh um dos motivos para eu nao querer ir para la e trabalhar para patrao americano. Mas sei que nao eh assim nos EUA inteiros, assim como os problemas do Brasil nao sao os mesmos no Brasil inteiro (morei 4 anos no interior de SP onde violencia eh briga de casal).

    Aqui na Suica existe uma paz e limpeza extremas, mas a rotina gira em torno de formalidades e horario marcado e metros/trens e isso pagando muito dinheiro por tudo. Eh tranquilo, mas cansa. Acho que gostarei mais da Inglaterra, de onde vem uma parte da minha familia… Veremos!

  48. 129 Raquel January 26, 2014 at 12:34 PM

    Oi claudia,

    adorei o seu texto !!!
    fez uma excelente comparação e sim vc vive nos EUA ,mas eu coração é brasileiro..sensacional !!!

  49. 130 Fernando January 26, 2014 at 12:35 PM

    Mais um que adorou seu post. Moro na America a 15 anos, Atlanta, Omaha, Bismarck e agora Minneapolis. DIficil as vezes, mas muito boa a experiencia. E sua narrativa descreve muito bem.

  50. 131 Gabriel Filassi January 26, 2014 at 1:04 PM

    Belo texto, porem incluiria alguns pontos…

    Custo de vida
    Mentalidade saudavel
    Consumismo

    O ponto mais importante de todos é a distancia, de morar longe das pessoas que amamos e que nos querem bem. A individualidade americana sucks… O materialismo daqui sucks. Por fim, parte de cada um fazer o trade-off entre viver aqui ou la, pois o tempo passa e todas estas pessoas que fazem parte da nossa vida, vao vivendo experiencias em que nao fazemos parte, pelo menos fisicamente.

    Nao pretendo viver aqui a vida inteira nao, por mim com todos os defeitos, o brasil da de 10 a 0 comparado com os eua.

    Abs

  51. 132 Alessandro January 26, 2014 at 1:36 PM

    Claudia, seu post caiu como uma luva. Acho que é possível suportar muitos problemas no Brasil, mas o que acaba pesando mesmo é essa falta de segurança, esse medo constante da violência. E não adianta falarem que “é coisa da TV”, todos que leram esse post enfrentaram algum caso de violência pessoalmente, ou com um parente ou amigo nas últimas semanas. Principalmente por isso eu e minha família estamos começando a planejar uma mudança de país.

    Uma dúvida que sempre tive: essa história de empregada e babá no Brasil é algo bem típico e cultural nosso, mas sempre tive a impressão de que acabamos precisando desse “apoio” pois temos que trabalhar 10, 12 horas por dia pra ganhar o mínimo pra viver decentemente, pagar uma escola boa, ter um bom plano de saúde, etc. Sempre me pareceu que nos EUA ou Europa você não precisa ter essa carga excessiva de trabalho pra conseguir viver bem, seja por salários melhores, seja por um suporte maior do governo (não no caso dos EUA né… Eheheh).

    É verdade isso, ou estou equivocado? Mesmo trabalhando, você consegue cuidar da casa e dar atenção para seu filho, sem ser algo extenuante?

  52. 133 Otavio January 26, 2014 at 1:40 PM

    Vc com certeza está morando longe das quebradas. Tem lugar bem trash em miami e ny (Atlanta nao conheço). Até em Minneapolis tinha lugar que dava medo. Gente com carro roubado, camera te vigiando…. Aqui em moema ou alphaville eu ando de janela aberta tb… no capao redondo não.
    É preciso fazer um estudo detalhado de area pra area para poder dizer se há segurança ou não. Opinião vem de sensação, e isso é totalmente psicologico, influenciado por midia ou propaganda, vide Barry Glasner. Quer falar de segurança de verdade? Mora na Europa.
    Acho o texto comum, um relato que carece de pesquisa, de ciência, de exatidão. Tipico jornalismo.

    • 134 Mario January 26, 2014 at 2:59 PM

      Eu morei 12 anos nos EUA, e posso dizer a Polícia federal é a mais corrupta e injusta do mundo, pra lhe fazer guilty inventa e da redução de pena para outros presos pra lhe apontar o dedo e lhe culpar. Por experiência própria. Mais os county and city police são justos na maioria das vezes. O país é bom e tinha oportunidades, mais se vc não casar com americano (a) se legalizar só no tranque e com muita mentira. Não vale a pena ficar ilegal. Todos que eu conheço que se legalizaram nao tem dinheiro pra is passear no Brasil e quando se tornam cidadãos vão embora pro Brasil. Vai entender. No final vale a pena a experiência.

  53. 135 Graziela Ribat January 26, 2014 at 2:28 PM

    Adorei o post!!!
    Eu moro em Zürich na Suíça, e a primeira razão pela qual eu adoro morar aqui é a mesma que a sua… segurança.
    É maravilhoso sair na rua sem ter medo de ser assaltada, como já aconteceu comigo no Brasil duas vezes…
    Me identifiquei totalmente com seu texto, infelizmente não dá para trazer a família toda, que é o que me faz falta…
    Mas suas 5 razões são as mesmas para mim!
    Gostei muito!
    Sucesso para você!!

  54. 136 humberto January 26, 2014 at 2:47 PM

    voce é parte do meio em que vc vive. Se vc convive com gente e ambiente nocivo. vc jamais terá uma boa impressão. Porém se vc teve uma boa criação vc saberá evitaro que de mal te acerca.
    Viver dignamente é uma opção.

  55. 137 shamijacobus January 26, 2014 at 4:27 PM

    Alo amigos
    Desculpe o meu “jeitinho”brasileiro para o comentário.
    ODRACIR…você é um bosta e sua ida aos EUA foi financiada pelo papai,governo e além de vadiagem sua experiência lhe recomendou fugir de lá pois NÃO SE CRIARIA.
    abraços

  56. 138 vanessaffoliveira January 26, 2014 at 5:54 PM

    Ótimo post. Sem detonar o Brasil mas mostrando o que é morar em NY de forma realista.

  57. 139 ROSALIA January 26, 2014 at 6:19 PM

    Eu vivo nos EU a 11 anos, e concordo com o que vc disse. Existem pros e contras nos dois paises.
    Mas eu achei engracado o comentario de uma pessoa que nao me recordo o nome ,onde ela diz que mora em uma cidade pequena no Brasil e que la ela se sente segura, porque nao tem muita criminalidade. Eu gostaria muito de saber onde e esse lugar no Brasil, porque eu tambem venho de uma cidade pequena do Parana com pouco mais de 20.000 habitantes, and guess what?? nao e segura de jeito nenhum, e drogas e roubo acontece o tempo todo!! Eu morei em Sao Paulo tambem, por cinco anos, e isso de nao usar joias na rua nao e uma coisa so de Sao Paulo nao.
    Agora eu moro no Cape Code, MA. Mas ja morei na California tambem, E em materia de seguranca nao existe comparacao.
    E claro que como vc disse o Brasil e o nosso primeiro Paiz, e eu amo o Brasil, mas acho que amo o Brasil da minha imaginacao , com uma politica diferente e com mais seguranca.E claro que isso nao vai acontecer tao cedo, e enquanto esse milagre nao acontece eu prefiro viver aqui.
    Meus filhos vieram pra ca bem depois que eu vim, e essa foi a parte ruim, ficar longe deles por alguns anos, mas hoje sou feliz porque meus dois filhos estao aqui comigo, os dois fazem faculdade DE GRACA, gracas a esse governo que eu vi algumas pessoas falando mal, mas pra mim so tenho que agradecer.
    Tenho saudades do Brasil??? SIM….. nao do Paiz , mas da familia que tenho la, e de alguns amigos, porque ate amizades mudam, quando vc muda de Paiz, so ficam os amigos verdadeiros.
    De resto, sinto falta do clima, ( muita neve por aqui :) ) Mas sentir falta do clima nao e sentir falta do Paiz exatamente. Boa sorte a vc, e boa sorte a todos nos brasileiros que somos privilegiados em morar e amar a esse Paiz e ao Brasil Tambem!!
    GOOD LOOK EVERYONE!
    God bless us all!

    • 140 myenergyandyours January 26, 2014 at 9:25 PM

      Que triste Rosalia! Voce nao conseguiu aprender o Ingles e ja esqueceu o portugues.
      Good LUCK mesmo querida. So Jeuis rsrsrsrs

      • 141 ROSALIA January 31, 2014 at 4:27 PM

        Vc acha que e uma pessoa tao boa assim com seu portugues????
        Deixa de ser crianca, e veja que aqui nos nao estamos atacando as pessoas e sim falando de duas realidades diferentes, e de experiencias que vivemos.
        And just so you know I learned English. Did you????

  58. 142 cassia January 26, 2014 at 6:24 PM

    Claudia, eu achei o seu ctexto excelente. As pessoas nao entende como nos como maes nos sentimos quando passamos tempos nos Estados Unidos. Moro a 17 anos no Arizona, e nao troco aqui por nada no mundo. Mesmo com um calor de 115 graus no verao, e um Estado incrivel. Tudo que voc citou e a mais pura verdade, e quando a gente sai da nossa vidinha no Brasil e passa e ter nocao que nem tudo e festa e feriados, a nossa visao de futuro muda muito. Parabens pela sua visao, e espero que voce possa ficar aqui por muitos anos, e desfrutar de tudo de bom que esse pais pode te oferecer. E quanto as pessoas que so falaram mal do Estados Unidos, concordo plenamente com todos os comentarios, deveriam ser todos ilegais, filhinhos de papai que nunca tiveram que batalhar para ter nada na vida, ou entao, pessoa simplimente de mal com a vida. Bjs

  59. 143 Delubio Lopes De Paula January 26, 2014 at 6:26 PM

    Vivi duas fases nos EUA, a primeira entre 1993 e 2005 ou seja 12 anos e agora de 2012 até os dias de hoje.
    Essa segunda temporada é definitiva, depois de 7 anos no Brasil, onde só colecionei decepções.
    A única coisa boa que trouxe comigo pra Flórida dessa vez foi minha família, minha mulher e meu filho (que é americano).
    Eu voltei pro Brasil na esperança de poder recomeçar, o PT no poder, o Brasil (a bola da vez, lembram?) aquela propaganda toda e pra mim soava tudo muito promissor.
    O meu Brasil agora é grande, vou decolar com ele e fazer do meu país um grande país, que mentira hein?
    Tenho pena de quem voltou como eu e não tinha Green Card, tenho vários amigos que adorariam voltar, mas não podem mais. Estão barrados por 10 anos, por ter ficado ilegais.
    A vida é um universo em cada pessoa, o que pode dar certo pra um pode não dar certo pra outro. Desejo muita sorte a Claudia, que dê tudo certo nesse reencontro com o Brasil, que diferente de mim, vai recebê-la, em crise, mais violento ainda, em uma crise institucional que ninguém sabe como vai terminar, enfim ela vai encontrar um Brasil bem pior de que quando deixou.
    Eu particularmente quando cheguei o Lula era o Presidente e ele conseguiu ludibriar muita gente, até eu…..
    Sobre NY;
    Quando morei lá entre 1993 e 2002 vi toda a mudança de que Cláudia mencionou. Vi a inauguração do Prefeito Ruddy Giuliani e vi seu programa TOLERÂNCIA ZERO ser implementado.
    Vi as pessoas e os espaços se transformarem, acredito que outros brasileiros possam relatar como eu o que viram e sentiram durante esses anos de transição em NY…..
    Sou de uma época em que andar na Broadway ou na 5a avenida à noite era para os fortes e destemidos. A bandidagem (em um grau infinitamente menor que no Brasil) andava solta.
    Em 4 ou 5 anos tudo se transformou, e NY passou a ser uma cidade pujante e segura.
    Aí veio o 9/11, nesse dia eu estava no Brooklin a duas quadras da ponte do Brooklin e vi os atentados às torres gemêas ao vivo e em cores.
    Me mudei de NY pouco depois, para São Francisco,CA, que para mim é a cidade mais gostosa de se viver nos EUA. A Califórnia é não é um Estado é um Páis, é outro mundo. A Califórnia tem essa atmosfera mais relax, mais tranquila que falta em NY, parece mais com o jeito Brasil de ser.
    Pra finalizar, quero fazer também um comentário sobre alguns que odeiam e destilam ódio nos EUA, não precisam. Os EUA como todo país tem sua AUTO DETERMINAÇÃO como nação. O povo americano é patriota e é dedicado, é trabalhador, é honesto e pontual sim, isso a maioria das pessoas, claro que existem os tranqueiras, mas onde não os tem?
    Amo o Brasil, é minha pátria mãe, é onde está minha família, mas é um lugar hostil, um lugar pra poucos. Minha cidade é a 28a cidade mais violenta do mundo, Goiânia, (surreal, há 15 anos atrás Goiânia era uma cidade pacata, o quê aconteceu? e está acontecendo?)
    O Brasil é um país feito de maioria analfabeta ou semi analfabeta e também de muitos alfebetos funcionais (os mais estúpidos) e um lugar onde pouca gente sabe o que é AUTO DETERMINAÇÃO de uma nação de um povo.
    Um país de gente aproveitadora, corrupta, e onde o jeitinho beira a insanidade…..
    Voltei pra ficar, Brasil só a passeio com a família pra ver a família que ficou.
    Brasil foi um meu lugar de nascimento, mas os EUA é meu país por escolha, é o país do meu filho. Meu filho é americano e é brasileiro. Mas será educado aqui. Um boa sorte Claudia e que você não encontre obstáculos. Seja feliz!!!!

    • 144 Lucas Bolzan January 26, 2014 at 8:44 PM

      Nossa Delubio, você não tem noção de como me identifiquei com esse seu post – porém nunca sequer viajei para os EUA (a minha primeira viagem a passeio está marcada para esse ano).
      O problema é como me estabelecer aí de maneira permanente (ou pelo menos temporariamente grande)? Vejo muitas pessoas que o fizeram, mas não consigo entender COMO fizeram. Hoje em dia conseguir um visto permanente é impossível, e como turista você consegue permanecer no máximo 6 meses. Como as pessoas conseguem isso?

      Abraço!

  60. 145 Egi January 26, 2014 at 7:15 PM

    Eu concordo com o Tom Jobim: “Viver fora do país é bom, mas é uma merda! Viver no Brasil é uma merda, mas é bom!” :)

  61. 146 lincoln shiguio January 26, 2014 at 8:27 PM

    Parabéns Claudia pelo seu post! Já pensei muito em ir para EUA a trabalho também, só faltou um pouco de coragem! Meu cunhado é americano de San Francisco, e a coisa mais absurda que ele acha aqui são os preços abusivos de tudo. É uma vergonha!
    Boa sorte e sucesso na terra do tio Sam!

  62. 147 Denize Marques January 26, 2014 at 8:29 PM

    Super-bacana o seu post. Parabéns! Que Deus te abençoe!

  63. 148 Liria January 26, 2014 at 8:52 PM

    Sou tbém como Tom Jobim rs… (lá é bom mas, é ruim, aqui é ruim mas, é bom – adaptado). Morei nos EUA tbem por 5 anos e 1/2 e voltamos para o BR. Engraçado q a razão que me fez voltar foi exatamente o porque todo mundo quer ficar. Posso estar louca mas, viver numa bolha não é o que eu quero p/ meus filhos. EUA pode ser mais seguro? Pode, mas, depende da perspectiva. A possibilidade de um nativo desempregado revoltado armado entrar na minha casa atirando me mandando de volta p/ onde eu nunca devia ter saído me parece muito maior nos EUA do que no Brasil (pq a sensação de que eu era estrangeira nunca desapareceu). A desigualdade social não é tão diferente como no Brasil. Concordo mas, isso traz consigo tbém uma não valorização ao estudo. Se uma caixa de supermercado, jardineiro, etc é capaz de comprar um casa e viver bem p que estudar? Aí acho um problema do 1o mundo mas, quero MUITO q meus filhos valorizem a educação e toda a experiência que ela traz consigo, muito mais que dinheiro. Além das facilidades em adquirir tudo que não existe em nenhum outro país do mundo. Isso me fez pensar, se quero q meus filhos vivam para o mundo, como eles vão lidar com as dificuldades de comprar uma casa própria ou um carro? Conheci americanos que piraram ao morar em outro país, dizendo “onde já se viu, as pessoas não tem, direito a casa própria ou a um bom carro” isso pq ela estava falando de Londres.Além da abundante quantidade de TUDO disponível. Isso não existe em lugar nenhum do mundo e como isso está associado com a pobreza em outros países não sei explicar mas, para mim tem alguma relação.
    Concordo que cresci MUITO vivendo nos EUA todos esses anos. A re-adaptação de viver sem um 3o dentro de casa não foi fácil mas, hj acho isso muito mais ecológico que qquer coisa. Virou um lema: tenha o que vc consiga manter sozinho. Se a casa é muito gde e vc vai prcisar de uma empregrada, vc REALMENTE precisa de td isso? Além do valor ao $. Nos EUA 1 dolar é dinheiro, aq no BR, sei lá pq 1 real não é. Mesmo que as duas moedas comprem as mesmas coisas.
    Acho q os dois países, como qquer outro no mundo, tem seu lado bom e seu lado ruim. E é como religião, cada um tem a sua e se posicionar diferente não está certo ou errado é só diferente…
    Ficar feliz com a sua escolha acho q é o ideal….. Obrigada pelo texto, sempre é bom partilhar experiências….

  64. 149 Stephanie January 26, 2014 at 9:07 PM

    Acredito que tudo vai de um ponto de vista. Eu que nunca fui ao EE.UU. vejo as coisas diferentes, já sai do Brasil, e sinceramente vejo que temos muito que mudar aqui. Não existe comparação entre um país de primeiro mundo e um país “em desenvolvimento”, não existem parâmetros justos. E há outro ponto que gostaria de ressaltar, somos todos brasileiros, e cada um tem uma cultura diferente e analisa e considera os fatos da sua própria maneira. Opiniões são tão pessoais, por que cada pessoa aqui viveu coisas diferentes, foi criado com pais diferente e uma cultura diferente. Não existem comparações quando falamos de coisas diferentes. Quando o Brasil ou o EE.UU chegar em números e realidades iguais, podemos então compara-los, acho que nem assim, pois cada pais tem sua história, tem uma cultura, que não podemos dizer quem é o melhor. E como uma fruta alguns gostam outros nem tanto, outro até mesmo odeiam.
    E não cabe a nos julgar as opiniões dos outros. Quem sou eu pra dizer que tal pessoa está errada, eu não vivi as experiencias delas no Brasil ou no EE.UU. Contudo afirmo aqui que nossas opiniões são relevantes de nossas experiencias. E não podemos comparar o que não há parâmetros iguais.
    Os seis lados de um cubo que é um bom exemplo, por que se colocarmos um cubo em uma mesa cada pessoa irá ver uma face ou não, uma pode ver a mesma face que a outra depende do tamanho da mesa ou da distribuição das cadeiras, onde cada pessoa está sentada irá definir o que ela irá ver. Assim acontece com nossas opiniões, não ninguém pra julgar outras pessoas, outras opiniões, outras situações, outras vivências, culturas e etc.
    Obrigada

    • 150 Stephanie January 26, 2014 at 9:19 PM

      Muito Bom o texto, 5 coisas que eu aprendi em 5 anos nos estados unidos. Mas é baseado em opinião pessoal da autora, se for equiparar números em aspectos o EE.UU levará vantagem já em outros será o Brasil. Já nas opiniões não a como equiparar, comparar nada.

  65. 151 Érico January 26, 2014 at 9:46 PM

    Bem…. continuo cada vez mais com minha “filosofia de vida”: nada é só bom ou só ruim!

    Importante é estar e fazer o que se gosta, dentro dos valores e possibilidades de cada um.

    Costumo dizer que sou “certinho demais” para morar no Brasil, onde não se respeita uma mísera fila ou os mínimos direitos de um idoso, doente ou deficiente.

    Obrigado à Cláudia pela experiência e os comentários de todos.

  66. 152 Rosana January 26, 2014 at 11:45 PM

    Gente moro nos EUA ha cinco anos e concordo com quase tudo que ela escreveu.Ate porque tinha uma vida extremamente confortavel e fresca no Brasil. Principalmente a questao da seguranca me segura aqui. Aqui esta falando uma pessoa que vai ai Brasil ate 2 vezes por mes e garanto a voces, o Brasil e’ nosso pai’s amado mas cada dia esta mais violento. A onda la agora e’ o rolezinho onde os vandolos vao para o shopping praticar todo tipo de crime. Um horror!
    Mas vou ser bem realista com voces, esta nos EUA e viver os EUA nao pode ser uma pessoa ilegal para falar bem dele, e’ preciso participar da cultura, do trabalho, etc, aproveitar as coisas boas que este pais oferece. Do contrario so sera uma pessoa que perdeu algum tempo da sua vida trabalhando que nem animal, sem direito de ir e vir e ainda voltando para o Brasil revoltado. Mas eu sinto muito pelas pessoas revoltadas com os EUA pq realmente nao e’ bom estar numa condicao desigual em pai’s nenhum. Imagina entao que vivem nesta condicao muitos brasileiros no proprio brasil??? Sem direito algum, sem vida, sem cultura, sem eduducao, sem justica, sem cidadania mesmo sendo cidadao brasileiro!

  67. 153 Mariana January 27, 2014 at 1:11 AM

    Cara autora,
    esse post me da nojo.

    Uma pessoa como voce nao merece a cidadania brasileira que tem. Espero essa sua vidinha de “wanna be” American valha a pena pra voce, pois eu ja moro aqui a 4 anos e mal posso esperar para voltar.

    Faca-nos todos um favor, e fique em NY pra sempre.

    • 154 Adriana January 27, 2014 at 7:05 AM

      Mariana, respeito passou longe, hein?! Pra que destilar tanta raiva nas suas palavras? Pelo visto você via voltar ao Brasil, provavelmente por estar ilegal no Estados Unidos. =] Só pelo seu comentário, é possível perceber porque você não espera para voltar para esse país. Deve ter sido doloroso ler o que ela escreveu porque você deve ter se visto em tudo, né?! =] Enfim, se com 4 anos de EUA você não aprendeu o que é respeito, desiste.

      • 155 Sônia M Caplan January 28, 2014 at 10:43 PM

        Excelente sua resposta Adriana.
        Temos q ter pena mesmo de uma pessoa assim, infeliz por 4 anos em um lugar onde nunca se identificou pq não se viu como parte da comunidade onde vive.

    • 156 Sônia M Caplan January 28, 2014 at 10:54 PM

      Cara Mariana faça a você mesmo um favor, já q vc não sabe nem mesmo administrar suas próprias decisões, não tem o direito de definir e dizer o q as outras pessoas devem fazer da vida delas, por favor, não espere mais.
      Pack your stuff and go back to Brasil.

    • 157 Sônia M Caplan January 28, 2014 at 10:58 PM

      CORREÇÃO:
      Cara Mariana faça a você mesma um favor, já q vc não sabe nem mesmo administrar suas próprias decisões, não tem o direito de definir e dizer o q as outras pessoas devem fazer da vida delas, por favor, não espere mais.
      Pack your stuff and go back to Brasil.

    • 158 Marco Sollai January 31, 2014 at 3:37 PM

      Porque não volta hoje?

  68. 159 erica January 27, 2014 at 6:21 AM

    Excelente! Morei quase 10 anos fora e por conta de coisas como as que vc citou no seu último parágrafo voltei ao Brasil há 1 ano. Infelizmente, sinto-me mais estrangeira aqui hoje do que me sentia morando fora. Quando se aprende o que é respeito, qualidade de vida e dignidade de verdade fica praticamente impossível tolerar pessoas como a autora do post acima. O respeito à vida aqui está virando lenda e fora a lei de Gerson agora a moda é “não dá nada, não” – faça o que vc bem entender que nada acontece com vc. É fácil imaginar para onde uma “sociedade” com essa mentalidade se encaminha. Então, siga o conselho da respeitosa leitora acima e faça a você e principalmente ao seu filho o favor de ficar em NY! :) Sua família é mesmo vc e ele! Tudo de melhor prá vc!

  69. 160 Marcelo January 27, 2014 at 6:25 AM

    90% Dessas pessoas q estão falando que moram, ou moraram em New Jersey, moraram em Newark, que sinceramente nada mais é do que um pedacinho do Brasil nos EUA. Desorganizada, suja, e confusa. Algumas cidades não podem ser levadas como exemplo para descrever os EUA.

  70. 161 Claudia Blasca January 27, 2014 at 7:01 AM

    Adorei o Texto! Depois de morar nos USA por quase 5 anos tenho a mesma opinião expressada acima. Ainda acho um dos melhores países para se viver sem stress e preocupações como aqui em no Brasil especialmente em SP onde a violência,falta de respeito e segurança estão piorando a cada dia.
    Li algumas opiniões acima e so tenho a dizer que estas pessoas devem ter morado em um lugar muito ruim mesmo,porque este não e’ o pais no qual vivi,acho que estavam em outro lugar. Na verdade em 99% dos USA a segurança impera. Moraria la de novo com certeza. Claudia

  71. 162 Ana January 27, 2014 at 7:11 AM

    Claudia, eu concordo em quase tudo, mas acho que americano não é tão “by the book” assim. Morei aí até terminar o 2° grau, hoje ensino médio. Como menor de idade, via vááários amigos americanos comprar bebida e cigarros com um “fake ID”, que aliás é mais fácil de conseguir do que você imagina. Entrar em night clubs, então, basta ter cara de mais velho. As festas regadas a bebidas dos filmes não estão só nos filmes e existe uma hipocrisia enorme com relação a isso. E de tempos em tempos alguém surta e sai atirando em todo mundo que praticou algum tipo de bullying que é tão institucionalizado nas escolas que passa ao largo de diretores e professores. Felizmente este cenário vem mudando. E a grande diferença é que existe uma maior eficiência entre “crime” e “punishment”, o que definitivamente estamos a anos luz de conseguir. No mais, assino embaixo.

  72. 163 ellen barros January 27, 2014 at 10:49 AM

    Muito bom o texto!
    Vivo aqui a 25 anos e concordo com tudo! E poderia citar uma lista imensa de experiencias positivas que a autora ainda nao teve oportunidade de experimenter (Voce precisa ver o que e morar em Ma…). Me sinto abencoada de poder viver aqui!
    Boa Sorte!

  73. 164 Ana January 27, 2014 at 11:58 AM

    Tem tanta gente aqui que adora meter o pau nos EUA… mas pq vivem 10, 20 anos lá então? Ah claro, pq é este país “horrível” que dá o seu sustento, educa seus filhos gratuitamente e com qualidade e paga suas contas… coisas que sua pátria mãe tão querida não lhes proporcionou…

  74. 165 sandra January 27, 2014 at 1:21 PM

    Será que essas “regrinhas ignorantes que são impostas pra eles pelo sistema desde criança” ñ seriam Lei e Ordem, Babi Costa?
    Mas realmente, tem gente que ñ consegue se adaptar e prefere a desodem, o caos e a falta de respeito às leis, aí sai falando mal de sociedades que embora tenham seus deslizes, ñ cultuam o errado como se faz no Brasil.

  75. 166 carla January 27, 2014 at 1:37 PM

    Oi.. Moro na Italia… ha 18 anos… e nao concordo com voce …! em quase nada !!! Viva o Brasil sempre… Viva o meu Rio de Janeiro… lugar sim de gente honesta, que acorda cedo… que da’ um jeitinho sim para sobreviver… gente do bem… e cheios de problemas ..saude, social…. e pobreza…. mais com gente verdadeira , cheia de valores…. e nao pessoas ruins dentro…. Vem pra Italia …!????!!!! Voce vai raidinho sentir falta do Brasil… do mesmo jeito.. talvez nos usa seja diferente… ate’ acredito, pois um povo avançado na mente sempre faz a diferença…. beijocas

  76. 167 Julia January 27, 2014 at 1:41 PM

    Adorei o post! Tb moro em NY a 5 anos e assino embaixo de tudo oq vc escreveu. 😉

  77. 168 Marcia January 27, 2014 at 4:57 PM

    Moro no Canada há 4 anos e sinto a mesma coisa! Os pontos que vc aplicou aos EUA valem para ca também. Lindo o seu texto! I agree em genero, numero e grau!!!

  78. 169 Marcel January 27, 2014 at 5:52 PM

    Estou aqui um pouco mais de um ano, visitei meus pais pela primeira vez 2 semanas atrás, vi muito mais materialismo lá do que aqui, o que está na moda é o que chamam ostentação, é viver de aparências! Aliás o americano é tão materialista que se você entra num oulet ou mall daqui você escuta português pra todo lado! (ost3nt4aç4o rsrs)
    vi pessoas se achando fodasticas por ganharem 2 mil reais por mês e gastarem 200 numa garrafa de whiskey na balada!

    Vi o capim comendo a vaca literalmente, Genoino mensaleiro petista recebendo doações pra pagar a multa do mensalão e pasmem, alcançou o valor (não consigo nem rir sabendo que ele se declarou pobre recebendo 26 mil/mês), vi uma corrupção generalizada pelos Srs. “você sabe com quem está falando?”, simplesmente política do pão e circo, dale festa, copa do mundo, carnaval pra calar a fome e a indignação, e o pior e que cala!

    Ouvi inúmeras histórias tristes de violência contra amigos e familiares, vi o tal jeitinho brasileiro na fila do mercado, na fila do aeroporto, tive que atravessar a rua na faixa de pedestres correndo pra não ser atropelado, tive que pagar 100R$ do taxi de guarulhos pro terminal tietê, “nóis só faz preço fechado irmão”
    **22 km de percurso, R$4,50 por km? uauuuu
    passagem ida e volta USAIRWAYS 3100R$/15000km
    **R$4,83 por km? Núúú

    Vi que o salário mínimo aumentou para R$724,00, numa escala de 40 horas semanais daria R$4,52 por hora bruto, se tirar os impostos complica!

    Existem muitas coisas boas no Brasil, mas as ruins infelizmente me fazem desanimar, EUA não é nenhum paraíso, mas receber de salário mínimo 7 dólares a hora, ter um lugar confortável para morar, um carro bom para dirigir, andar nas ruas tranquilo a qualquer hora do dia fazem a diferença!
    O jeitinho brasileiro é sim uma doença, e você só aprende a diferença entre gentileza e educação quando sai do ninho.
    Educação se aprende. Já gentileza, faz parte do caráter e da personalidade das pessoas. Uma pessoa bem educada (formalmente) nem sempre é gentil. E gentileza por aqui, pelo menos no “buraco” onde vivo chamado EUA, isso eu vejo diariamente!

    (Assinado: Um brasileiro que mora nos EUA por conta, estudante, garçom e que recebe 7 dólares a hora + gorjeta).

    Ps: Não, não sou filho de ninguém rico ou bem de vida, mas sou grato por tudo que eles me proporcionaram, mesmo que pra muitos seria pouco.

  79. 170 Carol January 27, 2014 at 6:04 PM

    Gostei mto do texto… Acabei de descobrir seu blog. Já morei fora, mas não nos EUA. Tenho mta vontade de trabalhar aí. Sim, parece aquela coisa de cinema, do sonho americano, etc, etc, mas eu gosto dos EUA e acho q seria legal morar no país.

    Eu vejo MTA vaga na minha área de trabalho, mas TODOS os anúncios trazem uma observação dizendo q a empresa só aceita candidatos extrangeiros q já tenham visto de trabalho, q ela não será sponsor do visto. Como vc conseguiu seu visto de trabalho?

    Agradeço se puder responder!

  80. 171 Ed January 27, 2014 at 7:53 PM

    Vivo nos EUA e o texto reflete muito bem a minha vida em SP e a minha vida nos EUA. Lendo os posts percebo que as pessoas levam tudo para o lado pessoal. O Brasil esta um lixo!!! 50% dos lares brasileiros NÃO tem esgoto, a corrupção esta em níveis insuportáveis, NÃO tem transporte, NÃO tem medico e tem gente que ainda fala do Brasil? desculpem-me, mas é por este tipo de gente “CEGA” que nosso pais não sai da M…

  81. 172 Carol Freire January 27, 2014 at 8:34 PM

    Ótimo texto, parabéns. Moro nos EUA há 12 anos. Vim para fazer mestrado e planejava ficar apenas 2 anos. Mais de uma década depois, casada e com filhos, fica cada vez mais difícil voltar. Como sou escritora, acabei escrevendo um romance sobre o assunto. Possuo também uma página no Facebook para compartilhar histórias e artigos de interesse dos brasileiros no exterior – https://www.facebook.com/AlemdasFronteiras

  82. 173 Felipe January 27, 2014 at 8:51 PM

    Não vivo nos EUA mas estou colado nele: vivo no Canadá e, tal qual os conterrâneos que moram em terras norte-americanas, aqui é tudo de bom para mim e minha família: respeito, segurança, paz, educação generalizada e saúde garantida pelo governo. Os dois países apresentam condições semelhantes de estilo de vida porém inexistentes no Brasil para se criar uma família onde os maiores beneficiários são os filhos, agora adolescentes. Nas relações trabalhistas, há diferença sensível entre trabalhar aqui e nos EUA e imensurável em relação ao Brasil: trabalhar aqui dá gosto pois o inter-relacionamento é pautado no respeito e na meritocracia e como é um país de imigrantes do mundo inteiro, não há lugar para racismo. Aliás, o respeito às instituições e ao cidadão não são meras palavras jogadas ao vento: as regras são claras e cristalinas. Para quem joga limpo e correto, o sucesso vem naturalmente pois como ninguém é obrigado a carregar um Estado ineficiente e corrupto nas costas (via impostos escorchantes, péssimo serviços, etc…), a vida fica mais fácil. O trabalho doméstico sem dúvida é mais pesado e a alimentação é um ponto complicado para os adultos mas é contornável apesar de exigir uma certo marabalismo. Já ouvi inúmeros casos de pessoas que retornaram ao Brasil e se arrependeram como também outros que voltaram cuspindo no país onde tentaram a sorte, talvez por não terem conseguido conquistar o que ansiavam. Como conselho: não venha ilegal ou sua vida será um inferno pois viverá com medo, o mesmo que se tentou deixar para trás o que inevitávelmente fechará as portas para seu sucesso. Quanto à saudade, existem inúmeras formas de comunicação e, de vez em quando, ir ao Brasil de férias vai bem ou melhor ainda é receber os familiares e amigos em sua própria casa para que eles possam ter a oportunidade de experimentar um pouco da diferença entre viver aqui e lá.

  83. 174 Waldemar Hamburgo January 28, 2014 at 5:50 AM

    Primeiramente acho uma tremenda falta de respeito se referir ao Brasil como ‘Brasiu’ e que é um país de merda como fez o Luiz que me parece ser um grande babaca. Se está feliz nos EUA, ótimo, aproveite para estudar e a adquirir educação. Se não quiser voltar é um favor que nos faz pois gente como ele não faz diferença onde quer que esteja.É apenas um ‘ser’ que surgiu assim como um rato ou uma barata. Sinceramente não conheço os EUA mas conheço países da Europa e não podemos tapar o sol com a peneira. A impressão que se tem é que chegamos ao fundo do poço. O poder público não funciona e existe muita corrupção. Esta copa do mundo e olimpíada são um descalabro. Não adianta colocar a culpa só nos políticos. O brasileiro é mal educado. É a famosa ‘lei de Gerson’ de leve vantagem você também. As pessoas jogam entulho na rua, furam fila, não respeitam vagas de idoso ou deficiente, não dão seta quando mudam de direção no trânsito, é passeata e quebra-quebra e a nova moda é ‘pancadão’ na rua atormentando quem está em casa entre outros problemas. Vai reclamar para ver. As regras também conhecida como leis e convivência civilizada que alguns reclamaram são necessárias senão vira esta bagunça. Infelizmente brasileiro é folgado. Costuma-se dizer que somos ‘felizes’ mas a verdade o que somos é muito maloqueiros. É melhor nem citar sobre a violência pois isto vai longe. Aqui se mata mais do que em guerras civis. As vezes parece que estou vivendo naquele filme ‘Nova York sitiada’. Gosto do Brasil pois sou brasileiro e quando ver que não dá mais me vou embora pelo bem da minha família.

  84. 175 Cecilia Dantas January 28, 2014 at 6:32 AM

    Muuuito legal seu post!!! Eu sou do Ceará, mas estou morando em SP ha 2 anos e essa mudança já foi bem brusca pra mim. Tenho até um blog contanto meu dia-a-dia (fique a vontade para visita-lo). Tenho muita vontade de voltar a morar no exterior (morei 6 meses em Orlando-FL e amei) com meu marido. Estamos em busca disso. Também não sei mais se quero criar meus futuros filhos nesse ambiente, apesar de AMAR meu país.
    Grande abraço!

  85. 176 Carlos Gasparetto January 28, 2014 at 7:05 AM

    Ótimo post. Eu só acho curioso o item 4. Não é a primeira vez que eu leio experiências de paulistanos que vão pro exterior e falam sobre “fazer tudo por conta”. Eu e a minha esposa já estamos acostumados a fazer tudo em casa por conta própria aqui mesmo. Isso mostra o contraste entre classes sociais dentro do Brasil, que nos EUA é menos evidente.

  86. 177 Otaviano January 28, 2014 at 7:20 AM

    Fran; escrever “agente” no lugar de “a gente” nem sempre dói os olhos, agora pode doer a falta de percepção de alguns que as pessoas, muitas vezes, digitam a tecla de espaço mas não pressionam o suficiente para que ela atue. Aliás, sem medo de ter qualquer dor, posso afirmar que seu texto poderia melhorar muito, se fazer entender por meio da escrita é um dom que você poderia desenvolver, que tal?

  87. 178 Fabiana January 28, 2014 at 8:34 AM

    Adorei seu post!! Moro na França há 3 anos e isso se aplica aqui, menos o item 3, aqui tem o Système “d” que é a mesma coisa que o jeitinho, embora eles jurem que é algo que pode ser feito, mas de outro jeito…

  88. 179 Célia January 28, 2014 at 8:44 AM

    Se você fizesse um intercâmbio numa favela brasileira, também ia “perder algumas frescuras”.

  89. 180 vitor January 28, 2014 at 10:43 AM

    me explica melhor esse trecho, ‘já consegui mais prazo pra entregar trabalho na escola conversando “com jeito” com o professor’

  90. 181 Pedro January 28, 2014 at 11:22 AM

    Realmente, o atendimento medico no Brasil é muito melhor! Bem mais humanos!

  91. 182 Sônia M Caplan January 28, 2014 at 12:01 PM

    Achei este artigo muito bom, porém tenho certeza que provavelmente a pessoa que o escreveu não se inteirou do humor americano, adoro o sarcasmo deles.
    Eu poderia listar entre uma variedade enorme de shows e comediantes, começando pelos antigos, e aqui estão somente aqueles que eu gosto e continuo assistindo, claro que tenho entre estes meus preferidos.
    OMG! Eles são excelentes nessa área.
    Não vou nem listar comediantes porque eu poderia esquecer de muitos e não seria justo.

    Abaixo seriados de TV:

    The Three Stooges
    I love Lucy show
    Get Smart
    The Mary Tyler Moore Show
    All In The Family
    The Hogans’ Heroes
    A Dream Of Jeannie
    Bewitched
    M•A•S•H•
    Cheers
    Roseane
    Mad TV
    King Of The Hill
    Will and Grace
    South Park
    Drew Carey Show
    3rd Rock From The Sun
    The Cosby Show
    The King Of Queens
    Frasier
    Everybody Loves Raymond
    Becker
    Seinfeld
    That ’70s Show
    Martin
    Chapelle’s Show
    Curb Your Enthusiasm
    Friends
    Rules of Engagement
    Big Bang Theory
    Louie
    Tosh.O
    The Colbert Report
    The Daily Show
    Saturday Night Live
    The Office
    The Simpsons
    The New Adventures of Old Christine
    The Fresh Prince of Bel-Air
    My Name Is Earl
    An Idiot Abroad
    Two And a Half Man
    Whose Line is it Anyway?
    The Roast Show

  92. 183 carlos January 28, 2014 at 1:14 PM

    MORO EM SP HÁ 60 ANOS E NUNCA FUI ASSALTADO E FUI ASSALTADO EM FORTLAUDERDALE-FL, PORÉM RECONHEÇO QUE ISTO NÃO QUER DIZER QUE A SEGURANÇA DOS USA SEJA PIOR DO QUE AQUI.
    QTO AS OUTRAS COISAS É UMA QUESTÃO DE OPÇÃO OU ESCOLHAS..MORO EM SP E TENHO 1 EMPREGADA AQUI E OUTRA NA PRAIA RIVIERA. TENHO UMA CASA DE FRENTE PRO MAR COM 22 COQUEIROS QUE PRODUZEM O ANO INTEIRO. VIAJO PRA EUROPA TODOS OS ANOS EM OUTUBRO FUI A LISBOA, LONDRES, PARIS E ZURICH. AGORA JÁ ESTOU ORGANIZANDO MAIS 40 DIAS NA EUROPA.NÃO SOU RICO POIS TRABALHO DESDE OS 14 ANOS DE IDADE. AGORA ME APOSENTEI E ENTREI NO RAMO DA CONSTUÇÃO COMO INVESTIDOR. TIVE VÁRIAS PROPOSTA PARA TRABALHAR NOS USA E NUNCA ACEITEI, POIS SEMPRE ACREDITEI QUE NÃO PRECISAVA DISTO PARA VENCER NA VIDA.

    • 184 Tatiane Soares January 28, 2014 at 2:48 PM

      Carlos tenho a metade da sua idade e já fui assaltada a mão armada – não dizendo quem tem arma, com o cano na minha testa – 2 vezes, uma outra vez que não mostrou a arma, já nem sei mais qtos vidros e rádios já roubaram e sem falar em pequenos furtos de celular, ah e lá se foram 3 carros (2 assaltos e 1 furto), o último que foi o fim da picada pra mim foi que bateram no vidro me pedindo o relógio ou estoura os “meus miolos”.
      Morei 6 anos no EUA e nada nunca me aconteceu.
      Pode ser uma questão de sorte, mas já estou tendo outro problemas de saúde por causa da falta de segurança….
      Se vc por olhar, valores pra viver não são muito diferentes, o que eu vejo que é muito diferente é o respeito com o ser humano e a segurança.

      • 185 Tatiane Soares January 28, 2014 at 2:56 PM

        Desculpa Claudia Obata, depois de ler, antes de agradecer pelo post acabei lendo os comentários e não resisti em responder.

        Quero agradecer pelo post, eu nunca morei nos lugares que você morou, passei minha adolescência em Boston, MA e pra mim sempre será um lugar mágico, eu amo aquele frio, amo ter tanto estudando de vários lugares do mundo por perto, amo o jeitinho americano. AMO!

        Voltei para o Brasil por escolha e depois de muita coisa que aconteceu – até então eu ainda amava o Brasil, não que eu deixarei de amar, pois nasci aqui – mas ultimamente estou louca para não ficar aqui, infelizmente me sinto mais segura no país dos outros. =( Primeira oportunidade, estou indo, mas não é tão fácil ir. Se fosse apenas pegar as malas e o avião.. ahh se fosse…

        Um abraço e amei ler seu post!

    • 186 Marco Sollai January 28, 2014 at 8:07 PM

      Prezado Senhor Carlos,
      A única questão sobre vencer na vida é… em 1953, acredito que é o ano do seu nascimento, talvez, 100% das pessoas que postaram suas experiências aqui, nem nascidos eram.
      Mas, seria interessante escutar do Senhor, com sua experiência de vida, uma reflexão do mundo nos anos 40/50 e nos anos 70/80.
      As mesmas oportunidades e condições que existiram para o Senhor na sua adolescência e vida adulta existiram para a geração dos anos 70/80?
      Podemos dizer que filhos e netos, caso comecem a trabalhar com 14 anos terão no Brasil as mesmas chances que o Senhor teve e irão prosperar sem a ajuda de ninguém, como acredito que seja o seu caso, venceu por mérito e trabalho?!
      Um abraço

  93. 187 Viva Vida January 28, 2014 at 1:42 PM

    Eu mesma li um artigo um dia desses sobre um americano que listou 50 coisas negativas sobre o Brasil. E ele disse ter ODIADO o Brasil assim mesmo viveu la por 6 anos. Eu acho que o tempo que moramos em cada lugar nao justifica a resposta de alguns que escreveram do tipo: ” Entao pq vc ficou 10, 12, 15 anos nos EUA? Ninguem fica todo esse tempo tendo uma experiencia ruim porque quer. Eu acho engracado que os americanos ( nao generalizando), nao se preocupam se vc gosta ou nao gosta dos EUA. Quer, quer, nao quer, vai passear. Nos brasileiros eh que levamos o nosso pais `a serio. Cada um canta sua terra, certo?

  94. 188 Marcelo January 28, 2014 at 2:53 PM

    Olá,
    Texto interessante! Mas discordo com um detalhe que todo o brasileiro se gaba no exterior, mas desculpa se parecer grosseiro, mas é o maior FDP no Braisl.
    Trabalho com turismo, especificamente intercâmbio. Vejo um monte de gente falando em mochilão na Europa, passagem aérea barata no Estados Unidos, Europa, Austrália, etc, etc, etc.
    Ai quando o brasileiro está nesses lugares aceita lavar seu prato, aceita pagar uma passagem aérea barata super promocional, sabendo que se remarcar vai sair um absurdo, paga hospedagem barata sem direito a reembolso por ser uma mega promoção, por não ter café da manhã, roupa de cama ou banheiro no quarto.
    O brasileiro conta isso para todos. Escreve no facebook, etc. Mas quando chega no Brasil……..
    Desculpa, ai ele vira um FDP. Acha um absurdo ele perder um vôo e ter que desembolsar uma grana para remarcar que as vezes compensa compara uma passagem aérea nova.
    Quer pagar o preço de um hostel, mas quer quarto individual, café da manhã, banheiro no quarto e hotel 5 estrelas.
    A diferença é simples! Não é jeitinho brasileiro e sim educação do brasileiro. Sempre pode haver uma EXCEÇÃO, mas não se deve ser uma obrigação.
    Ou seja, errou, conversou o guarda, professor, cia. aérea ou seja lá quem for não aceitou, não estava de bom humor, não foi com a sua cara e colocou a regra para funcionar. Ele não é FDP, ou isso ou aquilo. Ele fez o que tinha que fazer. Aceite, cale-se e da próxima vez não tente cometer o erro, ou marcar duas coisas ao mesmo tempo, ou seja, lá o que for.
    Texto excelente, mas precisava fazer esse comentário em respeito a algumas viagens que já fiz e percebo isso quando volto de muito, mas muitos que viajam com frequência ao exterior.

    • 189 Sônia M Caplan January 28, 2014 at 8:44 PM

      Concordo plenamente Marcelo.
      E o pior de tudo é q eu trabalho na área de travel and hospitality e o brasileiro na maioria qdo chegam nos restaurantes eles saem sem pagar gorgetas aos garçons e nós brasileiros não temos uma boa fama nesta área.
      Infelizmente os mãos-de-vaca que gostam de se divertir e não pagar pelos serviços espalham esta fama.

      • 190 Sônia M Caplan January 28, 2014 at 8:47 PM

        CIRRIGINDO:
        Concordo plenamente Marcelo.
        E o pior de tudo é que eu trabalho na área de travel and hospitality e os brasileiros na maioria qdo chegam nos restaurantes eles saem sem pagar gorgetas aos garçons e nós brasileiros não temos uma boa fama nesta área.
        Infelizmente os mãos-de-vaca que gostam de se divertir e não pagar pelos serviços espalham esta fama.

  95. 191 cecilia leme January 28, 2014 at 4:37 PM

    Morei 4 anos em Londres e passei exatamente pelas mesmas coisas e também acho que o jeitinho brasileiro esta na mesma categoria da malandragem, da permanente falta de confiança nas pessoas que sentimos aqui. Voltei pela mesma razão que talvez um dia vc volte um dia, saudades de casa, dos amigos, da família. Não se iluda uma vez aqui vc sentira um vazio impossível de preencher, aquela vontade de cruzar o Hyde Park num dia de inverno e tomar um café bem quente no coffee shop do lago, a tranquilidade e pontualidade do cotidiano, todas as pequenas coisas que tornam a vida tão mais fácil.

    Um grande abraço e boa sorte.

    Cecilia Leme

  96. 192 Marcelo Correa January 28, 2014 at 5:05 PM

    Eu vivo nos States a 10 anos vim para ca por uma questao de melhores oportunidades, pelo Diversity Visa Program com o green card e hoje sou naturalizado. Nunca fui um fa dos EUA no Brasil porque tinha muito pre conceito . Vivi estes 10 anos intensamente. Trabalhei no inicio nos mais diversos empregos que nunca imaginaria, em diferentes estados, estive no US Army fui para o Iraq, casei com uma brasileira aqui e tenho minha filha minha casa e meu emprego.Vivo para minha familia. E tenho tantos projetos aqui que nao sei se terei tempo de vida para concluir tudo o que quero fazer. No Brasil as coisas sao mais dificeis. Quando vou ao Brasil para visitar parentes depois de 1 semana ja quero voltar aos States. So penso que deveria ter vindo para ca mais jovem.

    • 193 Sônia M Caplan January 28, 2014 at 9:07 PM

      Concordo Marcelo Corrêa, eu moro a quase 17 anos, e qdo visito o Brasil , não tem como não comparar um com o outro jeito de viver e conviver entre as duas divergentes culturas.

  97. 194 Marco Sollai January 28, 2014 at 5:27 PM

    Muito legal seu post Claudia!!…P A R A B E N S ! !

    Antes de mais nada, vale lembrar que tudo que vc escreveu é “all about experience”…muitos estão esquecendo disso.

    A sua experiência é diferente da minha, do amargurado do Odracir, e de tantos outros com boas ou más experiências de vida.
    Entendi muito bem o conceito da sua experiência.
    Tem um monte de gente dizendo que dá para fazer cara de paisagem, ser “legalzinho” e simpático com o Professor, Policial com a atendente do Tax Colector quando tem que renovar a carteira de motorista, etc..
    É claro que dá…somos Brasileiros, e para muitos, (não digo todos) o simples fato de vc ser Brasileiro ou informar que é, traz na face desses muitos um sorriso espontâneo e inexplicável, porque muitos sabem somente que o Brasil é Pelé é Ipanema é Carnaval e não sabem do resto, e nem tem que saber…até mesmo, porque a simples tentativa de explicar para um Norte Americano que em Português o verbo “ser” é usado para uma coisa e o “estar” é usado para outra, já da nó na cabeça deles, imagina explicar o mensalão. (juro..não vou falar de política)

    O lançe é……

    Uma vez incorporado a questão da pontualidade.

    Do fato de não se desesperar e entrar em pânico por ter deixado a bolsa no banco do carro (com o vidro aberto) enquanto está na loja da UPS mandando um presentindo de aniversario para o afilhado no Brasil porque sabe que quando voltar a bolsa estará lá, intacta.

    Quando deixar de ter vontade de vomitar pelo fato de escutar Thank You, Excuse me e I am so sorry para absolutamente tudo e de absolutamente todos.

    Quando incorporar também a noção do poder da palavra e de uma simples assinatura, sem reconhecimento de firmas, selos ou qualquer outro subterfúgio burocrático inventado para lidar com pessoas que de fato vão fazer uso errado da sua assinatura caso ela não tenha um selo de cartório, afinal, aqui falou e está falado, vão confiar em vc.

    Quando incorporar o fato de chegar numa Bed, Bath & Beyond com uma cafeteira que vc comprou ha 1 anos e meio, sem recibo de compra e que já fez algumas centenas de cafés solicitando comprar o anel de borracha que faz a vedação, que custa U$ 1 dolar, e escutar, novamente um I am so sorry for the inconvenience e o gerente da loja lhe dar uma cafeteira nova e se despedir de vc com um You are welcome.

    Também, quando quiser comprar o que for na china, claro que não falo de nada ilegal, mas, coisas legais como por ex, comprei duas lanternas de led de 6000 lumens que é tão potente que ilumina até de dia, e essas lanternas ao chegar nos EUA ficou um dia na alfândega e foi liberada sem impostos. (mandei a segunda lanterna para um amigo no Brasil e ficou 31 dias na alfândega e tributaram em 60% do valor declarado)

    Enfim….depois que se incorpora isso tudo que citei e mais algumas outras coisas, percebemos como éramos loucos na louca vida que tínhamos no Brasil.

    Eu moro no norte da Florida, numa cidade de 150 mil habitantes, não quero e não consigo mais voltar pro Brasil, o Brasil é minha terra, mas nas viagens que faço para ver a família e amigos, desembarco em SP e da vontade de voltar no mesmo voo que cheguei nos primeiros 30 min de Marginal Tiete congestionada com Motoboys malucos correndo contra o tempo e fazendo manobras para desviar de tudo e todos.

    Problemas, Ideologias políticas, educação, segurança, bom censo, etc todos os países tem, uns mais, outros menos, e outros não tem nada, vai de cada um, com a sua experiência de vida, opinar por qual será o escolhido para viver.

    Eu fiz a minha…

    Um abraço para todos que passarem por aqui e pra Claudia que esta fazendo muita gente pensar com a sua iniciativa de publicar seu post.

    Marco

  98. 197 Márcia Tondello January 28, 2014 at 7:14 PM

    Curti seu blog. Ótima escrita.

  99. 198 Brasil January 28, 2014 at 8:31 PM

    BANCO DE PUXA SACO DE AMERICANO !!

    • 199 Ana Cláudia January 28, 2014 at 11:38 PM

      Olha querida, eu sinceramente acho que vc criou esse texto na intençao de reafirmar pra vc mesma a decisao que tomou de morar aí nos EUA todos esses anos e perder o melhor da vida que dinheiro nenhum no mundo compra. Assim como sinto q a maioria dos que aqui escreveram estavam com a mesma intencao q vc. Sinto que você nao tomou essa decisão do fundo do seu coracao e sim seguindo sua razao. Eu já passei por isso e sei como é duro..vivi por 4 anos nos EUA com essa incerteza no peito.. Posso dizer pra vcs q desde q voltei pro Brasil, eu literalmente me libertei de toda essa falsa segurança financeira e falsa qualidade de vida que se prega em relacao aos EUA. Pelo menos no meu caso, que sou de classe média alta no Brasil, nao valeu à pena deixar carreira, família e qualidade de vida pra ir tentar uma nova vida nos EUA na ilusao de que fosse um país tao legal como se diz por aí. Cheguei a ter o tao desejado green card e mesmo assim voltei pois sentia que o meu coraçao nao estava feliz e completo.. eu tinha tudo mas parecia q sempre faltava algo.. difícil explicar mas tenho certeza q vcs sabem do q estou falando. Qndo voltei pro Brasil passou tudo e em pouco tempo voltei a ser aquela pessoa alegre de antes. Meus amigos brasileiros q tinham boas condicoes financeiras no Brasil todos tmb voltaram assim q terminaram faculdade ou masters degree. Se fosse tao bom assim acho que eu e todos eles teriam ficado nos EUA já que como poucos, podíamos escolher.. mas o q todos mais queriam era acabar os estudos logo pra poder voltar. Infelizmente com o tempo fui percebendo q os q ficaram nos EUA foram aqueles q nao tinham condicoes de ficar no Brasil por diversas questoes..muitas vezes nao só por questoes financeiras mas por problemas familiares entre outros. Por isso acho q esses mesmos brasileiros q defenderam tanto os Eua aqui e criticaram o Brasil, deveriam refletir se eles estao defendendo uma decisao q eles tiveram que tomar pelas circunstancias ou realmente se é o que sentem de coraçao. Vcs podem estar influenciando na vida de outros jovens q estao lendo isso e achando q os eua é o máximo como se fosse um país que juntasse tudo o q o Brasil tem de bom com muita seguranca e qualidade de vida. Como bons brasileiros que são, vcs sabem q isso nao é verdade, entao muito cuidado com o q vcs escrevem aqui só pra defender o próprio ego. Pensem nisso e boa noite!!

      • 200 Marco Sollai January 31, 2014 at 4:17 PM

        Os pessoas no Blog tem nome, a autora não tem o nome de “Querida” e nem vc, por isso, lhe pergunto Ana Claudia.
        Qual a sua idade?
        Alguma coisa não bate nesse seu post.
        Uma pessoa adulta, vivida, com responsabilidades, não age somente pelo coração como vc prega aqui.
        Não dá para entender, uma pessoa que não via a hora de terminar os estudos para voltar ao Brasil, dizer que largou a carreira !!
        Seus outros amigos que como vc se descreve, tambem são de classe media alta não viam a hora de voltar ao Brasil após a faculdade ou mestrado.
        E os outros amigos que ficaram eram por problemas familiares, bla, bla, bla.
        Vamos falar a real!?!?
        Vc e seus amigos são respectivamente “Patricinhas” e “Playboys” que ficaram nos EUA sustentados pelos pais e o desespero pela volta ao Brasil era um só.
        O que vc perde na vida que dinheiro nenhum compra são os anos de juventude em baladas, maresias ( se é que ainda é praia de Playboy e Patricinha), festas na casa de seus (as) outras amigas Patricinhas, etc…realmente isso não tem volta e ninguem consegue comprar esse tempo novamente.
        O galho é que o tempo passa, pessoas são diferentes, umas estão com a vida garatida, as custas do trabalho prévio de bisavós, avós e pais e outros não, por exemplo, eu perdi meu pai num acidente de automovel numa estrada brasileira quando ele tinha 45 anos ( no auge da carreira profissional dele ) eu tinha 16.
        Ou seja, para mim, e para muitos aqui, só se pensa com a razão, tenho familia e amigos queridos no Brasil que tenho saudades, mas vc sabe o que há de melhor na saudade?…é que ela dá e passa!!
        Isso não é auto afirmação, isso é uma coisa que creio não existir em seu vocabulario “necessidade”
        Por isso, deixe de ser arrogante e não ache que a verdade absoluta seja algo que vc tenha registrado em cartório como sendo sua.
        Vc com certeza se casará com um outro “carinha” bacana e de classe média alta, vai gastar os tubos no casamento e vai ser feliz até que a morte os separe.
        Agora achar que um blog pode influenciar a vida dos jovens que passam por aqui, eu te digo o seguinte.
        Os jovens que passam por aqui e tem perspectivas na vida, vão saber extrair o que há de bom no Blog, independentemente da situação financeira e de qual pais vão escolher para viver e os que não tem perspectivas ou não tem com o que se preocupar na vida, esses sim, é melhor ler rapido porque hoje é sexta feira a noite e já já começa balada!!!!
        Att,

      • 201 Adelaide Rossini de Jesus August 29, 2014 at 7:36 PM

        Estaremos chegando em Miami dia 08 de setembro e já nos fizeram mil recomendações para não deixar malas no carro pois são furtadas ,tomar cuidado com as coisas que vão ficar nos quartos,prestar atenção nas bolsas no aeroporto, quando for retirar o carro que já reservamos vão tentar nos empurrar outros de maior valor e assim vai.
        Adoro o Brasil e jamais pensaria em sair daqui,principalmente morando em Santos S.P. e no morro da Nova Cintra,mas tenho um bichinho que se chama curiosidade e quero pelo menos uma vez por ano fazer uma viagem internacional para conhecer como são as coisas fora de casa.
        Em Portugal 2012 e na Turquia 2013 não tivemos quaisquer problemas
        será que por aí vamos ter?
        É verdade o que estão dizendo de Miami(estacionamentos dos shoppings)?

  100. 202 Polly January 28, 2014 at 11:04 PM

    Concordo com voce em quase tudo, exceto em relacao a questao da qualidade de vida.

    Para os brasileiros “agringalhados” que puxam a sardinha para o lado dos Estados Unidos, fica a dica:

    http://www.huffingtonpost.com/2014/01/28/what-brazil-can-teach-the_0_n_4662253.html?utm_hp_ref=tw

    beijos! :)

    p.s.: e nao, eu nao estou ilegal aqui. Tenho greencard desde 2011, que foi quando eu me mudei para ca. :)

    • 203 Alexandre Queiroz January 30, 2014 at 3:48 PM

      Polly, com todo respeito, mas se você mora nos EUA desde 2011 e não concorda que a qualidade de vida aí nos EUA é melhor do que aqui no Brasil……você deve estar tendo uma vida miserável aí ou tinha uma vida de rainha aqui no Brasil.

      Já tinha lido esse artigo do huffington post antes e, sim, é um artigo positivo sobre o Brasil escrito por uma estrangeira e tal, mas não esquece que no proprio artigo, a Meredith Melnick menciona que recentemente o huffingtonpost iniciou uma versão em portugues. Ou seja, she’s biased.

  101. 204 Maria Castro January 28, 2014 at 11:47 PM

    Adorei ler todos os posts! Achei graça em alguns e triste com outros que não foram felizes nos States. Sempre morei no Brasil.

    Este blog foi uma ideia fantástica da Cláudia. Aprendi mais, com tantas opiniões postadas aqui.Mesmo aquelas que não tenham agradado a todos e todas neste blog.

    Concordo com a opinião de várias pessoas que citaram o respeito àqueles e aquelas que viveram alguma experiência nada tão agradável.
    A vida é assim mesmo: cada um faz sua escolha e dependendo das escolhas, não importa onde estivermos, haverá situações boas ou ruins.
    As comparações me levaram a compreender que em todo lugar há o bem ou o mal, em maior ou menor proporção, tudo vai depender do nosso jeito de se adaptar a uma nova situação.
    Foi ótimo saber que existem lugares nos Estados Unidos onde não há nenhuma violência, tipo casas que não têm cerca, janelas e portas que podem ficar abertas. Há poucos dias vi, num dos canais televisivos daqui do Brasil, uma cidade do interior, não me lembro onde, que nunca houve um assalto. As pessoas de lá conhecem umas as outras e mantêm essa convivência de amizade no dia a dia.
    Atualmente, no Brasil, muitas cidades do interior, já não são mais assim, sem violência. Vejam só, pasmem, ainda existem (poucas, não sei, não tenho essa estatística) cidades tranquilas em nosso país, mas elas existem!
    Ah, quanto à vida “do it yourself”, já vivo assim há muitos anos. Aqui se tornou artigo de luxo ter uma empregada doméstica ou mesmo só a faxineira.
    Continue com este blog, isto nos dá uma visão real de diferentes pontos de vista e é assim que crescemos como pessoas.
    Que Deus abençoe cada um(a) que visita este blog!

  102. 205 Marco Sollai January 29, 2014 at 12:24 AM

    É isso ai Maria!
    Muito legal saber que existem pessoas como vc que conseguem tirar algo de um post.
    O que é escrito num Blog não tem a pretensão de ser a verdade absoluta, trata se de uma opinião.
    Li todos os posts como vc tb leu, identifiquei os que amam e os que não amam tanto o Brasil.
    O grande galho é ler posts de estudantes (alguns) que vieram para os EUA, as custas dos pais, viveram em “dorms” na Universidades, ficaram longe dos amigos e baladas no Brasil, muito provavelmente ainda moram com os Pais, estão entrando no mercado de trabalho e sentem se no direito de achar que a opinião da Claudia e de muitos outros, é mais uma afirmação do que a vontade ou necessidade de cada um.
    Outros como o Sr. Carlos que com os seus 60 anos nas costas diz que nunca precisou sair do Brasil para vencer na vida!..questionei o sobre os filhos e netos, se terão a mesma oportunidade vivendo no mundo que as gerações passadas nos deixaram.
    É isso…vamos acompanhar para ver o que mais vai aparecer por aqui..
    Abs

  103. 206 luciana January 29, 2014 at 8:50 AM

    Amei! Eu me sinto exatamente assim!! Eu amo morar aqui (moro em Philly) mas tenho uma puta saudade do meu Parana.

  104. 207 Sibeli Sharkey January 29, 2014 at 9:11 AM

    Claudia, parabéns pela sua vitoria! Suas fotos são lindas!

  105. 208 Devin January 29, 2014 at 10:05 AM

    I wish there was an English version of this! From the little bit I can understand it is really interesting. My husband is from Brazil, I’ll have to have him read it.

  106. 210 isac January 29, 2014 at 12:30 PM

    FODA-SE, quem nessa vida perde tempo escrevendo essas bobeiras?
    caralho , vai tomar no cu

  107. 212 Vivian January 29, 2014 at 6:47 PM

    Olá Claudia… adorei seu post, estou numa situação similar. Estou indo morar nos Eua aos 31 anos, sozinha também,largando tudo aqui em SP..e buscando mais qualidade de vida. Dá um frio na barriga, mas eu vou… Espero que dê certo. Se eu puder conversar mais com vc por email, agradeço.

  108. 214 fabio January 29, 2014 at 7:25 PM

    Também já morei fora, Inglaterra, EUA, México e concordo 100% contigo com uma exceção, dá pra viver no Brasil sim mas tem que sair de grandes cidades. Cidade pequena se ganha menos mas se levar a vida que se leva no exterior aqui de volta se pode viver muito bem (bike, onibus e pouco carro, arrumação própria da casa sem empregada etc), e ainda perto da família e com a cultura local de fazer amigos. Agora concordo totalmente sobre o jeitinho, pontualidade, “criatividade”

    • 215 Alexandre Queiroz January 30, 2014 at 3:36 PM

      Fabio, sem ofensas e com todo respeito, mas sou da Capital (SP), morei lá até os 20, já morei nos EUA por 10 anos, na cidade do Rio de Janeiro por 2 anos, em várias cidades do interior de SP como Franca, Araraquara, São João da Boa Vista, Ribeirão Preto e atualmente em Piracicaba já por 4 anos. Te garanto uma coisa, a vida em qualquer uma dessas cidades do interior que mencionei nem se compara com a vida nos EUA em termos de qualidade de vida, segurança, oportunidades, facilidade, estrutura urbana, enfim, não se compara em nada. Concordo que é muito mais seguro e tranquilo a vida no interior de SP do que em qualquer capital do Brasil. Mas comparar com a vida nos EUA…….infelizmente não dá.

      • 216 Lia July 8, 2014 at 2:13 AM

        Alexandre:

        A maioria das pessoas aqui, estão comparando os EUA, com São Paulo Capital ou Interior e o Brasil, não é só o Estado de São Paulo.
        Eu, por exemplo, moro em Curitiba há 23 anos e nunca fui assaltada, apesar de andar a pé, em todos os lugares e horários.
        A cidade é limpíssima (não se encontra um papel de bala no chão), é bonita, moderna, organizada, tem belos parques, uma vida cultural riquíssima, várias universidades gratuítas, um SUS que funciona muito bem e dá para circular pela cidade inteira, pagando uma única passagem de ônibus.
        Como a cidade foi planejada com vias expressas só para ônibus, praticamente não existem engarrafamentos.
        O povo daqui respeita as filas, não fala alto e é muito educado. É claro, queCuritiba também tem suas mazelas e que já foi uma cidade bem melhor de se viver. Mas, o mundo inteiro está ficando um lugar pior.
        Existem cidades em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, que parecem cidades européias: limpas, organizadas e com um povo honesto e trabalhador, onde ainda se pode viver com qualidade de vida e em segurança. E, como disseram aqui, existem, sim, no Brasil, cidades onde nunca houve um único homicídio e onde a cadeia é usada como depósito de jornais.
        Sou brasileira, mas respeito todas as regras da sociedade: não falo alto, sou educada, pontual (aviso quando preciso atrasar), respeito as filas, não jogo lixo no chão e o tal “jeitinho brasileiro”, nunca fez parte do meu dicionário. Para mim, regras foram feitas para serem respeitadas e não questionadas.
        Já disseram antes, que toda a generalização é burra e eu diria que: “a grama do vizinho é sempre mais verde”.
        Morei durante 18 meses nos EUA, fui com uma boa reserva financeira, logo, pude observar com bastante tranquilidade o “american way of life”, já que não precisei trabalhar para viver.
        Para não estender muito o meu texto, vi coisas nos EUA muito boas e coisas muito mesquinhas, como o apego exagerado ao dinheiro e à aparência, o individualismo e a soberba de achar que os EUA é o centro do universo.
        As coisas boas? O baixo nível de estresse, pois tudo é feito para facilitar a vida do americano, desde que nasce, até que morre. E o fato de as coisas acontecerem de maneira muito mais dinâmica.
        Quer mudar de cidade? É tudo muito fácil. Eu, por exemplo, em um ano e meio, morei em três cidades diferentes.
        No Brasil, eu vivo igual a uma tartaruga, carregando a casa nas costas. Para mudar de cidade, tenho que vender a casa, para comprar outra em outro lugar. E, carregar os móveis e as tralhas inúteis, que acumulei durante a vida inteira.
        Invejo a leveza do americano, que aluga os imóveis mobiliados e só precisa carregar as roupas. Se comprou alguns móveis, não leva para a nova casa, simplesmente joga no lixo.
        Os contratos são de seis meses, sem burocracia, onde se paga o first (primeiro), o last (último) e o security (seguro). Se quiser sair antes, só perderá o last.
        É isso que eu mais admiro nos EUA: o modo PRÁTICO e DESCOMPLICADO de levar a vida!!!

  109. 217 Alexandre January 29, 2014 at 8:14 PM

    Gente, infelizmente ela esta certa. Alguns de vcs um pouquinho certo tambem. A grande verdade ‘e que queremos bater no peito e gritar para o mundo ouvir que sos patriotas, mas o Brasileiro so penssa em patriotismo na epoca de copa!! Seria bom se cada Brasileiro podesse passar 1 mes fora, para abrirem os olhos e poderem ver o que ‘e uma vida digna e poderem ver que trabalhando se consegue as coisas, ate mesmo a casa propria. O Brasileiro precisa saber que existe um mundo la fora e que a vida nao se resume em novelas da Rede Globo, Divertix, Sai de baixo, Zorra total, futebol, carnaval e mulher.

  110. 218 brasingland January 30, 2014 at 4:20 AM

    quanta merda….cada um vive a experiencia que o atrai se eu casar com um banqueiro e for morar na parte rica da suecia vou contar uma historia diferente do meu amigo negrinho brasileiro adotado por familia sueca, e vive na parte pobre como um pobre trabalhador…experiencia particular nao vale pra descrever um pais, assim como no brasil eh um paraiso, pra muitos e viver uma vida identica estando na inglaterra pra mim nao ha diferenca excepto de lingua que nao tenho problemas a vida e a merda que diz no teatro,no teatro da vida e merda pra nos todos!!!!

  111. 219 Andrea January 30, 2014 at 7:59 AM

    O Arizona é uma boa dica para se fugir de terremotos, vulcoes e tornados. Além de ser um estado de natureza ímpar e maravilhas que poucos conhecem e que vao muito alem do Grand Canyon e possuir todas as outras vantagens dos Estados Unidos. Sinto muita falta de quando morei lá! ;)

  112. 220 Simas Martinelli January 30, 2014 at 8:39 AM

    Otimo Texto. Obrigado.

  113. 221 Alexandre Queiroz January 30, 2014 at 3:24 PM

    Claudia, right on!!! Bull’s eye!!! Morei nos EUA por 10 anos, saí daí em 2008 e desde então moro em Piracicaba, interior de SP, cidade da minha esposa. Também sou da capital de SP. Nossa, me fez um bem danado ler seu artigo, porque me passei exatamente pelo que você descreveu aqui. Não sei se já visitou o Brasil desde 2008, mas se ainda não, acredite: “Not a pleasant experience!” Eu penso em voltar todos os dias, sofro com o drama de quem já morou por muito tempo em país desenvolvido e volta pra cá. Vamos ver se no futuro consigo voltar…por enquanto não dá, já estou muito envolvido com negócios aqui. Bom, novamente, parabéns pelo texto bem escrito e obrigado por colocar em palavras oque eu sinto sobre esse assunto!

  114. 222 Dilson Santos January 30, 2014 at 4:38 PM

    Sem querer polemizar/ invalidar opiniões, acrescentaria aqui um vídeo para os interessados. Este dá conta de uma realidade atual que se desenhava no horizonte há algum tempo… Somente quem privilegiou alguma motivação particular deixou passar a “big picture”, no qual estamos inexoravelmente inclusos. Fiquem todos na Paz, e busquem por si informações e concluam por si, dentro do que lhes aprouver. O vídeo está em inglês.

  115. 223 Etol Bagam January 30, 2014 at 4:45 PM

    Depois de 13 anos na costa oeste dos Estados Unidos, o Brasil deixou de ser a minha… família vive perguntando quando vou visitar, mas confesso que não tenho a menor vontade. Ano passado fui a Florida e tinha tanto brasileiro, tanta gente falando portugês, tanta confusão na Disney que me lembrei do Brasil e não gostei. Próximas disneyses com as crianças vai ser na Califórnia mesmo…. Claro que sinto falta das pessoas, e um pouco da paisagem. Mas só. E para paisagem tropical, Hawaii dá jeito… ;o)

  116. 224 fabianne lima January 30, 2014 at 5:19 PM

    Moro aqui nos EUA desde 1997. Amo meu Brasil, visito todos os anos, pois tenho minha familia toda la, mas concordo que a sensacao de estar seguro, ser respeitado, ter sua opiniao levada em consideracao, sao coisas que nao se encontra mais no Brasil, infelizmente. O respeito que se tem pelo consumidor aqui, e incrivel! Concordo com alguns posts que as relacoes pessoais aqui, entre amigos, sao meio superficiais. Confesso que nos 16 anos que estou aqui tenho alguns amigos americanos, mas sao os amigos brasileiros que tenho como irmaos. Eu tbm era atrasadinha no Brasil, hoje me irrito se nao chego no horario, ou se me deixam esperando. Tbm aprendi a ver honestidade como uma coisa NORMAL, se eu achar algo, devolvo, se me cobram a mais, aviso. Nao tento furar fila, nao jogo lixo na rua. E tudo questao de costume. Mas concordo que o atendimento medico no Brasil da show, servicos sao prestados com mais boa vontade. Enfim… acho que as pessoas que tem a sorte de viver em paises diferentes tem a grande vantagem de absorver o que vale, o que se aprende com os outros, e manter os valores e os costumes nativos que acham apropriado para a sua vida. Tudo vale em busca da felicidade individual de cada um. Pais ta em crise, os negocios nao estao tao bons como uns anos atras. Mas voltar pro Brasil? Nem pensar!

  117. 225 Mel January 30, 2014 at 9:06 PM

    Tem muitos Brasileiros babacas mesmo….Um dia em New York uma brasileira me disse que adorava o USA pq la se podia sair na rua com um copo enorme de cafe com leite do 7….11 e ninguem achar estranho e depois uma outra me disse que adorava viver la pq quando ia ao Mc Donnald podia repetir o refrigerante varias vezes por conta do refil ( que hj ja existe no Brasil) Pensamento de gordo tomar refrigerante sem para. Nem de refrigerante eu gosto.
    Algumas pessoas amam os USA por motivos tao bobos e pode ver que essas mesmas pessoas ficam bravas quando alguem diz algo de negativo de la, para elas eh mais facil adorar por motivos fulteis do que odiar por motivos fulteis…Principalmente quando essa mesma pessoa nunca viajou pra outros paises, entao se deslumbra com qualquer coisa..Muitos desses Brasileiros que diz moro 15, 16, 17, 20 anos nos EUA as vezes nem sabe falar Ingles e ficam ai babando nos Americanos, quando morei la vi muitos Brasileiros que nao sabiam falar ingles, mas quando os filhos nasciam so queriam que as crianças falassem ingles..E como eles iriam entende-las?se eles nao falavam uma virgula em Ingles?….Muitos acham que falam sem sotaque bobagem!!! se vc foi pra la depois dos 14 anos de idade esquece que vc sempre perdera o sotaque….basta vc dizer Hello a um Americano nato pra longo ele dizer Where Are You From?…Muitos so pq pegou o green card ja se acham Americano….Nossa como eu encontrei Brasileiro babaca nos EUA!! e olha que ja fui pro Japao e pra Europa e la nao encontrei tantos deslumbrados assim!!
    Antes que alguem corrija meu not esta sem acentos ahh. Obrigado.

  118. 227 Soraya Dearo January 31, 2014 at 1:00 AM

    Obrigada Claudia Obata… Ninguém nunca chegou tão perto do que eu sinto…,Talvez pq seja paulistana como eu… Vc descreveu tão bem meus sentimentos, com tanta exatidão ;))) se vc acha q veio p cá “veia com 30 anos” imagina eu com 47!!!! ja sofri bullying neste meus 6 anos nos EUA, acredita?? :)) pq muitos brasileiros (as) não são capazes de sentir ( como eu e vc) que o Brasil nunca vai deixar de ser nossa casa!!! Sim… Como vc sei de todos os problemas no Brasil (com S) … Mas não sou cega aos problemas dos EUA.
    Bjusss e tudo de bom p vc e familia ;))

  119. 228 Sonia January 31, 2014 at 6:02 AM

    Carla, parabéns, seu comentário foi a coisa mais sensata que li aqui.Cada um tem suas próprias experiências, motivadas por vários fatores,incluindo educação (formação),região,objetivos e fatores internos (programações
    inconscientes) que vão atrair o tipo de experiência a ser vivenciada.A gente pode fugir de fatores externos, mas nunca vai conseguir fugir dos fatores internos que para visões mais espirtualistas também pode ser traduzidos como karma, destino) seja pra onde for.Até pra fora da Terra, alguns astronautas tiveram felicidade de pousar na Lua enqunto outros explodiram no meio do caminho. Agora para todos aqueles que amam o Brasil,estejam aqui ou fora, que não esqueçam o compromisso de fazer algo para que esse pais possa avançar,usando suas experiências positivas lá fora e aplicando aqui quando de volta,porque vejo muitos brasileiros que se adaptam e se maravilham com o que vêm e presenciam e aprendem lá fora e quando chegam aqui esquecem e se deixam contaminar novamente.

  120. 230 Melissa January 31, 2014 at 10:36 AM

    Ana Claudia…..Vc disse tudo, na minha opiniao e exatamente isso que vc disse que acontece com alguns brasileiros que la estao . Eu tambem morei la por 6 anos, quando acabou minha faculdade 2011 eu voltei o mais rapido possivel, e desde entao nao fui mais nem a passeio, nao sinto a menor vontade de voltar pra la.

  121. 231 Luiz Velho January 31, 2014 at 10:54 AM

    Affff, precisou aprender com os americanos a ser pontual? Isso não é coisa de brasileiro, é irresponsabilidade mesmo.

  122. 232 Victor January 31, 2014 at 9:29 PM

    Mel vc nao encontrou o Marcos Soliai por la nao?…..Acho que ele e um daqueles que vc descreveu!!!

    • 233 Marco Sollai February 1, 2014 at 1:37 PM

      Prezado Victor,

      Antes gostaria de falar do post da Mel no qual vc se apoiou para me chamar de babaca.

      Primeiramente dizer que, a mesma pessoa que faz referencia aos brasileiros que não sabem falar inglês e no bom Português que ela “acha” que fala e escreve, consegue, não somente por uma, mas, por duas vezes escrever “fulteis”…Mc Donnald…rs…vírgulas?..para que usa las, e algo mais que não perderei meu tempo citando, ou seja…ela não sabe nem o Português corretamente e se acha no direito de falar sobre o Inglês!?!

      Segundo é sobre o parâmetro apresentado pela Mel, Mac Donald’s e 7/11, respectivamente, refil de refrigerante “free” e ou sair com uma caneca de café com leite na rua.
      Por ai, vc pode balizar o nível das pessoas que ela conversou, não porque pessoas que vão ao Mac ou ao 7/11 são de baixo nível, mas, porque tem como diferencial ou exemplo de EUA poder tomar refrigerante até explodir.

      Conheço muitas pessoas na comunidade Brasileira em Newark, New Jersey que fica colada a NY, (para onde a Mel viajou talvez 7 dias e trouxe tamanha bagagem para escrever o que escreveu), não todos, mas quase todos trabalham em NY e não conheço ninguém que fale bem de Newark, todos dizem que morar no Brasil seria bem melhor, é claro, não deve refletir a opinião de todos os Brasileiros que moram por lá, mas reflete dos Brasileiros amigos meus. Por isso, existem locais ruins de se viver por aqui tb!!

      Terceiro é sobre pretensão, o Brasileiro que vem morar nos EUA após os 10/11 anos de idade, poderá viver aqui até morrer, que nunca mais perderá o sotaque no qual foi alfabetizado, por isso, o que a Mel fala de sotaque, é chover no molhado, e até hoje o meu sotaque, muito pelo contrario, mais me beneficia do que me prejudica, porque por conta do meu sotaque, “accent” como dizem os americanos, quando me perguntam e digo que sou Brasileiro naturalmente aparece um interesse todo especial e “quebra se o gelo” e sempre faço bons amigos e tenho boas conversas, falo e escrevo muito bem em inglês, mas, não faço a menor força nem tenho nenhuma pretensão de um dia falar como um nativo.

      Os EUA foram construídos pelo trabalho de imigrantes, por isso, engana-se quem faz disse um ponto negativo porque não é, obvio, que se não souber nada de inglês terá a mesma dificuldade de um americano ou japonês, que resolve se aventurar em morar no Brasil ou na Argentina.

      Para terminar, fale de vc?

      Eu tenho 40 anos de idade, moro na Florida, tenho casa, num terreno de 2500 mt2, carros pagos na minha garagem, minhas janelas não tem grades, o maior barulho que escuto a noite é o da grama crescendo no meu quintal e ai no Brasil tinha uma empresa de 19 anos de existência, com 11 mil clientes, e um monte de funcionários, uma ótima casa com muros de 5 metros de altura, sistema de alarme, e mesmo assim, um dia entraram na minha casa e levaram tudo, até o carro da garagem em plena luz do dia. Vendi tudo porque cansei, ai sim, de ser babaca no Brasil, trabalhar para um bando de ladrões, malocados em Brasilia tem limite, aqui pelo menos, a troca é mais justa.

      Amo o Brasil, sempre amarei, mas lamentavelmente, achar que manifestações em porta de estádio na Copa como estão prometendo vai resultar em mudanças significativas para a população, desculpe me mas não pactuo com essa esperança.

      A mudança tem que começar na cabeça de cada um, e quando o Brasil se tornar um Egito, o que acredito não está muito longe de acontecer, e também quando os Brasileiros agirem como os Egípcios agiram em 2011/ 2012 e 2013, quando iniciaram a revolução por mudanças, ai sim, haverá uma luz no final do túnel.

      Para entender melhor o que eu estou falando, aproveita que acabou a novela, e assista

      http://thesquarefilm.com

      Abs

      • 234 Miguel May 10, 2014 at 4:25 PM

        Marco, Meu nome é Miguel, tenho 31 anos, uma filha que irá completar 3 anos em julho e uma esposa maravilhosa. Moro no interior de São
        Paulo e já conheci várias cidades em São Paulo, tudo o que foi comentado de ruim até o momento sobre o Brasil, é pura verdade, vivo com medo onde moro, a ponto de não confiar na polícia. Sou louco para ir morar em outro país mas não tenho condições financeiras para tal, tenho muito medo de um dia não conseguir que isso se concretize, e a cada dia que passa sofro por não conseguir uma vida melhor para o que tenho de mais valor, minha filha!
        Brasil, terra de corruptos e de um povo sem noção das atitudes no geral.
        Tenho vergonha de ser brasileiro.

  123. 235 Mel January 31, 2014 at 9:32 PM

    Victor, tem muitos desses deslumbrados nos EUA, Me deparei com tantos .

  124. 236 Thatisme February 3, 2014 at 12:11 AM

    Morei 30 anos nos USA. Compreendi muito bem o que a autora diz. Sem dúvida!

  125. 237 ANA DÁVI February 3, 2014 at 12:49 PM

    olá Claudia, descobri teu blog acidetalmente, nestes vai-e véns que fazemos na Internet e achei teus comentarios muito interessantes. entrei no 23andMe porque gostaria de fazer o teste mas, pena, não enviam para o Brasil! Abraço e sucesso para toda a familia. by the way, o Dani é lindo!
    Ana Dávi Porto Alegre

  126. 238 Aline February 4, 2014 at 7:23 AM

    Quanta gente pobre de espirito nos comentarios, Um querendo ser melhor que outro, querendo dar liçao de moral, corrigir os erros, Quanta falta do que fazer.

  127. 239 luiz February 6, 2014 at 8:06 AM

    Concordo com Aline. É só ver como nos comportamos, num debate como este. A pessoa expressa sua visão, sem ofender ninguem. Os comentários começam sobre o assunto, depois já vira ofensa. Que deve ter sido deportado, que só ve coisa ruim, podem ver, a falta de educação começa aí…

  128. 240 Christina Pires. February 7, 2014 at 4:04 PM

    Morei em Los Angeles no final da década de 90 e concordo com o que você postou, ter segurança, viver com tranquilidade é muito bom e isso não temos por aqui, vivemos em estado de uma guerra civil, é só examinar os números de mortos. Infelizmente tenho que dizer que me arrependo de ter voltado ao meu país,

  129. 241 Tony February 18, 2014 at 8:59 AM

    Eu sinto muito pelo Odacir e os outros RECALCADOS que postaram coisas absurdas a respeito dos EUA: obviamente, os EUA nao e um pais perfeito,mas se eles adoram o Brasil, porque nao ficaram la ou voltam de vez para aquela BAGUNCA, cheia de Corruptos que enviam BILHOES para CUBA, Africa, Venezuela,etc? com certeza esse povo que vive nos EUA e usam o sistema e ainda falam mal, nao falam INGLES e quando falam e so Ingles de supermercado, so andam com Brasileiros iguais a eles q nao conhecem a cultura americana, nao leem livros em Ingles ou em outra lingua,resumindo, vivem em Ghetto( sem contato com a cultura Americana). Eu morei EM Boston-MA muitos anos e todos os meus amigos eram Americanos. Brasileiros so no trabalho e mesmo assim falava Ingles com eles. Raramente usava portugues. Muitos dos meus amigos eram HARVARD graduate students e muitos ja se formaram com sucesso. Portanto,nao entendo onde esses individuos moraram e com quem eles compartilharam o tempo livre. Conheci muitos americanos q falam Frances, Alemao e ate espanhol. E tudo cliche q americano so fala Ingles e nao viaja. encontro varios americanos aqui na Europa. E os Brasileiros que nem Portugues direito falam, quanto mais uma Foreign Language? Uma parte da minha familia mora nos EUA e tem cidadania americana e, como eu, eles conseguem ver os Pro e Contras,mas mesmo assim se decidiram pelo melhor: USA.
    Eu fiz 50 anos hj e sonhava com os EUA desde adolescente e nao tem nada que ver com moda como e hj. Moro na Alemanha-Berlin e sou cidadao Alemao faz pouco tempo. quando penso em toda corrupcao e mentiras que o governo Brasileiro serve todos os dias ao povo brasileiro, me faz tremer de odio. AS taxas altas que vcs pagam para sustentar um bando de analfabetos ( raras excessoes) politicos, a comecar pela presidente, me da nauseas. As ruas continuam cheias de buracos, o atendimento e o pior possivel, os Educadores nao recebem um salario digno,etc… Nasci em Salvador-Bahia e morei 2 anos no Rio de Janeiro, de onde uma parte da minha familia vem. O Brasil tem praias lindas e uma natureza fantastica, mas who the F*** care about nature and beaches? natureza e praias ha em varias partes do mundo, ate aqui na Europa e muita mais bem cuidada q no Brasil. Sou Professor de Ingles& Geografia no High School aqui na Alemanha e ganho muito bem, o q nao acontece com os educadores no Brasil. Eu poderia escrever um livro detalhando as diferencas entre EUA, Europa & Brasil,mas como este nao e o lugar certo, gostaria de dizer aos RECALCADOS aqui: abra os olhos e veja a direcao q Dilma e os PTralhas dela estao dando ao Brasil. O Brasil e uma DITADURA disfarcada de democracia e vcs sao os escravos deles. Trabalham o ano inteiro para pagar 6 meses de taxas e nao recebem retorno algum. Voltar ao Brasil? saudades? meu Pais? nao sinto saudades, nao vou voltar ao Brasil e meu Pais e onde sou bem tratado e tenho oportunidade de desenvolver todos os meus potenciais. A Alemanha e meu pais, porque aqui nao so tenho deveres ,mas tambem direitos como todos os outros. Onde o dinheiro dos empostos q pago vao para consertar as ruas, pagar ao lixeiro, onde saude e fundamental assim como educacao. Acorda BRASIL! ainda deitado ETERNAMENTE em berco esplendido…ate quando ehm? peace out….

  130. 242 Marco Sollai February 25, 2014 at 10:00 PM

    Resolvi passar por aqui para contar uma história..
    Na semana passada, de quarta a sábado trabalhei no Congresso de Odontologia de Chicago, o segundo maior do mundo e o primeiro dos EUA.
    No sábado, quando acabou o Congresso, fui mandar umas coisas do nosso stand para a Florida na loja da FEDEX.
    Um dos meus amigos, que mora na Luisiana, resolveu ir ao banheiro e eu esperei ele sentado num banco dentro do centro de convenções, quando meu amigo voltou, saímos do centro de convenção e pegamos um taxi de volta para o Hotel para pegarmos o avião no dia seguinte cedo.
    Quando cheguei no Hotel, percebi a falta do meu Iphone 5S, novinho, comprado a menos de 8 meses.
    Isso já eram quase 9:00 da noite e nem adiantava voltar no centro de convenções.
    Resolvi então entrar na minha conta do iCloud e ver se achava meu telefone através do aplicativo “find my iphone”.
    O aplicativo dizia que meu telefone estava dentro do centro de convenções.
    Com toda a esperança do mundo, peguei um taxi, voltei ao centro de Convenções, fui no achados e perdidos e nada.
    Minha ultima esperança era que tivesse esquecido dentro da loja da FEDEX.
    Voltei para o Hotel, e de manha peguei meu avião para a Florida.
    Estar num aeroporto sem um telefone é como vc ser um pato no deserto, pior impossível, mas ok, resignação total e vamos ver o que iraá acontecer na segunda, quando a loja da FEDEX abrir.
    Na segunda, no primeiro minuto da loja aberta eu ligo, uma moça atende, escuta toda a historia calmamente e me pergunta, Senhor, qual o numero da sua conta da FEDEX, eu respondi, porque vc precisa do numero da minha conta da FEDEX se nem sabemos onde esta o meu telefone?!
    Ela responde, Senhor, o seu Iphone esta na minha mão, e foi entregue para nós por um homem no sábado a noite.
    Juro que deu vontade de chorar de felicidade!!
    Dei meu numero da conta da FEDEX para ela e hoje, terça feira pela manhã a campainha da minha casa toca e “voila” meu telefone estava dentro de uma caixa muito bem embalado e intacto!!
    Não vou fazer comparações, deixo essa história para reflexão.
    Sou Brasileiro, mas, meu País é os EUA!!
    Abraço para todos!!

  131. 243 Clarissa March 3, 2014 at 1:39 AM

    Claudia, vivemos a mesma experiência que você: 3 anos atras saímos do Brasil com 2 malas enormes rumo a Londres. Logo de cara, choque – cultural, de vida e de hábitos. Passados 3 anos voltar para o Brasil e cada vez mais difícil : nos acostumamos a viver com segurança, policiais sem armas e que se sentem felizes por ajudar a população a, por exemplo, não morrer de frio em uma noite congelante. Polícia aqui está a serviço do cidadão para ajudá-lo e não para colocá-lo em problemas. Pontualidade e mais do que respeito, e “moto” dos britanicos e não e a toa que o ditado “pontualidade britânica” e mais do que correto. Trabalho tem hora para começar e terminar. Hora extra só para quem e “money driven”, não tem família ou coisa melhor para fazer. Quer coisa melhor do que sair do seu trabalho as 5pm e poder curtir o dia? Diarista ou ajudante em casa e puro luxo (custa em média 70 pounds 3 horas de serviço). Baba só com curso técnico e custa outra fortuna…não e a toa que as britânicas lavam, passam (não passam, na verdade…usam na maioria tecido wrinkle free),cozinham e limpam a casa (embora o parâmetro de limpeza deles seja diferente do que o nosso). O Brasil foi e sempre será nossa casa, terra mãe (também saímos de lá com mais de 30 anos), mas temos que aceitar que nem tudo e perfeito (em nenhum dos dois países) e se pudesse juntar que de melhor cada um tem seria o verdadeiro paraíso. Viver em outro pais predispõe respeito, estudar a cultura/hábitos locais e ser tolerante. E quem acha que mudar de pais e somente empacotar as coisas e partir, o buraco e muito mais embaixo.

  132. 244 Douglas March 25, 2014 at 1:52 PM

    Atendimento mais humano no Brasil! kkkkkkkkkkk …. o plano de saúde dos meus pais (ele com 79 e ela com 71) beira os 3 mil reais e mesmo assim, a médica pneumologista dela não aceita mais atender pelo plano, portanto, são mais 400 reais por consulta (eles são tão humanos que querem se aponsentar com um único dia de trabalho) – faz a conta aí, 400 reais por 15 minutos, dá 1,200 reais/hora, se trabalhar 8 horas no dia, 9.600,00 reais/dia – por esse preço eles tem que pelo menos dar um sorrisinho mesmo – AGORA, eu fui atendido pelo SUS, na triagem levei uns exames particulares pra dar uma ajuda e atendente nem quis ver, qdo fui para o médico, ele conseguiu me atender sem olhar pra mim, ISSO É TÃO HUMANO! Eu tneho amigo americano que mora em San Francisco e o médico dele é japonês – diz que é excelente! HOJE (2014;03;25) A minha mãe ligou para a CABESP, plano de saúde dos meus pais, ele vai mudar de plano, vai para o UNIMED, pois etá impossível de pagar os dois… a atendente disse “ele tem que cancelar pessoalmente!”, a minha mãe não teve tempo de falar que o meu pai é estrangeiro e o português dele não é dos melhores, a atendendte desligou o telefone na cara da minha mãe! “Tô” dispensando o tal calor humano brasileiro – aqui está o povo mais violento do planeta, é exatamente por isso que você está aí!

    • 245 Carla June 2, 2014 at 8:32 AM

      Oi Douglas,
      Estou morando na Pennsylvania com marido e filho e posso dizer que os sistema de saúde público de saúde brasileiro tem um modelo excelente. Paguei U$ 12,000.00 pelo último semestre de plano de saúde para mim, filho e marido. Se vc não tiver plano de saúde nos EUA, qq braço torcido custa U$ 500.00 e se vc tiver uma doença grave ou vende a casa ou morre. Não existe atendimento gratuito. Já no Brasil tive um problema em 2012 e fui muito bem atendida pelo SUS. Na época só reclamei que as consultas demoravam. Aqui, nos EUA, mesmo pagando uma fortuna, tive que esperar mais de uma mês por um especialista de coluna e não me davam uma injeção porque “by the book” meu sintoma principal não era de hérnia de disco. Sofri por 45 dias à toa, mesmo tendo pedido para fazer uma ressonância magnética na emergência do hospital, pois os médicos aqui não conseguem fazer nada sem ser através do “check list”. Afinal, uma ressonância custa dinheiro e embora não tenha tanta corrupção aqui, a ganância dos sistema de saúde americano não permite o médico solitcitar um exame a mais. Sofri na pele para descobrir que médico bom aqui é estrangeiro (cubano, japonês, indiano…). Quem fala mal do Brasil, não teve problema de saúde no estrangeiro. Infelizmente, temos muita corrupção no país e na área de saúde. Mas nossos médicos? São os melhores.
      Tenho N histórias de péssimo atendimento na Europa também. Grávidas que sofrem por não conseguirem fazer cesária e quase perderem seus bebes porque “by the book” só se faz cesária na Europa qdo a criança ou mãe estão quase morrendo.
      Tenho uma amiga que o pai caiu na escada rolante do metro de Praga (quem já esteve lá sabe que aquela escada é criminosa..). Ele tinha seguro viagem e foi atendido em hospital, mas a filha pediu para o pai vir literalmente voando para o Brasil. Qdo chegou aqui, ele estava com 2 costelas fissuradas que não foram detectadas na Europa.
      Nos EUA os médicos são muitíssimo educados, mas isso é mais medo de processo do que realmente atenção. Eles realmente não conseguem dar um passo fora do livro, mas conseguem passar analgésicos fortíssimos para vc não reclamar. Enfim, temos excelentes profissionais no Brasil e apesar de estar morando nos EUA, vou fazer meus exames nas próximas férias no Brasil.

      • 246 Tony Bar June 4, 2014 at 9:46 AM

        Carla,nao e verdade o q vc diz quando se refere a alguem sem plano de saude nos EUA. acontece, sim,mas nao e regra.Eu sou americano por parte de minha mae e morei muitos anos nos EUA (Boston-MA) antes de vir morar na Alemanha. Conheci uma familia do Brasil q morava la na minha cidade de maneira ilegal e q, e claro, nao tinha plano de saude. O pai pegou cancer de prostata e foi atendido em um hospital la em Boston. Foi operado e nao pagou nem um centavo. A unica coisa q ele pagou foi o Viagra, porque ele queria continuar a ter relacoes sexuais com a sua esposa. Eu fui o Tradutor dele, visto q ele nao fala uma palavra do idioma. Assim como em Boston, existe tambem na California, de onde alguns dos meus parentes veem,hospitais para pessoas q nao falam Ingles e que nao tem a vida regularizada no pais.Ha pessoas q ajudam na traducao de pacientes de habla Espanhola, ou seja la o idioma q for. Entendo a sua posicao, mas existe muita falta de informacao ate entre os cidadaos americanos a esse respeito. E claro q o sistema do Brasil E BOM PARA AQUELES QUE TEM DINHEIRO. QUERO VER VC ir se consultar no SUS como fazem muitas pessoas pobres. O sistema de saude publico do Brasil e excelente so no papel, Afinal de contas,so vc nao sabe disso! Se o Brasil e maravilhoso,porque vc esta ainda morando no meu pais? volta para o Brasil pra ser tratada pelo SUS como a maioria das pessoas q nao podem ter seguro de saude. Ai eu quero ver vc dizer q e excelente.

    • 247 Paula June 13, 2014 at 8:41 PM

      Douglas, pq vc não vai para morar nos EUA?

  133. 248 MCA Pires April 8, 2014 at 11:39 PM

    INVEJA certamente é o sentimento da maioria das pessoas que falam horrores dos USA, principalmente brasileiros que nunca moraram nos USA, tenho certeza que algumas postagens acima são ‘fake’, recalcados que queriam viver na América mas não podem por algum motivo. Mas o importante é que li postagens racionais de brasileiros sensatos.

  134. 251 Mano April 17, 2014 at 10:14 AM

    Bom, gostei do post. Apesar de não ter vivido e ainda não conheço os USA não posso falar, mas vivi durante 5 anos na Europa (Suiça) e aprendi muito, nunca fui discriminado, estrangeiro claro, não nascemos no país. Tudo o que vivi e foi tudo muito bom, educação das pessoas, segurança, sem aquele medo de a qualquer momento vc vai ser atacado por um assaltante. Claro que, como em qq lugar tem seus pós e contras. O BRasil é tudo muito lindo, mas as vezes prefiro ver pela fotografia e há tanta gente sem caráter que vc acaba desconfiando de todo mundo, inclusive desconfiam de mim( já passei por várias situações em que vc está perto de alguém e a pessoa achar q vc vai roubá-la, é super desconfortante, mas vivemos em um país onde todos desconfiam de todos) e uma das coisas mais bobas do brasileíro é achar q ser chique é ter: o carro do ano, empregada 24 hs, morar na zona sul, e tantas outras futilidades que me pergunto: SÃO FELIZES???

    • 252 dreika April 22, 2014 at 10:58 AM

      ola,Mano !
      vivi na Europa (Itália ),la onde morávamos ,eu via as senhora andando com ouro em seus pescoço pra ir ao salão ,parece mentira .,não!!!
      fiz muitas amizade boas .
      brasileiro,são um povo único,caloroso ,nos não temos os estrangeiro como ameaça,(ate então).Nos aceitamos com bracos abertos e a pura verdade. sempre vai ter alguns que desconfiara dos seus semelhante,porque ,não esta vestido de acordo ou porque tem boné tampando o rosto..etc. nos ser humanos samos assim,estúpidos.

  135. 253 Ygor Coimbra April 21, 2014 at 11:50 PM

    Olá,eu estou com idéia de ir pros EUA no ano que vem, primeiramente gostei muito do que vc escreveu e segundo gostaria de saber se e fácil conseguir emprego e moradia ao chegar nos EUA. Pretendo ir a fim de trabalhar e morar.

  136. 255 dreika April 22, 2014 at 10:02 AM

    amei os comentários. sei que vcs passaram bons e maus momentos na vida . vivendo e aprendendo. temos que absorver as coisa boas e nos afastar dos malas ,se elas nos alcançar ,temos que saber lidar com a situação . O furacão acabou com metade da minha casa ,mais ja estamos bem,graça a Deus . ja esqueci minha porta aberta ,varias vezes…claro nao devemos tentar os ladroes !!!, aqui como em qualquer outro lugar,temos cuidados ,temos que vigiar,nao com paranoia ! enfim moro em NJ ,aqui a moradia e ótima. o Brasil ainda e o lugar que tem liberdade .

  137. 256 dreika April 22, 2014 at 10:17 AM

    mesmo com todo mal que o nosso pais tem, não exitem povo caloroso de se fazer amizade .

  138. 257 Elaine April 25, 2014 at 11:27 PM

    Meus sonho é ir morar nos EUA, não gosto mais do Brasil, muita pobreza, e os que são de classe média é uma coisa viu! Brasileiro não pode ter uma posição um pouquinho superior que já ficam se achando! Adora mostrar status, carro caro, roupas caras, não conversam com os mais pobres.As mulheres parecem que são feitas de porcelanas querem ter empregada e não podem fazer uma comida, eu conheço pessoas assim.Adoram esnobar.
    Por outro lado, eu não acho que o jeitinho brasileiro seja tão nocivo assim, não gosto de radicalismo, por exemplo que vc citou: entregar um trabalho de faculdade não tem negociação com o professor, e se acontecer um imprevisto? Ficar doente, sei lá, eu acho muito radical, eu acho que temos sim que ser mas flexiveis e leves, é muito pesado viver assim, parece mais um quartel.Eu acho que sempre tem que haver um jeito para qualquer imprevisto.

  139. 258 luiz azevedo April 29, 2014 at 3:42 PM

    Eu estou com muita vontade de ir morar nos EUA, porém não conheço nada,estou começando a pesquisar agora,pretendo ir este ano ainda para poder visitar e conhecer,eu gostei muito de ler todas essas experiências, e peço conselhos o que vocês acham que devo fazer,queria arrumar um emprego ae, aqui no Brasil sou corretor de imóveis,mas aceitaria trabalhar com outros tipo de experiências, me adapto bem , pois não bebo e não tenho nenhum tipo de vício, tenho 28 anos , o que eu faço por onde devo começar ?

  140. 259 cynthia johnson May 1, 2014 at 2:35 AM

    Olá, eu sou a Sra. Cynthia Johnson, um emprestador empréstimo privado que dá vida empréstimos oportunidade de tempo. Você precisa de um empréstimo urgente para limpar as suas dívidas ou você precisa de um empréstimo de capital para melhorar o seu negócio? Você já foi rejeitado pelos bancos e outras instituições financeiras? Você precisa de um empréstimo de consolidação ou hipoteca? Não procure mais, porque estamos aqui para todos os seus problemas financeiros no passado. Nós emprestar dinheiro para pessoas que necessitam de assistência financeira, que tem um mau crédito ou que necessitam de dinheiro para pagar contas, para investir no negócio, à taxa de 2%. Quero usar este meio para informar que prestamos assistência confiável e beneficiários e estarão dispostos a oferecer-lhe um empréstimo. Então, entre em contato conosco hoje por e-mail para: (cynthiajohnson154@gmail.com)

  141. 260 Renato Mendes May 1, 2014 at 5:00 PM

    Eu odeio o brasil e vomito esse país, sei dos problemas americanos mas se comparar com os problemas do brasil é uma grande covardia. Os eua tem gripe e o brasil possui câncer terminal. Triste. quero uma alma milagrosa que me adote e me leve para os states. Sou educado malhado 23 anos mas pareço 18 bem humorado e bom companheiro :)

  142. 262 Gabriel May 3, 2014 at 12:04 PM

    Olá, a dona dessas ”5 coisas que aprendi morando em NY” por favor me adiciona no email, gostaria de tirar algumas duvidas com você bjos. Obrigado desde já. gabrielp19992014@outlook.com

  143. 263 rafalla May 3, 2014 at 9:57 PM

    olá, sabe o q eu acho mais interessante? todos q aqui escrevem são brasileiros, a maioria elogia os EUA falam q e o melhor lugar para se morar e quando alguém discorda e da sua opinião como liberdade de expressão e massacrado com ironias… cade o direito e liberdade? os americanos são super patriotas, ao contrario dos q aqui escrevem, pois por pior q o brasil seja e a pátria de vocês! nenhum pais, cidade, nem mesmo bairro e perfeito, temos drogas, crimes…no brasil esse Índice realmente e alto, mas vocês tem noção de qual e o índice de massacres, casos de pedofilia, carcere privado e serial-Killers? esses casos são mais ocorrentes nos EUA.
    Em qualquer lugar quem tem uma situação financeira mais alta, com certeza suas oportunidades são melhores,tanto aqui no Brasil quanto aí! vocês já imaginaram ir pra um país onde você não tem conhecimento de como funcionam as coisas, sem ninguém para te direcionar e com uma idealização de q sua vida vai ser muito melhor…e depois você cai na realidade q nem tudo era como imaginava?

  144. 264 Johnf20 May 7, 2014 at 9:56 AM

    I just couldnt depart your site prior to suggesting that I incredibly enjoyed the standard information an individual supply for your visitors? Is gonna be back often so that you can inspect new posts cdededekegcd

  145. 265 carlão May 8, 2014 at 1:33 PM

    Legal, sempre procuro ler algo que fale deste pais, gosto do Brasil lógico, mas meu sonho é conhecer este pais nem que fosse por um dia, viajo muito pelo Googe maps kkkkk, mas talvez meu sonho torne realidade, já tenho 55 anos, antes que morra(kkkk) quero conhecer os Estados Unidos, tchau valeu

  146. 266 online pharmacy May 8, 2014 at 7:23 PM

    wonderful post, very informative. I wonder why
    the other experts of this sector do not notice this.
    You must continue your writing. I am sure, you have a great readers’ base already!

  147. 267 Mrs Ruth Beckham May 16, 2014 at 1:05 PM

    Senhoras e Senhores
    Olá, eu sou Mrs.Ruth Beckham empréstimo privado credor e damos empréstimo com taxa de juros de 2%, ofereço empréstimos a particulares e empresas ou grupos de pessoas que são financeiramente para baixo, esta é a sua chance de sua porta passo financeiro para aplicar hoje e obter um empréstimo rápido e confiável fácil de nós, de modo que você pode obter um empréstimo e resolver todos os seus problemas financeiros, Há muitas pessoas que procuram esse tipo de oportunidade por causa do avanço financeiro e eu não vi isso, estamos aqui hoje para ajudar todos aqueles que estão em necessidade de um empréstimo de qualquer tipo, por isso, se você estiver interessado em obter um empréstimo de nós por favor contacte-nos através do nosso e-mail ruthbeckhaminvestment@outlook.com

  148. 268 ana May 26, 2014 at 10:57 PM

    gostei da analise do viva vida…..” te enfia num bequinho aki nos states e ve se nao tem violencia ….. no brasil nao preciso me enfiar num bequinho, a violencia esta em todo lugar…. moro em uma capital americana ha mais de 20 anos, vi meus filhos crescerem deixando bola , bicicletas , skates no patio ou na frente da casa e tudo estar la na manha seguinte, agora vejo meus netos fazendo o mesmo …. eles tem uma cerca no patio traseiro mas nao como medida de seguranca contra roubo , mas sim para protecao dos cachorros e ate mesmo dos pequenos anjos que sao…. para ser franca acho que nem tudo eh perfeito por aqui , as leis trabalistas sao muito rigidas , poucas ferias e as vezes nem atestado ajuda, se voce nao trabalha nao ganha. nada eh perfeito no mundo . nunca morei em paises nordicos, tipo suica, suecia , finlandia e dinamarca , so visitei mas dizem os que moram la que eh o mais proximo a perfeicao. uma coisa posso dizer , eu sou brasileira, nunca me tornei cidada americana , amo a beleza do Brasil, a familia que deixei la , meus amigos e colegas de profissao…. mas jamais voltaria para morar ai e toda vez que vou visitor a familia fico mais decepcionada com a situacao do pais….choro quando vejo pobres inocentes nas esquinas pedindo um troco muitas vezes para poderem comer ou ate sabe la…. sendo exploradas pelos pais para drogas , bebidas, etc… cansei de entrar num restaurante, lanchonete e comprar alguma coisa para eles comerem, afinal se eles realmente pedem para comida eh mais seguro do que dar dinheiro. quanto a politica e sacanagem do politico e brasileiros nem vou fazer comentario.

  149. 269 Lucas May 29, 2014 at 2:25 PM

    Adorei você ter compartilhado sua experiência conosco. Muito interessante!!! :)

  150. 270 Dalila Daurte May 29, 2014 at 4:01 PM

    Uau! Fiquei fascinada com o seu texto. E realmente, os EUA é de uma civilização que cá entre nós, está longe de ser alcançada, infelizmente.

  151. 271 Tereza de Santos June 1, 2014 at 7:08 PM

    Voltei há pouco dos EUA (New Jersey) e gostei demais do bem estar que senti pelo simples fato de poder andar sem a neura de que poderia ser vítima de algum assalto ou de coisa pior. Discordo apenas do atendimento médico mais humano que você afirma existir aqui no Brasil, desconheço esse fato, ao menos no que se refere ao atendimento que o povo brasileiro recebe no SUS. Moro em São Paulo, capital, cidade bastante violenta em relação aos países desenvolvidos, entretanto, em termos de Brasil, chego a achar curioso quando um morador do norte ou nordeste se mostra chocado com a violência da capital paulista, por acaso não sabem que entre as dez primeiras cidades do ranking da ONO das cidades mais violentas do mundo se encontram três cidades do norte e do nordeste (http://www.opovo.com.br/app/opovo/cotidiano/2014/04/11/noticiasjornalcotidiano,3234699/pesquisa-reafirma-fortaleza-como-7-cidade-mais-violenta-do-mundo.shtml) ?
    As 30 cidades mais violentas do mundo, segundo a ONU
    1 – San Pedro Sula (Honduras)
    2 – Caracas (Venezuela)
    3 – Acapulco (México)
    4 – Cali (Colômbia)
    5 – Maceió (Brasil)
    6 – Distrito Central (Honduras)
    7 – Fortaleza (Brasil)
    8 – Cidade da Guatemala (Guatemala)
    9 – João Pessoa (Brasil)
    10 – Barquisimeto (Venezuela)
    11 – Palmira (Colômbia)
    12 – Natal (Brasil)
    13 – Salvador (Brasil)
    14 – Vitória (Brasil)
    15 – São Luís(Brasil)
    16 – Culiacán (México)
    17 – Guayana (Venezuela)
    18 – Torreón (México)]
    19 – Kingston (Jamaica)
    20 – Cidade do Cabo (África do Sul)
    21 – Chihuahua (México)
    22 – Victoria (México)
    23 – Belém (Brasil)
    24 – Detroit (Estados Unidos)
    25 – Campina Grande (Brasil)
    26 – Nova Orleans (Estados Unidos)
    27 – San Salvador (El Salvador)
    28 – Goiânia (Brasil)
    29 – Cuiabá (Brasil)
    30 – Nuevo Laredo (Brasil)

    • 272 Luis May 10, 2016 at 8:15 PM

      Penso eu ir embora em 2020 qdo completo 20 anos de Embaixada c direito a Green Card, problema que estarei c 55 anos… o que vc acha????

  152. 273 Tereza de Santos June 1, 2014 at 7:18 PM

    Desculpem, corrigindo: entre as 10 primeiras cidades mais violentas do mundo se encontram três do nordeste brasileiro (Maceió, Fortaleza e João Pessoa), Belém, que é do norte, aparece em vigésimo terceiro lugar, depois de Natal, Salvador, Vitória e São Luís.

  153. 274 paulo June 3, 2014 at 7:48 PM

    concordo plenamente com 5 itens,mas eu nem precisei sair do pais para saber ,POIS ,sempre trabalhei em industria multinacional germânica, e americana ,,UM EXEMPLO UM CHEFE AMERICANO ele não quer saber , sua cor , seu físico , se vc sabe jogar futebol, se tem irmã bonita, , se conta piada , se simpático ou extrovertido , simplesmente eles que vc seja um profissional competente e responsável ,,, ,

  154. 275 CBrend June 9, 2014 at 10:44 AM

    Gostei muito dessa informação. Obrigada! I moved to Brazil when I turned 32, one year ago. Everything you mentioned about NYC, Miami, and Atlanta…very true! I’ve lived in Miami for a long time before I moved to Brazil. Married a Brazilian after I moved here and he doesn’t understand how I feel about the safety of the U.S. Not that I want to move back, but that it’s just different. And, of course, I think I will always feel like a foreigner here in Brazil. My culture, thinking and ‘way’ of doing things is way different than here…esp where I live in the mato of ceara. You didn’t even mention very much about the education system of the U.S. and Brazil, but that totally would also affect how one thinks about things and the way they do things. I could relate to how you felt in the U.S. and I think that’s the most important thing about your blog. Great job! Gostei muito das piadas tb! Bem feito. kk. Vou seguir seu blog pq eu acho muito interessante. Vou tb, mostrar esse artigo para meu marido. Ele vai me entender um pouquinho mais…eu espero! rs

  155. 277 Paula June 13, 2014 at 8:24 PM

    Luiz, se escreve Brasil e não BRAZIU

  156. 278 Paula June 13, 2014 at 9:25 PM

    Os erros de português são tantos!!!!!!!!!!!
    NOSSA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  157. 279 Paula June 14, 2014 at 8:36 PM

    O que me deixa triste são pessoas que falam do Brasil, sem ter propriedade para falar. Brasileiro tem o habito de maximizam os pontos negativo. E o mais absurdo de tudo é como as pessoas só olham os pontos negativos. Sem querer ofender ninguém, acredito que são pessoas que tiveram experiencias ruins no Brasil, e muitas delas falta de conhecimento. Moro no Brasil (Rio de Janeiro), e embora as pessoas falem que aqui é perigoso nunca sofri um assalto, nunca tive carro furtado ou casa. Pontos positivos e negativos todos os países terão, algumas cidades com um índice de criminalidade maior que as outras. Em vários comentários pude perceber que as pessoas que moram fora do Brasil falam do patriotismo nos EUA, como se fosse um ponto positivo, mas em momento algum percebi qualquer menção de patriotismo pelo Brasil. Como podemos, exaltar o patriotismos dos americanos quando não sabemos usa-lo para nós. Primeira mente para falar de qualquer países temos que ter propriedade. Devemos saber um pouco mais e isso da saúde, política, econômica, etc. Isso pelo que percebi, esta faltando ás pessoas que estão se expressando aqui no blog.
    Já viajei para vários países, e já mais me atreveria falar, que o meu ou o seu é melhor.
    Viva o direito da escrita e da fala!! mas vamos saber o que falar e o que escrever.
    Deixo um texto muito interessante para esses Brasileiro e outros:

    Os brasileiros acham que o mundo todo presta, menos o Brasil, realmente parece que é um vício falar mal do Brasil. Todo lugar tem seus pontos positivos e negativos, mas no exterior eles maximizam os positivos, enquanto no Brasil se maximizam os negativos. Aqui na Holanda, os resultados das eleições demoram horrores porque não há nada automatizado. Só existe uma companhia telefônica e pasmem: Se você ligar reclamando do serviço, corre o risco de ter seu telefone temporariamente desconectado.

    Nos Estados Unidos e na Europa, ninguém tem o hábito de enrolar o sanduíche em um guardanapo – ou de lavar as mãos antes de comer. Nas padarias, feiras e açougues europeus, os atendentes recebem o dinheiro e com mesma mão suja entregam o pão ou a carne.

    Em Londres, existe um lugar famosíssimo que vende batatas fritas enroladas em folhas de jornal – e tem fila na porta.

    Na Europa, não-fumante é minoria. Se pedir mesa de não-fumante, o garçom ri na sua cara, porque não existe. Fumam até em elevador.

    Em Paris, os garçons são conhecidos por seu mau humor e grosseria e qualquer garçom de botequim no Brasil podia ir pra lá dar aulas de ‘Como conquistar o Cliente’.

    Você sabe como as grandes potências fazem para destruir um povo? Impõem suas crenças e cultura. Se você parar para observar, em todo filme dos EUA a bandeira nacional aparece, e geralmente na hora em que estamos emotivos…

    Vocês têm uma língua que, apesar de não se parecer quase nada com a língua portuguesa, é chamada de língua portuguesa, enquanto que as empresas de software a chamam de português brasileiro, porque não conseguem se comunicar com os seus usuários brasileiros através da língua Portuguesa. Os brasileiros são vitimas de vários crimes contra a pátria, crenças, cultura, língua, etc… Os brasileiros mais esclarecidos sabem que temos muitas razões para resgatar suas raízes culturais.

    Os dados são da Antropos Consulting:
    1. O Brasil é o país que tem tido maior sucesso no combate à AIDS e de outras doenças sexualmente transmissíveis, e vem sendo exemplo mundial.
    2. O Brasil é o único país do hemisfério sul que está participando do Projeto Genoma.
    3. Numa pesquisa envolvendo 50 cidades de diversos países, a cidade do Rio de Janeiro foi considerada a mais solidária.
    4. Nas eleições de 2000, o sistema do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) estava informatizado em todas as regiões do Brasil, com resultados em menos de 24 horas depois do início das apurações. O modelo chamou a atenção de uma das maiores potências mundiais: os Estados Unidos, onde a apuração dos votos teve que ser refeita várias vezes, atrasando o resultado e colocando em xeque a credibilidade do processo.
    5. Mesmo sendo um país em desenvolvimento, os internautas brasileiros representam uma fatia de 40% do mercado na América Latina.
    6. No Brasil, há 14 fábricas de veículos instaladas e outras 4 se instalando, enquanto alguns países vizinhos não possuem nenhuma.
    7. Das crianças e adolescentes entre 7 a 14 anos, 97,3% estão estudando.
    8. O mercado de telefones celulares do Brasil é o segundo do mundo, com 650 mil novas habilitações a cada mês.
    9. Telefonia fixa, o país ocupa a quinta posição em número de linhas instaladas..
    10. Das empresas brasileiras, 6.890 possuem certificado de qualidade ISO-9000, maior número entre os países em desenvolvimento. No México, são apenas 300 empresas e 265 na Argentina.
    11. O Brasil é o segundo maior mercado de jatos e helicópteros executivos.

    Por que vocês têm esse vício de só falar mal do Brasil?

    1. Por que não se orgulham em dizer que o mercado editorial de livros é maior do que o da Itália, com mais de 50 mil títulos novos a cada ano?
    2. Que têm o mais moderno sistema bancário do planeta?
    3. Que suas AGÊNCIAS DE PUBLICIDADE ganham os melhores e maiores prêmios mundiais?
    4. Por que não falam que são o país mais empreendedor do mundo e que mais de 70% dos brasileiros, pobres e ricos, dedicam considerável parte de seu tempo em trabalhos voluntários?
    5. Por que não dizem que são hoje a terceira maior democracia do mundo?
    6. Que apesar de todas as mazelas, o Congresso está punindo seus próprios membros, o que raramente ocorre em outros países ditos civilizados?
    7. Por que não se lembram que o povo brasileiro é um povo hospitaleiro, que se esforça para falar a língua dos turistas, gesticula e não mede esforços para atendê-los bem? Por que não se orgulham de ser um povo que faz piada da própria desgraça e que enfrenta os desgostos sambando.

    É! O Brasil é um país abençoado de fato. Bendito este povo, que possui a magia de unir todas as raças, de todos os credos. Bendito este povo, que sabe entender todos os sotaques. Bendito este povo, que oferece todos os tipos de climas para contentar toda gente. Bendita seja, querida pátria chamada BRASIL!

    • 280 Tony Bar June 15, 2014 at 3:22 AM

      Paula, acorda! vc deve ser mais uma PT Partido Terrorista de plantao. Eu morei 2 anos no Rio de Janeiro e vi pessoas sendo assaltadas na rua em plena luz do dia. Moro na Alemanha a anos e visito todos esses paises q vc mencionopu.O Q VC DISSE E PURA MENTIRA CLICHE. Aqui na Europa para vc trabalhar com comida, tem que fazer um curso e ganhar um CARTAO vermelho q comprova q vc esta habilitado(a) a manejar alimetos. Mesmoq seja um emprego de estudante 2x por semana e algumas horas. Ate para vc abrir seu negocio de comida tem q passar por fiscalizacao, assim como nos EUA. Morei nos EUA e tenho parentes americanos nascidos la. Falo do q vivi e experienciei. Vejo q vc nunca saiu do Brasil e usa todos esses cliches q leu em algum livro de CONTOS e repassa discurso produzido por pseudo-patriotas q nao querem ver a verdade bem diante dos olhos. Vc fala de telefonia,mas nao sabe q a telefonia doBrasil e uma das piores e q a internet e uma das mais caras do mundo e q vc paga por 20Mega e so recebe 6Mega. Existem pessoas q tiveram esperiencias negativas aqui na Europa e no EUA? sim,mas essas experiencias nao sao a regra.Poderia perder meu tempo aqui escrevendo ponto por ponto o q vc mencionou para vc ter uma ideia do q falamos,mas vejo q vc e uma pessoa sem informacao e provavelmente sem LETRAS,como se diz por ai. Procure se informar mais antes de postar asneiras. Hj com a internet, se e possivel ter acesso a bons livros. Patriotismo e bom,mas ALIENACAO e o cumulo da ignorancia.

      • 281 Paula June 17, 2014 at 3:57 PM

        Com certeza vc deve ter vivido uma vida péssima, no Brasil e agora vive na Europa lavando pratos, só pode ser para ter tanto conhecimento de causa.
        Graças a “Deus” tive e tenho uma vida privilégiada. Quando viajo vou a passeio e não para larvar pratos ou trabalhar. Aconselho a fazer aulas de interpretação de texto, que pelo que pude ver você leu o meu post e não entendeu o que Eu quis passar.
        Em momento algum quis dizer que o Brasil e melhor do que qualquer outro país, apenas destaquei pontos positivo. Se tem alguém ignorante esse alguém e você, e o pior de tudo que é em todos os sentido.
        E pelo visto você nem sabe o significado de “ALIENAÇÃO” pois se soubesse, não teria cometido a burrice de ter usado.
        Da próxima vez que for reply um texto, tenha propriedade do que vai escrever para não escrever idiotices.
        Volte a ler o meu post para ver se dessa vez vai ter a capacidade de entende-lo, caso ainda se sinta incapaz peça ajuda a uma pessoa que tenha estudado um pouco mais do que você e saiba ler e interpretar textos.
        SEM MAIS
        OBS: espero que você saiba o significado de “SEM MAIS”. Não costumo ficar perdendo o meu tempo precioso com pessoas ignorantes no saber. Quando falo saber não é me referindo a pessoas que não tiveram oportunidade de estudar, não. São pessoas como que são ignorantes em todos os sentidos.
        SEM MAIS

      • 282 Tony Bar June 20, 2014 at 9:56 AM

        Paula,eu moro na Alemanha e sou cidadao Alemao-Quer dizer q tenho um passaporte,viu?. Sou professor de Ingles na escola de segundo grau aqui. Estudei em Duas universidades aqui e fiz meu M.A.(Master) aqui tambem. No Brasil estudei em duas faculdades e em uma delas fiz pos-Graduacao do ENSINO SUPERIOR. E aqui como vc pode ver nao lavo pratos. E se lavasse nao teria problema algum. Pelo menos as pessoas q lavam pratos aqui ganham bem e tem a possibilidade de viajar e conhecer os paises que querem e quando querem. E no Brasil,quantas pessoas podem dizer q tem bastante dinheiro para sair de ferias? E uma lastima dizer,mas vc e ALIENADA e deslumbrada q repassa o q ouviu dizer, o q e o pior. Nao preciso fazer aulas de interpretacao ,porque frequentei as melhores escolas ai e aqui tambem. Alem do mais, falo 5 Idiomas fluentemente,significa, q domino as 4 habilidades deles,se e q vc me entende!Mas Brasileiro e assim,o governo e corrupto e esta roubando,mas nao ve. Precisa ver desenhado. So quis esclarecer quanto ao Brasil,mas como nao e humilde o bastante para aprender com quem tem experiencia, q fazer?O Brasil e um pais lindo,mas e pena q tem o governo q merece. Gente como vc q diz: viajo a passeio, nao para trabalhar,e do tipo q junta grana 3-4 anos para passar 2 semanas aqui na Europa e depois tira onda,mas muitas das vezes nem sabe falar Ingles (Basico), q e o idioma universal. A proposito,Morei no bairro da Graca, em Salvador-Bahia. Se vc perguntar ai a alguem q conhece Salvador vai saber q e o Bairro onde Antonio Carlos Magalhaes, morava e onde ainda tem familia morando. O metro quadrado- um dos- mais caros de Salvador Assim como o bairro da vitoria. tenha um bom dia, ou noite.bye

      • 283 Paula June 21, 2014 at 1:17 PM

        Tony Bar, pelo visto todos esses diplomas que você fala que tem não serviram para muita coisa.
        Poderia muito bem ficar perdendo o meu tempo falando qual a minha profissão, empresa que trabalho, quantos diplomas tenho, em quais universidades estudei no Brasil e fora do Brasil, quantos idiomas falo, sobre o meu mestrado, doutorado e em qual bairro do Rio moro. Mas não estou aqui para perde o meu tempo.
        Quanto a juntar dinheiro para viajar, nunca precisei. Mas se algum dia vier a precisar não vejo problema.
        Existem uma grande diferença em relações a escolas e Universidades. Umas são para criar profissionais e outras para criar lideres. Acredito que você tem estudados nas que criam profissionais.
        Parece que você não entendeu o meu ultimo post. Isso significa que você realmente precisa de de aulas de interpretação e de português, você esta esquecendo o significado de algumas palavras, ou se é que alguma vez soube o significado delas.
        E só para o seu conhecimento, querido! moro no bairro com o metro quadrado mais caro do Brasil. rsrsrs
        Quando eu disse SEM MAIS, É SEM MAIS. Você não entendeu o significado. rsrsr

        Se se você quiser explico o significado de “SEM MAIS”

        E o assunto se encerra por aqui!!!!!!!!!!!!!!!

      • 284 RSilva June 22, 2014 at 1:39 AM

        Paula, você é definitivamente a pessoa mais rasa e arrogante que já postou neste blog. Para não dizer que é uma farsa também.

      • 285 Paula June 24, 2014 at 7:40 PM

        RSILVA, Eu rasa e arrogante? ótimo! e você sem educação. Não Vou perder o meu tempo com você. Não precisa se dar ao trabalho de responder a esse post. Até nunca mais!!!!!!!!!!
        Bye!!!!!!!!!!!!!!

    • 286 Marcelo October 17, 2014 at 1:00 PM

      Muitos software são lançados pra Brazilian Portuguese mas não pra European Portuguese. Isso porque o Brasil tem mais importância na economia internacional que Portugal.

  158. 287 rosana June 15, 2014 at 1:47 PM

    quero ir para os E.U.A o Brasil as pessoas estão cada vez mais ansiosas devido a v iloência tenho familiares americanos mina ismã mora a 15 anos lá tem uma vida de classe media o q aqui seria impossivel analisando o q ela faz lá tenho primos q sairam daqui quase na miseria e tem seus filhos lá estudam em escolas q proporcionam uma educação q eu jamais poderei dar a meus filhos vejo q a vida deles lá é imensamente melhor q a vida de qualquer familiar trabalhador dedicado aqui.. dificil falr perdi a chance e ir qdo era mais nova me arrependo muitissimo…

  159. 288 Richard June 19, 2014 at 2:41 PM

    Gostei muito do texto. Quando falo com amigos no Brasil sobre o assunto, ficam zangados comigo. Mas, depois de morar por 5 anos aqui nos EUA (parte em DC, e agora em Massachussetts), quase dois no sul da Belgica, 4 na Malasia e 4 em Cingapura, nao consigo me imaginar morando no Brasil novamente. Acho triste as pessoas acharem normal nao poder sair tranquilo de casa, ou ate mesmo ficar em casa sem medo. Alguns anos atras a casa da minha avo foi assaltada duas vezes dentro de uma semana. Hoje tem grade ate mesmo dentro da churrasqueira. Muito triste a situacao!

  160. 289 Gusttavo Earl June 22, 2014 at 7:47 PM

    Reblogged this on PSEUDO PSICOSE and commented:
    Essa semana eu encontrei, em pesquisas intermináveis no Google, esse blog, o It’s all about experience. E é claro que eu já amei de cara. Então vim compartilhar com vocês um post deles.

  161. 290 Sergio June 24, 2014 at 1:33 PM

    Gente, eu duvido de tudo isso, portanto quero ver para crer. Quero sair deste país de merda, governado por idiotas, corruptos e ladrões, e o pior, é saber que nunca chegaremos aos pés dos USA ou qualquer outro país do primeiro mundo. Simplesmente porque o brasileiro é muito pacato, muito bonzinho, está preocupado com o futebol, com o pagode, samba, funk, axé e outras porcarias. Me emociono com o hino brasileiro cantado à capela na copa, mas gostaria de estar fora daqui porque isso aqui não vai mudar nunca.
    Só preciso saber como ir e ficar, trabalhar e viver, considerando que não tenho sponsor para um work visa, nem dinheiro suficiente para visto de empreendedor. Tenho 42 anos, sou administrador de empresas com pós em logística, minha esposa é esteticista e depiladora.
    Se alguém puder me dar dicas, agradeço….e quem sabe aí, posso ser mais um a dar os abraços que estão com saudade….rs.rs.rs.rs.
    Boa sorte a vocês que estão fora do Brasil, que tiveram coragem para partir para uma vida melhor….eu continuo aqui, reclamando, mas já de saco cheio. Quero mudar minha vida!!! Thanks in advance…

  162. 291 Polly June 24, 2014 at 2:15 PM

    Com todo o respeito, o unico ponto com o qual eu posso concordar eh o quinto!

    Tenho greencard e moro no texas ha 5 anos. Adoro o Texas. Mas acho uma pena quando vejo brasileiros dizendo que os Estados Unidos sao melhores do que o Brasil, ou quando vejo brasileiros falando mal da nossa cultura.

    Nós precisamos parar com esse complexo de inferioridade e enxergar as qualidades que o resto do mundo ja ve!

    Eu li um artigo super legal sobre isso, com uma parte que fala especificamente do nosso “jeitinho brasileiro”:
    “Latino-americanos, europeus e um sul-africano ressaltaram o lado bom dessa característica.

    – Os brasileiros sempre acreditam que há um caminho para se fazer alguma coisa, e isso os leva adiante – aponta Werner Trieloff, 29 anos, contador sul-africano.

    – Quando meus pais me visitaram no Brasil, pude perceber melhor como os europeus realmente se estressam quando algo dá errado. Já os brasileiros ficam tranquilos – conta a estudante Ana González, 22 anos, da Espanha.

    O filósofo americano Allan Taylor, 26 anos, resume:

    – O jeitinho brasileiro explica o sucesso de quase todo brasileiro no Exterior. A improvisação é a grande arte do brasileiro. Na música, por exemplo, como no chorinho ou no samba, há muito espaço para improvisar. Acho que é por isso que o americano não sabe dançar samba nem jogar futebol.”

    Para ler o artigo completo: http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2010/05/estrangeiros-listam-dez-exemplos-que-o-brasil-poderia-exportar-2898352.html?utm_source=Redes+Sociais

    Nao sofro por estar morando nos EUA, mas o unico motivo de eu estar morando aqui eh dinheiro. Ponto. No dia em que eu puder voltar pro Brasil ou ir pra qualquer pais no mundo que tenha a cultura mais parecida com a nossa, nao pensarei duas vezes.
    Nao me orgulho de dizer que estou aqui por dinheiro, mas no final das contas, dinheiro eh bom e todo mundo gosta.
    Agora, esculachar o estilo de vida brasileiro em favor do americano eh, francamente, desnecessario e de mal gosto.

    Desculpem os meus erros de Portugues, mas estou usando um computador que nao tem os nossos acentos! :)

  163. 292 Adriana June 29, 2014 at 8:55 PM

    Claudia,

    Como e’ bom ler um artigo escrito com boa linguagem!

    Sou Brasileira/americana. Cheguei em Dallas em 1988 aos 25 anos devido a um treinamento oferecido pela empresa americana na qual trabalhava em São Paulo.

    Já’ com inglês fluente e todo o conforto que uma multinacional oferece a empregados valiosos, recebi apartamento, faxineira uma vez por semana, automóvel, seguro saúde e vida, e bom salário. Apesar de todas estas facilidades a adaptação foi difícil. Nos anos oitenta ainda não tínhamos internet, telefone celular ou GPS.

    Sempre admirei a honestidade dos americanos, a organização e o modo de vida.

    O tempo passou, me casei aos 27 anos com um americano que namorava desde os 25, e vim para a Carolina do Norte onde começamos a nossa família.

    Hoje com 51 anos, duas filhas maravilhosas de 19 e 22 anos me sinto orgulhosa e privilegiada em ter duas nacionalidades. Após 21 anos de casamento, partimos em direções diferentes e estou feliz com um segundo relacionamento.

    Adoro ambos os países e amo as suas diferenças. Tenho residência fixa nos EUA e uma segunda no interior de São Paulo onde tenho familiares.

    Continuo nos estados unidos pois minhas filhas preferem residir aqui. Poderia voltar ao Brasil a qualquer hora e residir lá’ com os amigos queridos e familiares.

    Aqui na Carolina do Norte também tenho amigos, segurança, comida deliciosa, e o custo de vida e’ muito menor do que no Brasil. Mas quando estou na pátria amada me sinto também muito feliz! Acredito que me adaptaria em qualquer lugar.

    E’ uma pena quando vejo pessoas que não tiveram a mesma experiência.

    Os EUA e seus cidadãos são ótimos com indivíduos que falam a língua e respeitam a legislação.

    Nestes anos todos não tive mas experiências a não ser aquelas com pessoas ruins, independente de nacionalidade. Aqui ou no Brasil somos os mesmos indivíduos – alguns bons, outros não. Todos querem ser amados e não descriminados. As diferenças são muitas – e’ questão de prioridades e escolhas.

    Escolhi a liberdade e segurança como você Claudia. Também não me importo em limpar o meu banheiro – escolha feita por questão de comodidade e privacidade.

    Só’ posso agradecer a ambos os países e todos os amigos, familiares e até’ mesmo ambos os governos por tamanho privilégio em possuir dupla cidadania.

    Desejo sorte a vocês, paciência e persistência!

  164. 293 fabricioavil July 5, 2014 at 7:09 AM

    Moro fora do Brasil desde 2012 e vi no seu texto exatamente o que falo, perfeito o texto, com uma visão fria dos fatos.
    Concordo 100% com TODOS os itens e sempre falo deles, posso resaltar o que você falou da violência, e sobre o sentimento do Brasil ser a nossa casa, mas que infelizmente está longe de ser um lugar bom para filhos por qualidade de vida.

  165. 294 Marisa July 31, 2014 at 8:03 AM

    Parabenizo a Cláudia por tão bom texto. Ela relatou sua experiência que, obviamente, não é igual a de todos, por diversos motivos.
    Cada um, nesse mundo, independente do país em que vive, experimenta uma vida, melhor ou pior…
    Cláudia foi sensata ao relatar sobre a segurança, principalmente, que o Brasil está deixando a desejar, há muitos anos. Tendendo a piorar, piorar, piorar…
    E, gente, vamos combinar que as drogas estão sem controle e estão destruindo a felicidade de muitos lares. – no Brasil e em diversos outros países.
    Eu conheço muitos jovens brasileiros que estão buscando outras alternativas, por desacreditar no Brasil. Penso que temos que ir em busca de nossos sonhos, sempre. E, nessa tentativa, buscar aquilo que nos é importante, que pode ser segurança, estabilidade profissional, a construção de uma família, etc. – O importante é ser feliz, não importando o lugar.
    E, se a mudança não der certo, o negócio é arregaçar as mangas e recomeçar, sempre em busca de viver bem e feliz.
    Experiência é algo que se compartilha, mas não se compara. Penso que todas as vivências aqui postadas foram reais, ainda que felizes ou frustradas.
    E assim é a vida…

  166. 295 Marcio July 31, 2014 at 2:58 PM

    muito bom o post, um dia tbm chegaremos ate uma sociedade onde a as pessoas possam transitar sem medo de ser assaltadas, sem essa corrupção, o sonho de mts Brasileiros.

  167. 296 bruninha.com August 7, 2014 at 8:16 PM

    nao fui pros e.u.a mas acho que é legal e mt mais justo que o brasil li os comentarios ofensivos sobre os e.u.a e n gostei poxa enxerga ne meu os e.u.a tem mt mais justiça enquanto no brasil só injustiça cara e aq no brasil só tem corruptos parabens ai p qm mora nos e.u.a

  168. 297 FODA SE August 10, 2014 at 9:02 AM

    ou seja vai tomar no seu cu filho duma puta ¬¬”

  169. 298 EVANDRO Munigom August 16, 2014 at 2:26 PM

    Chegar 5 minutos atrasado ė normal??? (Só se for para voce

  170. 300 THELMA GOMES August 18, 2014 at 1:52 PM

    Gostaria muito de morar no Brasil, pois aqui ninguem respeita ninguem, vivo só pois como não twnho dinheiro, até a própria família me despreza. O que faço?

  171. 301 Élida August 26, 2014 at 1:55 PM

    Olá, meu sonho é morar nos EUA, tenho 17 anos e pretendo viver nos eua, queria começar como babysitter, ou ajudando alguém com trabalho de casa, falo inglês fluente, como eu poderia encontrar alguém que precisa de babysitter e mora nos eua?

  172. 302 Johnk318 September 3, 2014 at 10:08 AM

    if making snowfall leaps Hermes purses And totes operating 3ounce throwaway duplicate Hermes cups of coffee or even a conforms icle, pour the juices a mixture on the road to these kind of people until it is they have been perfect possessions wall plug ecommerce better than nearly full. bkdegeefdafd

  173. 303 https://www.youtube.com/watch?v=gWKWiZuXOIY September 4, 2014 at 4:13 PM

    Excellent post! We will be linking to this great article on our
    site. Keep up the great writing.

  174. 304 GIRLENE September 8, 2014 at 6:04 PM

    Opiniões divergentes, eu penso que se esta ruim bota a mochila nas costa e retornem para a o Brasil, as pessoas precisam ser honestas em suas opiniões! Amaremos o Brasil eternamente e sentiremos saudades sim sem duvidas porque é onde nascemos, vivemos e crescemos as nossas raízes encontram se aqui, como diz um amigo Brasil é para tirar férias, visitar pessoas queridas.
    Simples assim!!!! Boa noite!!!

  175. 305 Luiggi September 9, 2014 at 7:35 AM

    Poha, Parabéns pelo Post, avaliado sem emoção.

  176. 306 CA Medical Billing School September 21, 2014 at 9:51 AM

    Howdy! I’m at work browsing your blog from my new iphone 4!
    Just wanted to say I love reading through your blog and look forward to all your posts!
    Keep up the outstanding work!

    • 307 Carl September 3, 2015 at 2:07 PM

      Hey Dude,
      I don’t know if you’ve noticed but nobody here is writing in English!
      So, you better get your ass somewhere else.
      Oh mania de brasileiro metido de querer mostrar que fala ” Ingres” para ficar mais chique! Oh povinho besta!!!

  177. 308 autoresponder text September 25, 2014 at 9:47 PM

    Very quickly this site will be famous amid all blogging and site-building people, due to it’s pleasant content

  178. 309 souza September 26, 2014 at 9:38 AM

    Fique por ai mesmo. O brasil não vale nada. País de Corruptos e violento !!!

  179. 310 Guto Freitas October 1, 2014 at 10:24 AM

    Adorei observar os textos de vcs, e que mostram a percepção que cada um de nós, temos de um outro país, ou de uma cidade, à luz de nossas próprias perspectivas. Falou-se muito da sensação de segurança, e me chamou à atenção os amigos paulistas ou que moraram em São Paulo falando da insegurança existente por lá. Tudo, claro, na perspectiva de cada um de medo, de insegurança. Recentemente estivemos em São Paulo, e fiquei perplexo vendo pessoas usando celular nas ruas, muitas andando de vidro aberto, outras caminhando livremente pela calçadas com seus filhos e vi uma realidade que não era a que eu estava vivendo aqui em Fortaleza. Depois de observar esse cotidiano paulista, tive a impressão que moro em Bagdá, no Afeganistão. Dependendo do referencial, você pode estar se sentindo morando em Zurich, ou mesmo em Serra Leoa. Os comparativos que aqui assisti, são perfeitamente normais, pois tudo se prende, como já disse da percepção intima de cada um de nós, e não devemos correr o risco de julgar mas apenas aceitar a forma como o outro vê, coisas e situações. Encaro, também essas colocações comparativas coisas desconfortáveis no nosso Brasil como um GRITO, uma INDIGNAÇÃO para que o nosso país acorde, e seja bem mais humano que os EEUU, pois amamos nosso país e será aqui que queremos ser enterrados. Que seja mais seguro para os que aqui vivem e para os que nos visitam seja a trabalho ou turismo. Que possamos nos reunir com amigos nos bares, nas praças e poder andar de Metrô, trem ou ônibus sem o medo, pela quase certeza que seremos assaltados. Clamamos aqui por qualidade de Vida, seja nos EEUU ou São Paulo ou Fortaleza…a sensação que quem mais reclama do Brasil é não verdade quem mais o ama, e fica a idéia de que como um filho olha pra sua mãe e diz: Mãe me leva pra casa, pois eu quero me sentir seguro com vc.
    Desculpem-me o texto extenso, mas como disse anteriormente…é apenas mais um que demonstra um ponto de vista por sua própria perspectiva. Abração a todos.

  180. 311 DeboraLJuneck November 6, 2014 at 7:44 AM

    Oi Claudia, vc ainda mora em NY? Bj

  181. 312 Tatiane December 10, 2014 at 10:15 AM

    Não tem como comparar um pais de primeiro mundo com o Brasil, pais de terceiro mundo!!! É óbvio que os EUA é melhor que o Brasil, em minhas três viagens que eu fiz para os EUA (FLORIDA) eu me apaixonei completamente! Eu não vi nenhum contra e sim só coisas boas, e são inúmeras coisas boas e vou enumerar algumas delas:

    1 – Segurança: as casas não tem muros, muitas vezes bicicletas e brinquedos das crianças ficam jogados no jardim na frente de casa e ninguém rouba. Carro nós sempre deixávamos aberto, e além disso, eu vi diversos carros abertos, com a chave na inquinação e sem ninguém dentro. O correios deixa a sua encomenda na frente da porta da sua casa. Nos parques em Orlando as pessoas deixam bolsas, maquinas, e coisas pessoais nos carrinhos de seus filhos e ninguém mexe. Perdemos camera e carteira lá no parque e nos devolveram no achados e perdidos com TUDO dentro. Em uma praia no litoral da Florida nós vimos um IPHONE 6 jogando na areia e o dono estava tomando banho na água sem um pingo de preocupação. Eu deixava minha bolsa dentro do carrinho no Wallmart e ia de um lado pro outro sem me preocupar. Lá existem muitos policias e você vê eles o tempo todo. Quando existe um acidente/batida dentro de 5 minutos existem em torno de 4 carros da policia no local. ETC ETC…

    2 – Preço justo: Tudo é mais barato que o Brasil, desde você comprar um carro, até eletrodomésticos, roupas, comida TUDO é de 2 a 3 vezes mais barato que no Brasil. O salário minimo no Brasil está em torno de 750 reais, o salário mínimo nos EUA é $1300. Você vai num restaurante de comida chinesa e frutos do mar, com um buffet gigante e come a vontade por $12. No MC donalds você compra um combo com 2 big mc, 2 x burguers, 4 batatas fritas, 2 caixas de nuggets por APENAS $9,90. Lá você paga $1 o copo do refringente em qualquer restaurante e pode tomar refrigerante a vontade por apenas esse valor. Roupas e carro nem preciso falar nada né? Lá você sabe quanto paga de imposto nas coisas pois o imposto é pago separado e custa somente 6%, isso mesmo somente 6% em praticamente tudo, roupas, comidas, eletrônicos.

    3 – A leis funcionam: Sim, as leis nos EUA não foram feitas para serem discutidas e sim seguidas. Lá não tem jeitinho ou você segue ou você leva multa e vai preso. E eu acho isso corretíssimo, porque todo mundo respeita, não tem ninguem querendo dar uma de espertinho e tirando proveito das coisas. (claro que nao da pra generalizar mas no geral o americano é honesto). Quando você compra alguma coisa que se arrependeu você pode pegar o seu dinheiro de volta, até se o produto já foi usado. As pessoas são honestas e educadas e por isso esse tipo de coisa funciona lá. No mercado e em outras lojas existem caixas que você mesmo passa as suas compras. Se uma pessoa mata outra certamente vai pegar pena de morte ou pegará uma pena bem alta, aqui no Brasil cumpre 3 anos e já é liberado…Isso quando é preso né? Porque você chama a policia e depois de 1 hora eles aparecem e não fazem nada, e muitas vezes são mais corruptos do que o próprio ladrão.

    4 – Conforto: Ar condicionado central 24 horas por dia tendo uma conta de energia de $70. Existem muitos produtos lá que facilitam a vida das pessoas no dia a dia, produtos práticos que aqui no Brasil a gente nem sabe que existe. Quando você compra uma casa ela ja vem semi mobiliada pois a cozinha geralmente vem com os moveis e os eletrodomésticos, mais lava e seca. Existe closet e vc nao precisa se preocupar com guarda-roupa. A comida de lá é muito boa e no mercado você tem MUITA VARIEDADE com preços justos. As frutas e verduras são LINDAS, vc nao vê nada podre, nao precisa ficar escolhendo.

    5 – Coisas aleatórias: Existem bandeiras espalhadas por todo o país e os americanos são MUITO patriotas e amam a sua bandeira! Você entra na melhor faculdade por mérito seu, por suas notas ao longo de todos os anos na escola. Eles valorizam o esporte e pessoas que tem dons diferentes. Todo americano até completar 21 anos de idade ganha médico e dentista gratuitos. Lá você ganha um lixeiro de lixo reciclado e lixo orgânico para que as coisas FUNCIONEM igual para todos. La eu não vi cachorros soltos pelas ruas e também vi pouquíssimas pessoas andando a pé, todos tem carros. Calçadas em todos os lugares, tudo padrão. Asfalto parece até um tapete, sem remendo e nem buracos. Nao vi estradas de chão. As pessoas são extremamente educadas, mal passam perto de você e já pedem desculpas, fora os carros que param longe para você passar. Ensino fundamental e médio gratuito com ônibus que busca e trás na frente da sua casa. Lá quanto mais você for honesto e pagar suas coisas em dia, mais você terá crédito no mercado e pagará menos juros. Ou seja, gente mal caráter não se dá muito bem por la nao é?

    Bem essas são coisas que eu sou convicta em falar pois vivi isso lá. Não sei de outros estados como funciona.
    Agora eu pergunto, ainda tem gente que acha que o Brasil é melhor??????
    Acho que as pessoas que dizem que o Brasil é melhor é porque ou nunca foi pra lá e não gosta dos EUA, ou foi pra lá, ficou ilegal e passou por coisas ruins, ou porque realmente foi pra uma cidade que não funciona igual o resto do país!
    Eu e meu marido estamos planejando nos mudar pra lá para ficar legalmente nos país, espero que em breve eu realize meu sonho e viva num lugar melhor e mais digno!
    Obrigada

  182. 313 eduardo December 13, 2014 at 5:53 PM

    Verdade sobre antigamente a violencia era grande em new York. Gangues na calçada ouvindo rad8o. Lembro do Jason também atacando ai. Mais isso foi na década de 80

  183. 314 Angela Araujo December 13, 2014 at 6:25 PM

    Parabéns pelo post e obrigada pelas dicas, cheguei a pouco tempo na Califórnia, espero em cinco anos a frente poder constatar que vc estar verdadeiramente correta, Bjs e Deus te abençoe sempre.

  184. 315 Ana Flávia January 13, 2015 at 6:12 PM

    Oii meu nome é Ana e tenho 16 anos, falta só 1 ano pra terminar meus estudos e eu ainda não sei que faculdade quero fazer, não tenho a menor ideia do que quero daqui pra frente. Mas nesses dias pra cá, fiquei pensando em melhorar meu inglês, essa é minha matéria preferida na escola e pela primeira vez, eu tenho algo concreto, algo que eu quero pro meu futuro.
    Visitei uns sites de intercambio e acho que ano que vem já vai dar pra eu ir mas ainda vou ajuntar dinheiro. Porque não dá pra ir em um lugar onde não conheço ninguém e vou ter que me virar sozinha :)
    Eu sou fascinada por “Atlanta BA” e acho que lá vai ser um ótimo lugar, queria conhecer alguns brasileiros que mora ou já moraram lá pra saber as dificuldades que eu vou enfrentar. Se puderem me dar dica.. Vou ficar muito feliz, Obrigada …

  185. 316 carla cris January 19, 2015 at 1:20 PM

    Obrigado por compartilhar sua esperiencia, meu sonho e morar em NY mas e apenas um sonho,por que realizar e difícil¿

  186. 317 peterson February 12, 2015 at 6:06 PM

    Gente quero muito ir tentar a vida nos estados unidos.pretendo ir na loucura ano.que vem…sera que arrisco ? Vlw galera….

    • 318 Denise September 3, 2015 at 2:00 PM

      Nao vem nao Peterson!!!
      Aqui esta cheeeeeio de brazucas ocupando espaco.
      Toda cidade q vc vai tem brasileiro ilegal enchendo o saco. Se achando melhor que Americano enquanto nao paga um centavo de imposto.
      Furando fila e falando alto, empurrando sem pedir licenca, tentando tirar vantagem dos outros e aplicando a Lei de Gerson.
      Seja patriota, fique no Brasil por favor!!!
      Ou entao aprende a votar direito da proxima vez!

  187. 319 Rodrigo March 23, 2015 at 7:48 PM

    Belo post!! Parabéns pela ideia. Logo estarei ai.

  188. 320 marcelo March 26, 2015 at 3:10 PM

    Pior é ouvir brasileiro que nunca morou fora da propria cidade falar merda dos outros países e achar que o ”brasil” é melhor pra viver. Se eu pudesse, iria embora daqui se eu não tivesse tantos vínculos familiares e de amigos

  189. 321 Ruiter April 26, 2015 at 7:55 PM

    Eu sinceramente nem sei o que me trouxe a esse post. Só sei que foi bom “chegar” aki!Gostei! Só não esperava encontrar ao final dele a foto da autora: uma mulher de traços orientais. Achei surpreendente! (tbm não sei dizer porquê). Só sei que espontaneamente sorri, por de repente, me sentir bem! Como ela diz…”simples assim!”

  190. 322 Laurah May 3, 2015 at 3:51 PM

    Nossa muiito obrigada eram exatamente as respostas que eu procurava , bom eu tenho 14 anos e acho que minha família esta pensando em se mudar pra lá e realmente estou bem anciosa mais também sinto muito medo de não ser aceita na escola e nem pelas pessoas , tenho medo de rirem da forma que falo o idioma deles e penso que seria ver um filme em inglês só que sem legenda e o pior é que eu estaria dentro do filme….Sei que é meio idiota ter medo de tudo isso mas sei que se acontecer acho que no meio de muitas pessoas malas sempre vai ter aquela pessoa que me entendi,beijos,obg pela ajuda e por expressar seu ponto de vista sobre tudo que você achou dessa nova vida e que junto com sua família você esqueça todos os seus medos…

  191. 324 Deborah May 12, 2015 at 12:40 PM

    Parabéns, amei seu texto! No começo achei que vc só iria exaltar os EUA, mas percebi que temos uma Brasileira nos EUA e que fazemos falta. Bjks.

  192. 325 Walter September 3, 2015 at 1:52 PM

    Ilegalidade é CRIME, pelo menos aqui em EUA.
    Perante a lei, a pessoa que carece de documentos válidos para trabalhar no pais e trabalha na ilegalidade, esta cometendo um delito.
    Caso contrario não estariam sendo deportados.

    O immigrante ilegal/indocumentado trabalhando ilegalmente FERE a economia do pais.
    Os cidadãos americanos, portadores de greencard e outros immigrantes com permissão de trabalho temporário estão sujeitos a pagar impostos, POR LEI.
    Muitos immigrantes ilegais ACHAM que estão contribuindo com os impostos:
    Compras no Walmart pagando os 6,5% de sales tax não se enquadra como contribuição de imposto de renda.

    Muitos immigrantes ilegais oferecem servico de limpeza/faxina sem licença apropriada, oferecem transporte sem seguro comercial obrigatório e motorista sem driver license, oferecem serviço de construção sem permits/licenças.
    Oferecem todo tipo de prestaçào de serviço sem ter uma entidade/corporação legalmente constituida/registrada no pais.
    Enquanto oferecem serviços mais baratos que as outras empresas legalmente estabelecidas acabam ferindo a economia local.

    Eu ja tive que fechar 2 empresas porque não consegui competir com os serviços baratos oferecidos por empresas ilegais.
    Tambem já cansei de pagar imposto e enfrentar o IRS todo ano para que os indocumentados possam USUFRUIR da Qualidade de Vida do pais:
    Ruas sem buracos, casas sem muros, policiamento/segurança, respeito pelo pedestre, limpeza, governo sem corrupção, escola/merenda/onibus escolar de graça, etc.
    Tem muito immigrante ilegal que nunca ouviu falar de preencher um 1040 ou 1099 para ter que enfrentar o IRS todo ano.

    Não está contente com a politica e a economia do Brasil e decidiu morar em EUA? tudo bem!
    Todo mundo precisa procurar e desfrutar de qualidade de vida mesmo que para isso tenha que abandonar a patria.
    Agora, não podemos ser coniventes com o crime. Tudo depende da consciência da cada um.
    Eu conheço muitos brasileiros que moram em Orlando por mais de 5 – 10 anos como “estudantes” de inglés enquanto trabalham na ilegalidade apesar do Social Security dizer “NOT VALID FOR EMPLOYMENT”.
    “Jeitinho Brasileiro” é invenção de brasileiro e não se aplica em EUA. Vamos respeitar e colaborar pagando impostos ou entao vamos deixar de falar mal dos EUA e voltar para o Brasil!!!

  193. 326 ayla porto e silva October 1, 2015 at 6:23 PM

    UAU! Esse seu post deu comentários…. Muito bom ele, amo ler comentários( e afins) sobre os diferentes países do mundo. Os EUA é um país que nunca quis visitar, ainda não quero e creio que nunca irei mudar de opinião. Amo muito o Brasil, reconheço seus defeitos? Com toda certeza! Mas acho que as coisas positivas superam as negativas, e não falo do carnaval ou futebol (pois muitos acham que esse é o único atrativo do país) falo do amor, da alegria, da beleza, do clima, da união familiar, das amizades, da alimentação – li um comentário aqui, não me lembro o nome da pessoa, que dizia que preferia viver ai comendo comida com gosto de plástico do que comer as coxinhas daqui feitas de carne de cachorro(o que não deixa de ser uma generalização) e fiquei pensando como ele pode dizer uma coisa dessas, será que a vida de um boi vale menos que a de um cachorro??? – e de outras coisas mais que admiro muito! Bjos pra vc e pra sua família 😉

  194. 327 saionara October 19, 2015 at 6:35 AM

    Olá Cláudia bom dia. Gostaria muito de ir embora para os EUA. Eu , meu marido e meu filho. Mas não sabemos por onde começar. Poderia me orientar? Quais seriam os primeiros passos?
    Grata.

  195. 328 ganha dinheiro assistindo futebol November 8, 2015 at 10:01 PM

    Apesar de que praticamente todas as pessoas sabem que Youtube é um excelente ferramenta de marketing digital, que os videos geram bastante
    tráfego orgânico, entre muitos outros benefícios… Muitos empreendedores
    digitais, donos de empresas, afiliados, blogueiros ignoram poder do Youtube nos negócios.

  196. 329 alugar direto com o dono December 28, 2015 at 7:18 PM

    Oi, tem uma forma de me inscrever nesse blog para mim receber semanalmente informações sobre alugar apartamento direto poa?
    Eu pretendo postar alugar direto porto alegre no meu site sobre o assunto.
    Obrigado

  197. 330 Jhoy Pereira Teles January 12, 2016 at 11:12 AM

    Oi sou do rio queria ir morar nos EUA porém tenho dúvidas se alguém poder mi ajudar ,face jhoy Pereira Teles, zap +55 21
    966930848 obrigado

  198. 331 AGNALDO ROBERTO January 13, 2016 at 11:33 AM

    CADA SER HUMANO ENXERGA DE UMA FORMA, RESPEITO SUA POSIÇÃO.GOSTEI DA SINCERIDADE; DESCONSIDERE AS OPINIÕES QUE VISAM MAIS A CRÍTICA, O DESRESPEITO E PROCURAM OS ERROS ETC.. CADA SER HUMANO TEM O DIREITO DE ENXERGAR COMO SEU CORAÇÃO MANDA. O MELHOR LUGAR DO MUNDO É AQUELE QUE VOCÊ ESCOLHE PRA VC.

  199. 332 Gabriela February 23, 2016 at 1:01 PM

    A parte que eu mais gostei é que você não tem mais aquela ajudante faz tudo, que com certeza era paga com um salário miserável , e que por essas e outras é que o Brasil é do jeito que é.Cheio de pessoas pobres explorados pelas “madames” que não pode lavar nem uma louça.

    • 333 Raquel January 3, 2018 at 2:09 PM

      Não existe exploração.Vc quer o que que as pessoas façam caridade,pagando pra uma faxineira um salário de um médico?Acorda né querida,faxineira é faxineira em qualquer lugar do mundo.Quer ganhar salário alto,nao é fazendo faxina que vc vai conseguir.

  200. 334 MCA Pires March 2, 2016 at 12:40 AM

    Desculpe, Jeito Brasileiro é hábito muito errado aqui no Brasil, não utilizem esse recurso, seja honesto, converse, seja sincero e tudo poder ser resolvido legalmente.

    Sorry, Brazilian Way is very wrong habit in Brazil, do not use this feature, be honest, talk, be sincere and everything can be solved legally.

  201. 335 Ana flavia March 2, 2016 at 5:00 PM

    Parabéns pela experiência, adorei seu texto!! ♡

  202. 336 Luis May 10, 2016 at 8:10 PM

    Hello Pessoal,To pensando em ir embora p DC em Maryland… tenso :-(

  203. 337 Mrs Arna Lisa June 1, 2016 at 6:46 PM

    Olá,

    Eu sou deputada Arna Lisa, eu ofereço empréstimo a uma taxa muito baixa de 3% ao annual.i você sabe precisa de um empréstimo, você pode melhorar a sua estabilidade financeira, nós podemos fornecer qualquer tipo de empréstimo que você nos need.contact agora por e – mail: [homekredit@hotmail.com] seguro e confiável Abaixo estão algumas informações sobre o nosso empréstimo que você deve considerar: oferecemos empréstimos a empresas em uma taxa de 3%
    Nenhuma verificação de crédito prazo envolvidos do empréstimo não pode exceder 30 anos. O candidato deve ter atingido a idade de 18.To iniciar o processo de aquisição do empréstimo: US formal empréstimos solicitação adequadamente preenchendo o empréstimo

    FORMULÁRIO DE EMPRÉSTIMO DE CANDIDATURA (primeira informação NECESSÁRIO DE VOCÊ)

    Nome do requerente:
    Endereço:
    Cidade:
    Estado:
    País:
    Gênero:
    Estado civil:
    Profissão:
    Renda Mensal:
    Tel:
    Telemóvel:
    Empréstimo Objectivo:
    Valor do Empréstimo Necessário:
    Empréstimo Duração:
    Você aplicar-se antes:

    Obrigado pela sua compreensão e cooperação.

    Cumprimentos.

  204. 338 Tatahatuna@gmail July 29, 2016 at 5:41 AM

    Sem comentarios vivo na america a 8 meses e ai da me adptando trabalho e td mas real sao dias palavras

  205. 339 ricardo September 21, 2016 at 4:45 PM

    bando de puxa saco de americano!!!!! la é uma merda mesmo, bando de safado, é professora dando pra aluninho, é adolescente atoa pegando arma e ao inves de enfia no meio do cu vai mata gente em universidade e etc e vem me fala q la é bom!!! fala serio todo mundo tem a sensaçao que la é essa maravilha pq o brasil que é essa bosta cheio de gente dos jeitinho cheio de ladrao e cheio de vagabundo!!! quer ir viver um sonho de vida muda do planeta ou vai pra australia que parece q é o melhor lugarzinho!!!!

  206. 340 sussan October 1, 2016 at 10:32 AM

    Meu nome é Bennett eu sou de Chicago EUA, casado, i foram à procura de uma empresa de empréstimo genuína para os últimos 5 meses e tudo que eu consegui foi bando de golpes que me fizeram confiar neles e no final do dia, eles levaram meu dinheiro sem dar nada em troca, toda a minha esperança era perdida, eu fiquei confuso e frustrado, acho que é muito difícil para alimentar a minha família, eu nunca quis ter nada a ver com as empresas de empréstimo na net, por isso fui para emprestar algum dinheiro de um amigo, eu disse-lhe tudo o que aconteceu e ele disse que pode me ajudar, que ele sabe que uma empresa de empréstimo que pode me ajudar, que ele só tem um empréstimo a partir deles, ele me orientou sobre como aplicar para o empréstimo, i fez o que ele me disse, eu aplicado, eu nunca acreditei, mas eu tentei e para minha maior surpresa eu tenho o empréstimo no prazo de 24 horas, eu não podia acreditar, eu estou feliz e rico de novo e eu estou agradecendo a Deus que essas empresas de empréstimo como este ainda existem sobre esta scams todo os lugares, por favor, eu aconselho everyoneout lá que estão em necessidade de empréstimo para ir para sussanmills.finance@gmail.com eles nunca irá falhar, sua vida
    deve mudar à medida que o meu fez.

    Nome:………
    Outros nomes):……..
    Estado civil:………
    Endereço de contato:………
    Cidade / CEP: ………
    País:………
    Data de nascimento:………
    quantidade necessária
    Empréstimo Duração: ………
    Renda mensal: ………
    Ocupação:………
    Finalidade para empréstimo: ………
    Celular:………
    Com todo respeito,
    Sra Sussan
    Você já pediu um empréstimo antes? ………

  207. 341 Rozilene Montagnini Pedroso October 24, 2016 at 7:28 AM

    Oi bom dia, gostei muito desse site, tenho um sonho trabalhar nos EUA e ganhar muito dinheiro, aqui no Brasil eu só trabalho, gosto de trabalhar e fazer tudo melhor sou perfeccionista e ambiciosa.

  208. 342 ANA November 29, 2016 at 5:14 PM

    Depois de estar em relacionamento com meu marido por nove anos, ele terminou comigo, fiz todo o possível para trazê-lo de volta, mas tudo foi em vão, eu o queria de volta tanto por causa do amor que tenho por ele, eu implorei-lhe com Tudo, eu fiz promessas, mas ele se recusou. Eu expliquei o meu problema para alguém on-line e ela sugeriu que eu deveria entrar em contato com um conjurador que poderia me ajudar a lançar um feitiço para trazê-lo de volta, mas eu sou o tipo que nunca acreditou em feitiço, eu não tinha escolha a tentar, Enviou o conjurador de magia, e ele me disse que não havia problema em que tudo ficaria bem antes de três dias, que meu ex voltaria para mim antes de três dias, ele lançou o feitiço e, surpreendentemente, no segundo dia, era por volta das 16h. Meu ex me chamou, fiquei tão surpreso, respondi a chamada e tudo o que ele disse foi que ele estava tão arrependido por tudo o que aconteceu, que ele queria que eu voltasse para ele, que ele me ama tanto. Eu estava tão feliz e fui para ele, foi assim que começamos a viver juntos, felizes novamente. Desde então, tenho feito a promessa de que qualquer um que eu sei que tem um problema de relacionamento, eu seria de ajuda a essa pessoa, referindo-se ao único feiticeiro real e poderoso que me ajudou com o meu próprio problema e que é diferente de Todos os falsos lá fora. Qualquer pessoa pode precisar da ajuda do conjurador de feitiços, seu e-mail é (DRLELESPELLTEMPLE@OUTLOOK.COM} tel. + 2348151729226) você pode enviá-lo por e-mail se você precisar de sua ajuda em seu relacionamento ou algo assim.

  209. 343 Kely livanto December 15, 2016 at 12:20 PM

    “Lavar meu banheiro me tornou uma pessoa melhor.” Que comentário mais patético.
    Acho pessimo brasileiro que mora nos EUA se gabar e depois vem falar que ama o Brasil.

  210. 344 juca neto December 28, 2016 at 12:25 PM

    Sou jucá neto,parabens ! pelo seu blog,espero ,se possivel, dicas no meu e-mail,aprendir muito com todas as opiniões mas confesso,,,sempre esteve nos meus planos conhecer a america do norte e outros,pra falta mim falta tudo espero não perder a esperança e fe.Ja ficaria muito grato se alguem me desse dicas de como começar.( joaojucaneto100@gmail.com)

  211. 345 juca neto December 28, 2016 at 12:27 PM

    Sou jucá neto,parabens ! pelo seu blog,espero ,se possivel, dicas no meu e-mail,aprendir muito com todas as opiniões mas confesso,,,sempre esteve nos meus planos conhecer a america do norte e outros,pra mim falta tudo espero não perder a esperança e fe.Ja ficaria muito grato se alguem me desse dicas de como começar.( joaojucaneto100@gmail.com)

  212. 346 Rafael Motta January 29, 2017 at 11:24 AM

    Pessoal para de criar super humano, enquanto a gente ficar nessa de um faz coco cheiroso o outro faz fedorento não chegaremos a lugar nenhum. Não existe lugar melhor ou pior, existe “idéia” de lugar melhor ou pior. Alguém por favor me responda:
    De onde a indústria cinematográfica americana arranja tanta criatividade a tantos anos se lá não tem desonesto, não tem malandro, não tem racismo entre outras coisa? Que se eu for colocar aqui vai faltar palavras. Assim como as novelas brasileiras mostra um pouco do Brasil e mostra o que o brasileiro gosta de ver o norte americano tenho certeza mostra parte do que ele vive também.
    Outro ponto que gostaria de ressaltar sobre exaltar uma super humanidade que não existe é que quando for elogiar um sistema muito grande e comparar a outro, seja sincero e aponte também os erros que não são poucos e são maiores do que seus acertos garanto. Vou citar apenas um de vários:
    Defender o próprio país é mérito, sair do país e matar inocente outro país por política errado, veja bem, inocente não terroristas ok. Então é isso, escrever para quem não quer intender é difícil mas de qualquer forma vale porque a pessoa pode reforçar o modo de pensar ou se afundar mais em suas ideologias e morrer acreditando que na terra existe super e superiores seres humanos.

  213. 347 Adriana F February 18, 2017 at 9:17 PM

    Morei em Sao Paulo varios anos e visitei o Rio de Janeiro inumeras vezes, e nunca aconteceu nenhuma violencia comigo. Moro aqui nos Estados Unidos ha mais de 10 anos e nunca fiquei um dia ilegal, estudei e hoje trabalho. Mas fui vitima da violencia dos brasileiros que segundo a minha investigacao tudo indica que sao goianos aqui na Bay Area. O method usado ainda nao foi identificado, mas de acordo com muitas vitimas e o que os americanos chamam de “voice of skull, electronics harassment.” Tem um grupo de brasileiros que drogam as vitimas e comecam a projetar as vozes fazendo inumeras chantagens e perseguicao principalmente quando as pessoas mudam de estado e eles sabem que nao tem amigos e eles vao ter uma vantagem grande de tentar tirar dinheiro da vitima, so que no meu caso eu reconhecir que estava sendo vitima da mafia goiania desde a primeira frase, so nao sabia que alem da projecao de voices eles tambem usam a magia negra para confundir a vitima. A maioria das vitimas brasileiras entram em panico e voltam ao Brasil, outras de acordo com as minhas investigacoes nao querem falar que estao ouvindo o grupo e preferem fingir que e so espiritual. Porque o grupo que projeta as vozes prometem dar green card e trazer a familia toda da vitima que aceita as chantagens deles. Muitos brasileiros que estao aqui ilegal acaba aceitando as propostas irregulares e de beneficio tem green card e vida organizada. Eles geralmente gostam de projetar as vozes para os brasileiros que estao chegaram aqui ilegal e hoje tem um negocio, ou aqueles que eles fizeram pagar parcelas de apartamentos por anos, sem a vitima saber que era um golpe e que o apartamento segundo uma vitima que pagou muito dinheiro pra a mafia brasileira golpista. So que no meu caso eles vao ter que sair do anonimato, pois eu nao sou ilegal e nao aceito as propostas deles de trazer minha familia pra morar aqui ilegal, tambem nao aceito dar pra eles o dinheiro que les pedem. Viver ja por dois anos ouvindo essa mafia goiania, nao esta sendo facil, mas estou trabalhando com uma psicologa para provar que ouvir voz aqui nos Estados Unidos e coisa de mafia brasileira. Vou levar o caso ao FBI e immigracao. Se tem alguem aqui que ja ouviu vozes semelhante de algum grupo mande um email adrianafl1978@gmail.com.
    Nao estou falando de doenca mental, estou falando de uma technologia usada para projecao de vozes feita por essa mafia, ja me disseram que tem vitimas na Florida e em Nova York, Boston.
    Mind control usado ilegalmente e um crime, infelizmente a maior violencia da minha vida esta acontecendo aqui em San Francisco. Fui drogada e fui para em um hospital e estou pagando a conta ate hoje mais de 40 mil dolares, tudo isso por causa desse grupo de brasileiros( um rapaz, e duas mocas, o chefe da quadrilha so aparece as vozes duas vezes por semana) Ele deve ir comandar o crime nos outros estados. Peco aos brasileiros que ,mesmo que voces estejam aqui ilegal nao aceita participar dessa mafia, entra em contato comigo, juntos podemos provar pro FBI que tem sim brasileiros projetando voices, nao fiquem com medo das amecas da mafia.
    Entendo muito bem o ponto de quem expressou o jeitinho brasileiro nos comentarios, e esse jeitinho e usado para tirar vantagem e fazer crimes.
    Eles usam o gangstalker e provocam brigas sem motivos para colocar a vitima alvo em apuros. Usam o sleep cinderella brasileiro para por as maos na vitima. Muito cuidado com sua bebida em bares e clubs aqui nos Estados Unidos. Meu caso aconteceu aqui em San Francisco, nao desejo o que eu estou passando nem pra meu pior inimigo, isso e invasao de privacidade, uma violacao dos direitos humanos. Para os que nao acreditam procuram no you tube sobre voice to skull, e electronic harassment.
    Algumas pessoas acreditam que e so perseguicao espiritual, eu estou tendo os dois sintomas.

  214. 348 Kristyn Acquaviva July 20, 2017 at 10:12 AM

    alianças de casamento promoção

  215. 349 Laís October 6, 2017 at 9:00 AM

    Legal seu texto! é que o brasileiro tem mais jogo de cintura para certas malandragens, com certeza isso tem! mas depois que eu vi o caso do americano que enterrou a vodka na terra de um local que aconteceria uma festa só para não pagar bebida vi que esse “tal” jeitinho vai de cada um mesmo! kkk….eu mesmo sempre tive medo de colar em provas desde pequena, preferia zerar do que colar, morria de medo, isso da escola até a faculdade…depois estudava e recuperava…não consigo mentir nem para brincar com alguma pessoa, não consigo não devolver um troco errado, me sinto mal fazendo parte de algo com o “jeitinho brasileiro”…as vezes meu marido faz alguma coisa com o certo jeitinho eu fico zuando ele “alá, o jeitinho brasileiro, por isso que não vamos para frente” rs…então, vai da consciência de cada um, vai da pessoa…

  216. 350 cheril martins February 18, 2018 at 9:49 AM

    CHERYL MARTINS LOAN FIRM

    feliz o dia todo

    Isto é para informar o público em geral que a Sra. CHERYL LOAN FIRM atualmente oferece empréstimos de Longo Prazo e Curto Prazo para organizações e cooperativas individuais que necessitam seriamente de apoio financeiro para melhorar as necessidades comerciais ou financeiras com baixas taxas de juros 1,5%. Para todas as formas de empréstimos financeiros, isto é acessível, com baixas taxas de juros, nossos serviços de empréstimo variam desde o mínimo ($ 7,000.00, $ 4,00.00) até o valor máximo ($ 40,000.00) e com uma duração mínima de 1 ano e um período máximo de 10 anos que foi aprovado pela empresa de empréstimo, antes de podermos direcioná-lo para um banco de desvio que iniciará imediatamente o seu empréstimo e com taxa de juros de 1,5%, então deixe-nos ter sua aplicação agora com seus detalhes para processamento posterior Entre em contato conosco com as seguintes informações. sob.
    (CHERIL.MARTINSLOANFIRM@GMAIL.COM)
    oferecemos empréstimos em várias moedas
    ::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: :::: :::::
    DÓLAR
    LIBRA
    EURO
    RM
    IDR

    Entre em contato conosco agora

  217. 351 discount July 7, 2018 at 1:43 PM

    Wonderful, what a weblog it is! This weblog presents useful information to us, keep it up.

  218. 352 Visitx Gutschein August 27, 2018 at 12:14 PM

    Thanks for sharing your thoughts on swinger. Regards

  219. 353 internet January 16, 2019 at 5:39 PM

    It’s an awesome piece of writing in support of all the web people; they will take advantage from it I am sure.


  1. 1 social media icons for blogger Trackback on July 24, 2014 at 5:18 AM
  2. 2 click through the up coming website Trackback on August 15, 2014 at 1:12 AM
  3. 3 Recommended Web-site Trackback on August 15, 2014 at 3:15 AM
  4. 4 future financial planning Trackback on August 15, 2014 at 5:38 AM
  5. 5 starting a printing business Trackback on August 15, 2014 at 6:00 AM
  6. 6 sosblog.com Trackback on August 15, 2014 at 6:24 AM
  7. 7 content Trackback on August 20, 2014 at 3:46 AM
  8. 8 Cameras Cctv Yate | Actual Percentil Trackback on September 13, 2014 at 12:04 AM
  9. 9 made my day Trackback on September 20, 2014 at 1:56 PM
  10. 10 rebelmouse.com Trackback on September 24, 2014 at 11:25 AM
  11. 11 Sistema Cctv Yate | Actual Percentil Trackback on October 14, 2014 at 12:45 AM

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s